Filmes por gênero

ABRAÇOS PARTIDOS (2009)

Los Abrazos Rotos
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Abraços desfeitos (Portugal)
Étreintes brisées (França)
Gli abbracci spezzati (Itália)
Broken embraces (UK, US)
Pais: Espanha
Gênero: Drama
Direção: Pedro Almodóvar
Roteiro: Pedro Almodóvar
Produção: Agustín Almodóvar, Esther García
Design Produção: Antxón Gómez
Música Original: Alberto Iglesias
Fotografia: Rodrigo Prieto
Edição: José Salcedo
Direção de Arte: Víctor Molero
Figurino: Sonia Grande
Guarda-Roupa: Macarena García, Lucía López, Joaquín Montul
Maquiagem: Ana Lozano
Efeitos Sonoros: Miguel Rejas, Marc Orts, Julien Naudin e outros
Efeitos Especiais: Daniel Reboul, Reyes Abades, César Abades e outros
Efeitos Visuais: Ramón Ramos
Nota: 7.9
Filme Assistido em: 2009

Elenco

Penélope Cruz Lena
Lluís Homar Mateo Blanco / Harry Caine
Blanca Portillo Judit García
José Luis Gómez Ernesto Martel
Tamar Novas Diego
Rubén Ochandiano Raio X
Ángela Molina Mãe de Lena
Ramón Pons Pai de Lena
Kiti Manver Madame Mylene
Lola Dueñas Leitora de lábios
Mariola Fuentes Edurne
Carmen Machi Chon
Kira Miró Modelo
Alejo Sauras Álex
Marta Aledo Maribel
Chema Ruiz Dr. Blasco
Javier Coll Luis

Prêmios

Academia do Cinema Europeu

Prêmio de Melhor Compositor

Prêmios Goya - Academia Espanhola, Espanha

Goya de Melhor Trilha Sonora Original

Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, Brasil

Prêmio do Público de Melhor Filme Estrangeiro

Indicações

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira (Pedro Almodóvar)

Festival Internacional de Cannes, França

Prêmio Palma de Ouro (Pedro Almodóvar)

Academia do Cinema Europeu

Prêmio do Público de Melhor Diretor (Pedro Almodóvar)

Prêmio de Melhor Direção (Pedro Almodóvar)

Prêmio de Melhor Atriz (Penélope Cruz)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira

Prêmios Goya - Academia Espanhola, Espanha

Goya de Melhor Roteiro Original (Pedro Almodóvar)

Goya de Melhor Maquiagem

Goya de Melhor Figurino

Goya de Melhor Atriz (Penélope Cruz)

Sinopse

Madrid, 2008 - Em seu apartamento, sentado defronte a uma bela jovem loura, de olhos verdes, que pouco antes o havia ajudado a atravessar a rua, o escritor e roteirista cego, Harry Caine, pede-lhe que leia o jornal para ele. Entretanto, quando a jovem lhe pergunta em qual assunto ele está interessado, se política, economia ou cultura, ele lhe responde que na realidade está interessado nela, pedindo-lhe que descreva a si própria. Após ser atendido, ele passa a percorrer o corpo dela com as mãos e os dois terminam tendo relações sexuais ali mesmo, no sofá da sala.

Pouco depois, chega sua agente e secretária, Judit Garcia. A jovem loura se despede, indo embora em seguida. Judit reclama da bagunça em que se encontra o apartamento. Harry comenta que está pensando no próximo roteiro que escreverá, talvez sobre Arthur Miller, o escritor que foi marido de Marilyn Monroe e em seguida da fotógrafa Inge Morat, com quem teve um filho com síndrome de Down, que Miller sempre se negou a reconhecê-lo. Quando a campainha toca, é Diego, filho de Judit quem chega. Judit e Diego são as pessoas que, após o acidente que deixou Harry cego, passaram a cuidar dele.

