Filmes por gênero

CLÉO DAS 5 ÀS 7 (1962)

Cléo de 5 à 7
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Cleo dalle 5 alle 7 (Itália)
Duas horas da vida de uma mulher (Portugal)
Cleo from 5 to 7 (Estados Unidos, Reino Unido)
Cleo - Mittwoch zwischen 5 und 7 (Alemanha)
Cléo från 5 till 7 (Suécia)
Cleo od 5 do 7 (Polônia)
Pais: França, Itália
Gênero: Comédia Dramática, Música
Direção: Agnès Varda
Roteiro: Agnès Varda
Produção: Georges de Beauregard, Carlo Ponti
Design Produção: Jean-François Adam, Edith Tertza, Bernard Evein
Música Original: Michel Légrand
Fotografia: Jean Rabier, Alain Levent
Edição: Janine Verneau, Pascale Laverrière
Direção de Arte: Bernard Evein
Figurino: Alyette Samazeuilh
Maquiagem: Aïda Carange
Efeitos Sonoros: Julien Coutelier, Jean Labussière, Jacques Maumont
Nota: 9.4
Filme Assistido em: 2007

Elenco

Corinne Marchand Florence, 'Cléo Victoire'
Antoine Bourseiller Antoine
Dominique Davray Angèle
Dorothée Blank Dorothée
Michel Legrand Bob, o pianisata
José Luis de Villalonga O amante
Jean-Claude Brialy O enfermeiro
Loye Payen Irma, a cartomante
Lucienne Marchand A motorista de táxi
Serge Korber Plumitif, compositor letrista
Robert Postec Dr. Valineau
Raymond Cauchetier Raoul
Jean-Luc Godard Homem de óculos escuros, ator em filme mudo
Anna Karina Anna, atriz loura em filme mudo
Yves Robert O vendedor de lenços
Jean-Pierre Taste Garçom do Café
Sami Frey O coveiro

Prêmios

Sindicato Francês dos Críticos de Cinema, França

Prêmio da Crítica de Melhor Filme (Agnès Varda )

Indicações

Festival Internacional de Cannes, França

Prêmio Palma de Ouro (Agnès Varda )

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Cléo, cantora não muito conhecida, aguarda os resultados de exames médicos. Convencida de ter câncer, ela tenta em vão se tranquilizar junto a uma cartomante. Em seguida, entra num Café, compra um chapéu e toma um taxi para voltar para seu apartamento na Rive Gauche.

Seu amante a visita e, logo depois, ela recebe seu pianista e seu letrista. Inquieta, sai novamente. Seu olhar está sempre preso a tudo aquilo que pode lembrar sua doença e a morte. Ela entra no Café du Dôme, em Montparnasse, depois em um atelier de escultura onde sua amiga Dorothée posa nua. Em seguida, leva um filme para seu amigo Raoul, que é projecionista. Da cabine, ela assiste a um filme de humor negro.

Continuando a perambular pelas ruas de Paris, ela sai da Rue de Rivoli até seu apartamento e, depois, da Estação de Montparnasse até o Parc Montsouris. Lá, encontra Antoine, um jovem militar que ela não conhecia. Eles conversam por algum tempo e, em seguida, pegam um ônibus e descem próximo ao hospital. Os dois continuam a conversar por um longo tempo. Em Antoine, ela encontra o consolo que lhe faltava. Finalmente, o médico a atende e lhe comunica o resultado de seus exames.

imagem imagem imagem imagem imagem imagem

Comentários

Escrito e dirigido pela cineasta belga Agnès Varda, “Cléo, das 5 às 7” é um excelente filme marcado pelo espírito da famosa “Nouvelle Vague” francesa. A construção do filme nos mostra, em tempo real, a angústia de uma mulher durante 90 minutos, enquanto aguarda o resultado de exames médicos que confirmarão, ou não, se ela se encontra com câncer.

Além do irretocável trabalho realizado por Varda, tanto ao escrever essa bela obra poética, quanto ao dirigi-la, merecem ser destacadas a inesquecível atuação de Corinne Marchand, no papel principal, e a música de Michel Légrand.

CAA