Filmes por gênero

DIABOLICAMENTE TUA (1967)

Diaboliquement vôtre
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Diabolicamente tua (Italia)
Mit teuflischen Grüssen (Alemanha)
Diabólicamente tuyo (Espanha)
Diabolically Yours (USA)
Pais: França, Alemanha, Itália
Gênero: Crime, Drama, Suspense
Direção: Julien Duvivier
Roteiro: Julien Duvivier, Roland Girard, Jean Bolvary
Produção: Raymond Danon
Design Produção: Léon Barsacq
Música Original: François de Roubaix
Fotografia: Henri Decaë
Edição: Paul Cayatte
Figurino: Georgette Fillon
Guarda-Roupa: Jeanne Vergne
Maquiagem: Michel Deruelle
Efeitos Sonoros: René Sarazin, Paul Pauwels
Nota: 6.9
Filme Assistido em: 2008

Elenco

Alain Delon Pierre Lagrange / Georges Campo
Senta Berger Christiane
Peter Mosbacher Kim
Claude Piéplu O decorador
Sergio Fantoni Freddie
Renate Birgo A enfermeira
Georges Montant Delegado de Polícia
Guy Stranger O árabe
Albert Augier .
Albert Daumergue .

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Pierre Lagrange sofre um terrível acidente automobilístico e passa três semanas em coma. Ao sair do coma, ainda internado no hospital, acometido de amnésia temporária, recebe a visita de Christiane, que se diz sua mulher e o chama de Georges Campo. Ao melhorar de um ferimento na perna, os médicos lhe dão alta, ressalvando que a volta completa de sua memória deverá levar alguns meses para que ocorra.

Assim, ele é levado para uma grande mansão, no campo, onde estranha o local. Começa reclamando da falta de sua TV, mas Christiane lhe diz que ele sempre odiou televisões; em outra ocasião, ao afirmar que não suporta comida chinesa, a mulher lhe diz que essas suas colocações devem ter origem em sua amnésia, já que ele sempre adorou a comida oriental.

À mansão, chega Frédéric Launay, Freddie, que se diz seu médico e que, por dez anos, os três são muito amigos. Diz ainda que os três haviam chegado há pouco de Hong Kong, onde costumavam sair juntos. Por recomendação de Freddie, Georges é mantido sozinho em um quarto, para melhor descansar e se restabelecer.

Dias depois, Georges diz à Christiane que começa a se lembrar de palavras soltas, tais como: Aberdeen, Freddie, Tai Hang, Chatham, Kowloon, e Mina. Ela esclarece que eles tinham uma casa grande em Tai Hang; Chatham era onde Freddie tinha o consultório; Freddie  morava em Kowloon  e passava os finais de semana com eles; Mina era uma eurasiana que morava em Aberdeen e que era sua amante. Ele diz que tem medo de ir dormir Georges e, ao acordar, voltar a ser Pierre Lagrange.

Já melhor, Georges sai da mansão, pela primeira vez, e passeia com Christiane pelos jardins da propriedade. Ao passarem por um celeiro, atraído pelo cheiro de maçãs, Georges sobe por uma escada de madeira e, por pouco, não morre ao pisar em um alçapão, culpando a mulher por não o ter advertido sobre tal perigo. Em outra vez, ao sair sozinho pelas terras da propriedade, Georges quase é atacado por um feroz cão. Freddie lhe diz que se trata de Prince, seu estimado cachorro. Ele pede a Freddie que, como médico, sacrifique o animal, mas não é atendido.

Kim, o fiel mordomo de Christiane, serra alguns elos de uma corrente que segura um pesado lustre, de modo a que este caia sobre Georges durante uma refeição, matando-o. Entretanto, a vítima é o Sr. Jean Debrosse, um decorador chamado por Christiane para redecorar os quartos da mansão.

Ao correr mais uma vez do cachorro, Georges encontra casualmente o local onde o verdadeiro Georges Campo acha-se enterrado. De volta à mansão, ele conta o que viu à Christiane, mas esta lhe diz que ele deve ter tido mais um de seus pesadelos. À noite, quando a mulher lhe dá o remédio antes de se deitar, ele consegue jogá-lo fora sem que ela perceba. Já deitado, ele ouve uma voz, como em seus pesadelos, sugerindo-lhe que cometa suicídio, por ser a morte melhor que a loucura. Levantando-se, descobre um gravador funcionando em baixo de sua cama.

Diante da descoberta, ele vai ao quarto de Christiane e a obriga a fazer sexo. Na manhã seguinte, já se sentindo atraída por ele, ela confessa que ela e Freddie eram amantes; que Freddie teria morto Georges com três tiros de pistola, dez dias antes do acidente; que o acidente havia sido planejado por eles; que o alçapão, o cachorro e o lustre foram tentativas fracassadas de matá-lo; que a vinda do decorador à mansão, foi a forma encontrada para ter uma testemunha de que alguém havia visto Georges Campo vivo. Finalmente, que a idéia do gravador teria sido de Freddie, uma vez que ele já o havia utilizado para fazer lavagem cerebral em soldados.

Ao final dessas confissões, Freddie chega à mansão onde, através de colocações inteligentes, Lagrange faz com que o médico conclua que Christiane havia aberto o bico. Assim, Freddie parte para cima de Christiane esbofeteando-a fortemente, até que o fiel Kim venha em socorro de sua patroa e o apunhale pelas costas. Georges pega o telefone para chamar a polícia, quando é ameaçado com um revólver por Christiane.

Esta esclarece que ele é realmente Pierre Lagrange, um ex-soldado vagabundo e bêbado que Freddie conhecera na Argélia. Diz, ainda, que ao ver que o cachorro desenterrara o cadáver do marido, pediu a Kim, única pessoa em quem confia, para tirá-lo de lá.

Georges volta a pegar o telefone para chamar a polícia. Quando Kim tenta impedi-lo, é morto por Christiane.  Esta coloca cuidadosamente o revolver nas mãos de Freddie. A Polícia chega à mansão e, enquanto os soldados tomam as providências técnicas necessárias, o Delegado se reúne com Christiane e Georges no escritório.

Uma vez lá, o Delegado pergunta à Christiane como ocorreram as duas mortes. Esta lhe diz que houve uma discussão violenta entre o hóspede deles, Dr. Frédéric Launay, e o mordomo. Este, descontrolado, apunhalou o médico que reagiu atirando com um revólver. Ao se dirigir a Lagrange, este informa ao policial ser Georges Campo, o dono da propriedade.

imagem imagem imagem

Comentários

Baseado no livro “Manie de la Persécution” de Louis Thomas, “Diabolicamente Tua” é uma muito boa produção franco-ítalo-alemã do final dos anos 60. Realizada por um dos grandes mestres do cinema francês, Julien Duvivier, sua trama mistura habilmente gêneros como drama, crime e suspense.

Além da firme atuação do cineasta, destaca-se a exuberante fotografia de Henri Decaë, presente em grande parte dos mais importantes filmes com Alain Delon. O pequeno elenco apresenta boas atuações, destacando-se uma sexy Senta Berger no alto de sua beleza.

CAA