Madrid, 1992 – Magdalena (Lena) trabalha para o milionário empresário e economista, Ernesto Martel. Pobre e com a doença do pai, um câncer no estômago com metástases, ela, usando o pseudônimo de Séverine, recorre à Madame Mylene, uma cafetina de luxo, numa tentativa de conseguir um dinheiro extra nos finais de semana. Para sua surpresa, recebe um telefonema de um homem à procura de Séverine. Reconhecendo a voz como sendo a de seu patrão, Lena desliga a chamada. Entretanto, ao receber um telefonema de sua mãe avisando-lhe que seu pai está morrendo, não lhe resta outra alternativa que não seja a de recorrer ao Sr. Martel. Este providencia imediatamente a internação do pai dela na melhor Clínica da cidade, onde é atendido pelo Dr. Blasco, considerado o melhor Gastro de toda a Europa.

Madrid, 1994 – Rosana, mulher de Martel, telefona-lhe preocupada com o filho deles, Ernesto Martel Filho, por achar que o agora jovem de 19 anos, está tendo umas atitudes esquisitas como, por exemplo, vestir os vestidos dela. Agora morando com Lena, o empresário sugere-lhe que os dois chamem o rapaz para passar alguns dias com eles, a fim de que ela descubra se o jovem é ou não homossexual.

Madrid, 2008 – Ernesto Filho, com o pseudônimo de Raio X, faz de tudo para escrever um roteiro com Harry, mas este não gosta da idéia. Numa segunda investida, ele fala por telefone com Judit, que o aconselha a não voltar a procurar Harry. Ele ainda lhe diz que dinheiro não é problema e que, no fundo, o que deseja é sujar o nome do pai.

Alegando a necessidade de viajar aos Estados Unidos por umas duas semanas, Judit pede ao filho que cuide bem do Harry durante sua ausência. Sobre a viagem, ela diz que não lhe agrada nada estar fora de Madrid, mas que os americanos lhe pagaram um dinheirão que ela não pôde recusar. Depois que ela viaja, quando Harry e Diego dão uma volta a pé nas proximidades do apartamento, eles passam defronte a um Posto Médico que se acha em campanha para conseguir doadores de sangue, fazendo com que o rapaz sugira a Harry que ele escreva um roteiro para um filme sobre vampiros, o que agrada ao escritor.

Certa noite, trabalhando como DJ numa discoteca, Diego passa mal ao beber algo estranho. Socorrido pelos amigos, é levado a um hospital aonde chega em estado de coma. Ao saber do ocorrido, Harry vai ao seu encontro, achando-o bem melhor. Na conversa que têm, Diego fala da história sobre Ernesto Filho que sua mãe se negou a contar-lhe. Harry então lhe diz que se conheceram há 14 anos em um escritório que alugaram para a preparação de seu último filme.

Madrid, 1994 – Depois de ter escrito e dirigido cinco dramas, terminei o roteiro de uma comédia. Queria mudar de gênero e me arriscar. Certo dia, sua mãe me disse: “Mateo, tem uma garota aqui, muito bonita. É amante de Ernesto Martel, o conhecido economista. Ela veio com o filho dele”.  Esse primeiro encontro só serviu para eu descobrir que a mera presença daquela mulher me perturbava.

Ao chegar em casa, Lena ouve de Ernesto que não gosta da idéia dela se tornar atriz. Quando Mateo lhe telefona dizendo-lhe que gostaria de fazer um novo teste com ela, Ernesto mais uma vez demonstra sua insatisfação e lhe pede para que se casem. Lena lhe diz que estão vivendo juntos há dois anos e que está muito bem assim. Decidida, procura Mateo e termina sendo aprovada para o papel principal de seu novo filme.

