Filmes por gênero

CORISCO, O DIABO LOURO (1969)

imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Pais: Brasil
Gênero: Drama
Direção: Carlos Coimbra
Roteiro: Carlos Coimbra
Produção: Oswaldo Massaini, Aníbal Massaini Neto
Design Produção: Carlos Coimbra
Música Original: Gabriel Migliori
Fotografia: Oswaldo de Oliveira
Edição: Carlos Coimbra
Figurino: Sérgia S. Chagas
Maquiagem: Darcy Silva
Efeitos Sonoros: Júlio Perez Caballar
Nota: 7.9
Filme Assistido em: 1970

Elenco

Maurício do Valle Corisco
Leila Diniz Dadá
Milton Ribeiro Lampião
John Herbert Bem-te-ví
Geórgia Gomide Lídia
Antônio Pitanga Zé Baiano
Maracy Mello Maria Bonita
Jofre Soares Domingos
Laura Cardoso Tia de Corisco
Dionísio Azevedo Mariano
Turíbio Ruiz Tenente José Rufino
Tony Vieira Hortêncio
Roberto Ferreira Cabo
Letácio Camargo Pai de Dadá
Eduardo Abas Luiz Pedro
Anita Sbanio Maria Cleto
Paula Ramos Otília
Verônica Krimann Celeste
Yola Maia Mulher de Domingos
Jurandir Costa Coqueiro
Duílio Scalise Herculano
Genésio Ferreira Coronel Zelão
Waldomiro Reis Rastejador
Jacir Ciuselli Padre

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

No sertão da Bahia, depois de matar um desafeto, Corisco é obrigado a fugir.  Através de um fazendeiro amigo, procura Lampião e é aceito no seu bando.

Quando Lampião traz para o grupo, Maria Bonita, Corisco rapta uma menina de 12 anos, Dadá,  da fazenda de seus pais.  Após estuprá- la, faz dela sua mulher e membro do cangaço.

Em julho de 1938, Lampião, Maria Bonita e vários homens do bando são mortos por uma volante policial na Grota do Angico, interior de Sergipe.  Corisco salva-se por se encontrar, na ocasião, em Alagoas.

Com o desaparecimento de Lampião, Corisco assume o controle do cangaço, prometendo vingança contra todos os que tinham, por delação ou omissão, contribuído para sua morte.  Sua vingança alcança inocentes como o vaqueiro Domingos e mais cinco pessoas de sua família.

As perseguições das volantes policiais são intensificadas.  O tenente José Rufino, um incansável caçador de cangaceiros, ao ser avisado por um ex-cabra de Corisco do local onde ele se encontra, desloca-se para lá com sua volante.

Assim, em maio de 1940, num lugar chamado Barra do Mendes, Corisco e Dadá são alcançados por José Rufino.  Corisco é morto, enquanto Dadá é baleada na perna.

imagem imagem imagem

Comentários


Baseado no livro de Antônio Amaury de Oliveira, "Corisco, o Diabo Louro" é um bom filme nacional.

Realizado pelo cineasta Carlos Coimbra, que também assina o roteiro, a edição e o design de produção, o filme narra a trajetória de um dos mais famosos cangaceiros de todos os tempos.

Coimbra consegue realizar um bom trabalho, o que é ajudado pelas atuações marcantes do elenco principal.

CAA