Filmes por gênero

O DESPREZO (1963)

Le Mépris
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Contempt (Estados Unidos)
Il disprezzo (Itália)
El desprecio (Espanha, Argentina)
Die verachtung (Alemanha)
Föraktet (Suécia)
Pogarda (Polônia)
Jeg elskede dig i går (Dinamarca)
Keskipäivän aave (Finlândia)
Pais: França, Itália
Gênero: Drama
Direção: Jean-Luc Godard
Roteiro: Jean-Luc Godard, Alberto Moravia
Produção: Carlo Ponti, Georges de Beauregard
Música Original: Georges Delerue
Fotografia: Raoul Coutard
Edição: Agnès Guillemot
Figurino: Tanine Autré
Maquiagem: Odette Berroyer
Efeitos Sonoros: William Robert Sivel
Nota: 9.5
Filme Assistido em: 2008

Elenco

Brigitte Bardot Camille Javal
Fritz Lang Ele próprio
Jack Palance Jeremy Prokosch
Giorgia Moll Francesca Vanini
Michel Piccoli Paul Javal
Jean-Luc Godard Diretor Assistente de Fritz Lang
Raoul Coutard Cameraman
Linda Veras A sereia

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Paul Javal, um jovem dramaturgo francês que encontrou o sucesso comercial em Roma, aceita uma oferta do vulgar produtor americano Jeremy Prokosch para reescrever o roteiro de “A Odisséia” a fim de ser adaptado ao cinema pelo diretor alemão, Fritz Lang.

Camille, esposa de Paul, junta-se a ele no primeiro dia do projeto na Cinecittà. Quando as primeiras discussões são encerradas, Prokosch convida o grupo para se juntar a ele em sua Villa, oferecendo à Camille uma carona em seu carro esportivo de dois lugares. Ela tenta rejeitar o convite, mas seu marido, submissamente, insiste para que ela o aceite, prometendo-lhe que irá logo em seguida de táxi. Paul, entretanto, só chega à Villa com um atraso de meia hora, alegando que sua demora foi devida a um acidente de trânsito. Camille, entretanto, mostra-se inquieta por suspeitar que o marido a esteja usando para ganhar pontos junto ao produtor. Seus sentimentos de dúvida tornam-se ainda mais fortes quando ela vê Paul tentando se insinuar para Francesca, uma jovem italiana de 26 anos que fala quatro línguas e que se acha como secretária particular de Prokosch.

De volta ao apartamento onde moram, Camille e Paul discutem os problemas que viveram durante o dia, principalmente aqueles relacionados com as presenças de Prokosch e Francesca. Durante a discussão, aborrecida com algumas posições tomadas pelo marido, ela desabafa ao anunciar que já não o ama mais e que, a partir daquela noite, não vai mais dormir com ele, preferindo ficar sozinha num dos sofás da sala. Por outro lado, com a esperança de reacender o amor de Camille, Paul a convence a aceitar o convite de Prokosch para se juntar a eles durante as filmagens em Capri.

Na ilha, ao iniciarem os trabalhos, Prokosch e Lang entram em conflito em relação à interpretação correta da obra de Homero, um impasse agravado pela dificuldade de comunicação entre o diretor alemão, o roteirista francês e o produtor americano. Francesca atua como intérprete, mediando todas as conversas.

Quando Paul fica ao lado de Prokosch, contra Lang, sugerindo que Ulisses teria saído de casa por causa da infidelidade da esposa, as suspeitas de Camille sobre a subserviência de seu marido, são confirmadas. Deliberadamente, ela faz com que Paul a veja sendo beijada por Prokosch e, no confronto seguinte, declara que seu respeito por ele se transformou em desprezo. Não conformado, Paul se mostra disposto a abandonar o filme, deixar Capri e voltar a fazer teatro.

Antes, entretanto, Camille decide viajar para Roma em companhia de Prokosch. Uma vez lá, ela e o produtor morrem em um trágico acidente automobilístico. Enquanto isso, em Capri, Paul procura Lang para se despedir, antes de partir para o continente.

imagem imagem imagem imagem imagem imagem

Comentários

Adaptado do romance "A Ghost at Noon" de Alberto Moravia, "O Desprezo" é uma ótima produção franco-italiana realizada pelo grande cineasta Jean-Luc Godard. Embora sua trama fale do processo de filmagem, da natureza da autoria de um filme e da arte de adaptação de um romance para a tela, no fundo o filme procura dar ênfase é ao processo de desintegração de um casal vivido por Michel Piccoli e Brigitte Bardot.

Além do ótimo trabalho desenvolvido por Godard, "O Desprezo" é muito bem fotografado em Cinemascope por Raoul Coutard e apresenta uma excelente trilha sonora assinada por Georges Delerue. Além do mais, Godard presta uma homenagem ao mestre austríaco Fritz Lang, ao convidá-lo para fazer o papel do diretor do filme “A Odisséia”, a ser rodado na Ilha de Capri.

Apresentando vários bons momentos, o que mais se destaca é aquele em que, num pequeno apartamento, Paul e Camille discutem a relação por cerca de 30 minutos. No elenco, são exatamente os atores que os interpretam, ou seja, Michel Piccoli e Brigitte Bardot, linda em seus 29 anos, aqueles que mais se destacam no filme.

CAA