Com receio de perder Lena, Ernesto se oferece para ser o produtor do filme, forma que lhe permite ficar mais próxima da mulher. Mesmo assim, Mateo e Lena se entregam a uma paixão incontrolável. Ao saber que a equipe vai ensaiar durante o final de semana, Ernesto acha um absurdo e leva a mulher para a casa que têm em Ibiza. Na volta, com o auxílio de uma jovem leitora de lábios, ele toma conhecimento do envolvimento de Lena com Mateo, ficando furioso. Ao descobrir que o marido está a par da situação, Lena comunica-lhe que o está deixando. Descontrolado, ele a empurra escada abaixo, machucando-a. Arrependido, ele a socorre e, na volta do hospital com escoriações e uma perna engessada, Lena lhe pede que a leve aos estúdios de gravação. Com ajustes no roteiro, o trabalho é reiniciado. Entretanto a convivência com Ernesto torna-se um inferno. Depois de uma violenta briga do casal, Lena é deixada seminua numa estrada. Enrolada num casaco emprestado por um motorista de taxi, ela procura Mateo e os dois viajam para Playa Famara, no Arquipélago das Canárias, fugindo do insuportável clima em Madrid, descansando e se divertindo. Ao decidirem voltar à Madrid, os dois sofrem um sério acidente automobilístico que resulta na morte de Lena e na perda de visão de Mateo. No hospital para onde é levado, ele recebe a visita de Judit, a quem diz que Mateo morreu com Lena e que, a partir daquele instante, está assumindo a identidade de Harry Caine, o pseudônimo com o qual assinava suas obras literárias.

Madrid, 2008 – De volta ao presente, Judit avisa ao filho que chegou da viagem e que quer que eles comemorem à noite o aniversário de Harry. Na hora combinada, os três vão a um Bar-Restaurante, onde ela diz que tem um presente para os dois, o qual consiste em relatar determinados fatos ocorridos no passado. Continuando, ela diz que, depois do sumiço de Mateo e Lena, Ernesto só pensava em se vingar. Seu objetivo era destruir o filme recém acabado. Para tanto, ela e o editor foram por ele subornados. No caso dela, ele propôs que viajasse para os Estados Unidos por um mês e meio, a fim de tratar a aspergilose de Diego na Clínica Mayo. Assim, ela não estaria presente enquanto ele destruía o seu filme. Vendi-me ao Ernesto por dor e ciúmes, mas terminei tratando do Diego aqui mesmo em Madri. Ninguém sabia onde vocês estavam. Só vim a saber quando você me ligou, dois dias após a estréia do filme. Dei, então, seu telefone a Ernesto, que mandou o filho dele procurá-los em Famara. Harry sai chateado com a amiga por ela ter guardado esse segredo por 14 anos.

Na manhã seguinte, Judit confessa ao filho que, no final dos anos 80, ela e Mateo viveram uma história de amor e que ele é o fruto dessa linda história. Perguntada se o pai sabe desse fato, ela responde que não. Logo a seguir, Harry lhe pede, por telefone, os 40.000 metros de negativos que filmaram para poder remontá-lo. Ela o lembra que, na época, era a diretora de produção e que, logo após receber a ordem para destruir o filme, conseguiu interceptá-lo e guardá-lo em sua casa, estando o mesmo à disposição dele. De alma lavada, ele volta a usar o seu verdadeiro nome, Mateo e, finalmente, depois de 14 anos da realização das filmagens, consegue editar “Garotas e Malas”.

imagem imagem imagem

Comentários

“Abraços Partidos” é mais um grande filme do talentoso cineasta espanhol, Pedro Almodóvar. Responsável também pelo roteiro, ele consegue fazer com que uma trama, aparentemente complexa, se torne numa narrativa fascinante que nos prende até a última cena. Para tanto, usa com maestria a técnica de flashbacks, bem como, a de apresentação de close-ups e detalhes importantes na medida certa.

Um dos pontos interessantes deste filme é vê-lo prestar uma espécie de homenagem à inesquecível atriz belga, consagrada por Hollywood, Audrey Hepburn.

A fotografia de Rodrigo Prieto, muito bem elaborada, e a música de Alberto Iglesias também contribuem para o sucesso desse filme. No elenco, Penélope Cruz, uma das musas do cineasta, demonstra cada vez mais ser uma excelente atriz, além de apresentar sua estonteante beleza. Junto com ela, merecem também ser mencionadas as ótimas atuações de Lluís Homar, no papel do escritor e roteirista, e de Blanca Portillo, como sua sempre presente secretária.

CAA