Filmes por gênero

PERISCÓPIO À VISTA (1959)

Up Periscope
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Inferno debaixo de água (Portugal)
Mission secrète du sous-marin X.16 (França)
Quota periscopio! (Itália)
Infierno bajo las aguas (Espanha)
Geheimkommando im Pazifik (Alemanha)
Geheimkommando (Austria)
Periskop upp (Suécia)
Ubådens vovehals (Dinamarca)
Поднять перископ (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: 2ª Guerra Mundial
Direção: Gordon Douglas
Roteiro: Richard H. Landau
Produção: Aubrey Schenck
Direção Musical: Ray Heindorf
Fotografia: Carl E. Guthrie
Edição: John F. Schreyer
Direção de Arte: Jack T. Collis
Guarda-Roupa: Bob Richards
Maquiagem: Gordon Bau
Efeitos Sonoros: Francis E. Stahl
Efeitos Especiais: Doug Hubbard, Ralph Ayres
Nota: 7.9
Filme Assistido em: 1960

Elenco

James Garner Ten. Kenneth M. Braden
Edmond O'Brien Comandante Paul Stevenson
Andra Martin Sally Johnson
Alan Hale Jr. Ten. Pat Malone
Carleton Carpenter Ten. Phil Carney
Frank Gifford Guarda-marinha Cy Mount
William Leslie Ten. Doherty
Richard Bakalyan Marujo Peck
Sean Garrison Marujo Floyd
Henry Kulky Sub-Oficial York
Francis De Sales Capitão Quinn
George Crise Murphy, Radio Operador
Bernie Hamilton Weary
Robert Whiteside Collins
Harry Landers Adams
Paul Togawa Japonês
Clifford Kawada Japonês
Yoneo Iguchi Japonês
Warren Oates Marujo Kovacs
Robert Aike Marujo Ford
Leonard A. Mazzola Johnny

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Em 1942, o tenente da marinha Kenneth Braden encontra-se em terra sendo treinado para mergulho e demolições submarinas, quando conhece Sally Johnson, e ambos se apaixonam. Logo em seguida, ele é convocado para uma missão secreta a bordo do submarino USS Barracuda, quando é informado que Sally é uma espiã do serviço secreto norte-americano, e que ele fora escolhido por ter sido considerado o mais capaz, após investigação dela.

O ambiente no submarino é tenso, dado à morte de um tripulante, durante uma missão anterior, a cargo do comandante Stevenson. Braden fica sabendo que será levado até uma base de rádio japonesa, em Kosrae, na Micronésia, para fotografar os códigos de comunicação nipônicos e fugir sem ser descoberto.

Ao chegar ao local em que Braden é obrigado a deixar o submarino para realizar sua missão, o comandante Stevenson deixa claro que não hesitará em deixá-lo para trás se achar que o submarino ou a tripulação sob sua responsabilidade estiverem em perigo iminente. No entanto, terminado o prazo de dez horas para que Braden retornasse ao submarino, ele não aparece e alguns homens começam a passar mal por conta do oxigênio rarefeito. Embora sinta que esteja colocando em perigo a embarcação e sua tripulação, Stevenson decide esperar até o amanhecer do dia seguinte.

Horas depois, finalmente, Braden retorna com a missão cumprida e, ao nascer do sol, o USS Barracuda encontra-se navegando em águas seguras. No entanto, apesar da missão vitoriosa, Stevenson sente-se incomodado e resolve escrever uma carta aos seus superiores solicitando um Conselho de Investigação por ter violado os regulamentos navais, em que, conscientemente, arriscou sua embarcação e ameaçou a vida de sua tripulação.

À medida que o USS Barracuda se prepara para ancorar em Pearl Harbor, muitos dos amigos da equipe encontram-se no porto para recebê-los. Ao observar Sally no meio da multidão, Braden comenta com Stevenson que perdeu a carta que escrevera para ela.


imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Gordon Douglas, a partir de um roteiro escrito por Richard Landau, “Periscópio à Vista” é um filme norte-americano produzido pela Lakeside Productions em 1959. Sua trama, baseada num livro de Robb White, trata de uma missão secreta, à bordo de um submarino americano, quando da 2ª Guerra Mundial no Pacífico Sul.

Na direção, Douglas realiza um bom trabalho, no que é ajudado pela bela fotografia a cores, em WarnerScope, a cargo de Carl E. Guthrie. No elenco, destacam-se as atuações de James Garner e Edmond O’Brien.

CAA