Filmes por gênero

ANJO DA GUERRA (2003)

Les égarés
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Strayed (Reino Unido, Estados Unidos))
Os fugitivos (Portugal)
Fugitivos (Espanha)
Lejos del mundo (Argentina)
Pais: França, Reino Unido
Gênero: Melodrama, 2ª Guerra Mundial
Direção: André Téchiné
Roteiro: André Téchiné, Gilles Taurand
Produção: Jean-Pierre Ramsay-Levi
Design Produção: Zé Branco
Música Original: Philippe Sarde
Fotografia: Agnès Godard
Edição: Martine Giordano
Figurino: Christian Gasc
Guarda-Roupa: Laurence Guindollet
Maquiagem: Cédric Gérard
Efeitos Sonoros: Jean-Paul Mugel, Olivier Goinard, Jean-Pierre Laforce
Efeitos Visuais: Alan Church, Simon Giles
Nota: 7.9
Filme Assistido em: 2007

Elenco

Emmanuelle Béart Odile
Gaspard Ulliel Jean Delgas "Yvan"
Grégoire Leprince-Ringuet Philippe
Clémence Meyer Cathy
Samuel Labarthe Robert
Jean Fornerod Georges
Eric Kreikenmayer Guarda
Nicholas Mead Soldado ferido
Nigel Hollidge Refugiado
Robert Eliot O jovem policial

Indicações

Festival Internacional de Cannes, França

Prêmio Palma de Ouro (André Téchiné)

Prêmios César - Academia das Artes do Cinema, França

César de Melhor Fotografia

César de Melhor Som

César de Melhor Revelação Masculina (Gaspard Ulliel, Grégoire Leprince-Ringuet )

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Em junho de 1940, quando tropas alemães avançam em direção à Paris, Odile, uma atraente viúva de trinta e poucos anos, junta-se ao êxodo da cidade com seus dois filhos, Philippe de 13 anos, e Cathy de 7. Como todos os que estão fugindo dos invasores, eles seguem por uma estrada rumo ao sul do país.

Após percorrerem cerca de 50 quilômetros, aviões alemães bombardeiam a estrada repleta de civis. O carro de Odile é destruído e, no caos que se forma, ela deixa a estrada e foge a pé com as crianças, através de uma floresta, em busca de um abrigo. Ela é ajudada por um adolescente de nome Yvan, o qual sugere que continuem a caminhada sem se aproximarem da estrada. Desembaraçado e independente, Yvan, com seus 17 anos, pode caçar e ajudar Odile com as crianças. Ela, no entanto, não sabendo nada a seu respeito, o olha com certa desconfiança, mas Cathy e principalmente Philippe o admiram por suas atitudes. Depois de uma noite ao relento, os quatro chegam a uma enorme casa. Yvan convence a todos de que aquela casa abandonada pode ser o refúgio seguro e confortável de que precisam pelo menos temporariamente.

Por uma questão de segurança, ele entra sozinho na casa, corta os fios telefônicos e esconde um rádio a fim de se manterem isolados de tudo o que estar a acontecer na França por conta da guerra. Em seguida, abre a porta principal da casa para que Odile e as crianças possam entrar. O imóvel é grande e confortável. Odile descobre que o mesmo pertencia a um casal de músicos judeus que deve ter fugido. Aos poucos, as vidas dos quatro refugiados começam a entrar numa rotina. Durante o dia, Yvan desbrava a região, caça coelhos e pesca em um rio próximo; à noite, ele faz umas caminhadas com a intenção de recuperar objetos de soldados encontrados mortos, bem como, provisões de casas abandonadas. Com o passar dos dias, Odile vai abandonando as desconfianças que inicialmente tinha em relação ao jovem, Cathy desfruta de sua companhia e Philippe o admira e o tem como se fosse um irmão mais velho.

Ao perceber que Yvan é analfabeto, Odile começa a ensiná-lo a ler e a escrever. Numa tentativa de conseguir mais informações sobre o passado do jovem, ela passa a se abrir um pouco com ele, mas o único retorno que obtém é o de saber que ele é órfão e que vivia num reformatório. Depois de algum tempo, entretanto, ele lhe confessa que a ama e que gostaria de ser seu marido. Não esperando por tamanha revelação, ela se mostra espantada e ao mesmo tempo lisonjeada.

Dias depois, dois soldados franceses, Georges e Robert, chegam ao local e falam sobre a ocorrência de um armistício. Odile providencia comida e abrigo para eles, mas Yvan se esconde dos mesmos. Para o jovem, os soldados pretendem estuprar Odile, de modo que espera poder matá-los. À noite, ela sai de casa para procurar por Yvan e, ao encontrá-lo, os dois fazem amor apaixonadamente.

Na manhã seguinte, um guarda chega à casa acusando Yvan de ter roubado a roupa que ele estava usando. Odile se mantêm calada, mas Philippe confessa que eles conhecem e são amigos de Yvan. Odile fala então para o guarda como o jovem os ajudou.

Algum tempo depois, ela e seus filhos encontram-se em um campo de refugiados quando o guarda se aproxima e lhe pergunta se ela tem mais informações sobre Yvan, ocasião em que ela mente e lhe diz que ele nunca mencionou seu nome. Sem rodeios, o guarda lhe informa que ele se suicidara na noite anterior, que seu verdadeiro nome era Jean Delmase e que era fugitivo de um reformatório em Mettray.

imagem imagem imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta André Téchiné, que também participa da confecção do roteiro, “Anjo da Guerra” é um bom filme do cinema francês. Sua trama se passa durante a 2ª Guerra Mundial quando Paris, às vésperas de ser invadida por tropas alemãs, assiste ao êxodo de sua população em direção ao sul do país. Mais especificamente, o filme conta a história simples e tocante de uma jovem viúva que tenta se proteger dos horrores da guerra ao deixar a cidade em companhia de seus dois filhos menores.

A ação é desenvolvida em um ritmo lento marcado por diálogos inteligentes. No papel da jovem viúva, Emmanuelle Béart se sai muito bem, mas a grande revelação do filme é a atuação do ator de 19 anos, Gaspard Ulliel, no papel do adolescente que se junta à família durante a fuga.

Vale ainda mencionar a bela fotografia de Agnès Godard.

CAA