Filmes por gênero

CORPOS ARDENTES (1981)

Body heat
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Noites escaldantes (Portugal)
La fièvre au corps (França, Canadá francês)
Brivido caldo (Itália)
Fuego en el cuerpo (Espanha)
Cuerpos ardientes (Argentina, México, Chile, Peru)
Eine heißkalte Frau (Alemanha)
Het puls (Suécia)
Høj puls (Dinamarca)
Жар тела (Rússia)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama, Filme Noir, Suspense
Direção: Lawrence Kasdan
Roteiro: Lawrence Kasdan
Produção: Fred T. Gallo, Robert Grand
Design Produção: Bill Kenney
Música Original: John Barry
Direção Musical: John Barry
Fotografia: Richard H. Kline
Edição: Carol Littleton
Figurino: Renié
Guarda-Roupa: Barbara Siebert, Winnie D. Brown
Maquiagem: Robert Sidell
Efeitos Sonoros: Chris Jenkins, Richard Portman, Maury Harris e outros
Efeitos Especiais: Hal Bigger, Howard Jensen
Nota: 8.3
Filme Assistido em: 1982

Elenco

Kathleen Turner Matty Walker
William Hurt Ned Racine
Richard Crenna Edmund Walker
Ted Danson Peter Lowenstein
J. A. Preston Oscar Grace
Mickey Rourke Teddy Lewis
Kim Zimmer Mary Ann Russell
Jane Hallaren Stella
Lanna Saunders Roz Kraft
Carola McGuinness Heather Kraft
Michael Ryan Miles Hardin
Larry Marko Juiz Costanza
Deborah Lucchesi Beverly
Lynn Hallowell Angela
Thom Sharp Michael Glenn
Ruth Thom Sra. Singer
Diane Lewis Glenda
Meg Kasdan Enfermeira
Ruth P. Strahan Betty, a governanta

Indicações

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Revelação Feminina (Kathleen Turner)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Revelação Feminina (Kathleen Turner)

Grêmio dos Roteiristas da América

Prêmio de Melhor Drama escrito diretamente para o cinema (Lawrence Kasdan)

Associação de Críticos de Cinema de Los Angeles, EUA

Prêmio de Melhor Direção (Lawrence Kasdan)

Prêmios Edgar Allan Poe

Prêmio de Melhor Filme (Lawrence Kasdan)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Ned Racine é um advogado medíocre numa pequena cidade da Flórida, cujo principal objetivo de vida é conseguir dormir com o maior número de mulheres.  Com freqüência, ele se encontra com seus amigos, o promotor Peter Lowenstein e o detetive Oscar Grace, num Bar, onde bebem e Ned fala de suas novas conquistas.  Tudo isso muda quando conhece Matty Walker, uma mulher casada com um milionário, que vive numa luxuosa mansão em Pinehaven.

Com seu marido fora da cidade, Matty o leva para sua mansão, logo no primeiro encontro, onde iniciam um ardente 'affaire'.  Peter e Oscar reclamam de suas ausências nos bate-papos do Bar.

Os encontros na mansão tornam-se cada vez mais freqüentes até que Edmund Walker, marido de Matty, retorna de viagem.  Certa noite, Ned encontra o casal num restaurante, ocasião em que Matty o apresenta ao marido, como sendo o advogado que tinha um cliente interessado em comprar a mansão que, por sinal, não está à venda.  Edmund sugere que todos se sentem na mesma mesa.

Quando Edmund se ausenta em mais uma de suas viagens de negócios, Ned e Matty voltam a se encontrar na mansão, agora já pensando na possibilidade de matá-lo, o que permitiria a ela herdar uma verdadeira fortuna.

O crime ocorre quando, numa noite, Edmund ouve um barulho e se levanta para ver o que está acontecendo no andar térreo da mansão.  Ned o ataca e o mata.  O corpo é levado para uma cabana, onde é provocada uma explosão seguida de incêndio.

Peter e Oscar se encontram com Ned, quando lhe perguntam o que ele sabe a respeito da Sra. Walker, já que verificaram ter sido ele o advogado que cuidara da modificação do testamento de Edmund poucos dias antes de sua morte.  Afirmam, ainda, que tudo indica que a explosão foi criminosa.  Por fim, o aconselham a se afastar dela, que parece ser uma mulher perigosa.

Ned não dá ouvidos e continua a se encontrar com Matty.  Entretanto, começa a se preocupar quando toma conhecimento de alguns passos dados por ela, que podem significar que o primeiro encontro entre eles já fazia parte de um plano para se livrar do marido, receber a herança e, finalmente, descartá-lo.

Um dia, ela telefona para o escritório de Ned, a quem diz já estar de posse da herança e que, muito em breve, os dois poderão ficar juntos para sempre.  No final, ela lhe pede para que passe na Casa dos Barcos e apanhe os óculos do marido morto, que a polícia tanto procura.  Na extensão, a secretária de Ned ouve toda a conversa.

À noite, os dois se encontram próximo à Casa dos Barcos, os quais são observados de longe por Oscar.  Na oportunidade, Ned lhe diz que não conseguiu encontrar os óculos.  Ela não acredita, os dois discutem e, finalmente, ela mesma vai até a Casa dos Barcos.  Segue-se uma forte explosão.  A polícia dá a Sra. Walker como morta, enquanto Ned é preso.

Na prisão, ele recebe a visita de Oscar, a quem diz que tem certeza que Matty planejou tudo e que, a essa altura, deve estar viva em algum lugar.  O detetive rechaça tal possibilidade.  Na realidade, ela se teria passado por Mary Ann Russell, morta na explosão.  Numa última cena, Matty é vista ao lado de um jovem homem, aproveitando a vida numa praia paradisíaca.

imagem

Comentários

Embora inferior a "Pacto de Sangue", de Billy Wilder, 1944, filme em que se baseia, "Corpos Ardentes" é um suspense/drama/neo-noir muito bom.

Escrito e dirigido pelo cineasta Lawrence Kasdan, o filme gira em torno de uma mulher que seduz um homem para que este a ajude a matar seu marido e, assim, poder por as mãos numa milionária herança.

O trabalho de Kasdan, tanto como diretor quanto como roteirista é realmente muito bom.  Os diálogos são inteligentes.  O espectador tem sua atenção presa até a cena final.  A fotografia e a trilha sonora também são pontos altos do filme.

"Corpos Ardentes" marca a estréia de Kathleen Turner no cinema, e ela o faz com o pé direito. No elenco, merecem ainda destaques as atuações de William Hurt, num dos papéis principais, e de Mickey Rourke entre os atores coadjuvantes.

CAA