Filmes por gênero

INVERNO DA ALMA (2010)

Winter's Bone
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Despojos de Inverno (Portugal)
Un gelido inverno (Itália)
Lazos de sangre (Argentina)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama
Direção: Debra Granik
Roteiro: Debra Granik, Anne Rosellini
Produção: Anne Rosellini, Alix Madigan
Design Produção: Mark White
Música Original: Dickon Hinchliffe
Fotografia: Michael McDonough
Edição: Affonso Gonçalves
Figurino: Rebecca Hofherr
Guarda-Roupa: Lauren Schad
Maquiagem: Maya Hardinge
Efeitos Sonoros: Damian Volpe, Matt Rocker, Jay Peck e outros
Efeitos Especiais: Nathan Shelton
Efeitos Visuais: Andrew Still, Jessica Allen Elvin
Nota: 8.5
Filme Assistido em: 2011

Elenco

Jennifer Lawrence Ree Dolly
Isaiah Stone Sonny Dolly
Ashlee Thompson Ashlee Dawn
Valerie Richards Connie
Shelley Waggener Sonya
Garret Dillahunt Xerife Baskin
William White Blond Milton
Ramona Blair Professora
Lauren Sweetser Gail
Cody Brown Floyd
John Hawkes Tio Teardrop
Cinnamon Schultz Victoria, mulher de Teardrop
Casey MacLaren Megan
Kevin Breznahan Little Arthur
Ronnie Hall Thump Milton
Dale Dickey Merab
Sheryl Lee April
Marideth Sisco Cantor
Tate Taylor Mike Satterfield
Beth Domann Alice
Charlotte Jeane Lucas Tilly
Raymond Vaughan Jr. Ray
Russell Schalk Sgt. Schalk, do Serviço de Recrutamento

Prêmios

Festival Internacional de Berlim, Alemanha

Prêmio CICAE (Debra Granik)

Festival do Cinema Independente de Sundance, USA

Prêmio do Grande Júri (Debra Granik)

Prêmio Waldo Salt de Melhor Roteiro (Debra Granik e Anne Rosellini )

Associação dos Críticos de Cinema de Toronto, Canadá

Prêmio de Melhor Atriz (Jennifer Lawrence)

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Filme

Oscar de Melhor Roteiro Adaptado

Oscar de Melhor Atriz (Jennifer Lawrence)

Oscar de Melhor Ator Coadjuvante (John Hawkes)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Atriz em um Drama (Jennifer Lawrence)

Círculo de Críticos de Cinema de Londres, Inglaterra

Prêmio Atriz do Ano (Jennifer Lawrence)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Com um pai ausente e uma mãe com problemas mentais, Ree Dolly, uma jovem de 17 anos, mantém a família unida em uma área rural pobre da região montanhosa de Ozark, no Missouri.  Além da mãe, ela cuida também de seus dois irmãos mais novos, Sonny de 12 e Ashlee de 6 anos de idade.

Ree é surpreendida, no entanto, quando o xerife local lhe informa que seu pai, Jessup Dolly, colocou sua casa como garantia para a fiança dele e, a menos que apareça para o seu julgamento no prazo de uma semana, a família vai perder tudo. Ela sabe que seu pai, ausente de suas vidas, acha-se envolvido no tráfico de drogas local e com um laboratório para fabricação de metanfetaminas. Assim, embora acredite ser uma tarefa extremamente difícil, a jovem está decidida a encontrá-lo.

Sua primeira idéia é a de procurar o pai na divisa do Missouri com Arkansas. Para tanto, vai à casa da amiga Gail, cujo marido, Floyd, tem uma camionete. A amiga tenta ajudá-la, mas seu marido é categórico: nada de meter o nariz nos negócios dos outros, principalmente em se tratando de tráfico de drogas.

Não se deixando abater, Ree procura seu tio Teardrop, irmão de seu pai. Recebida por Victoria, mulher dele, ela fala sobre a visita do xerife e lhe diz que precisa encontrar o pai dentro de uma semana, a fim de evitar que a família seja despejada pela justiça. Independentemente do problema de habitação, a situação de Ree é muito difícil, uma vez que, não contando mais com o dinheiro do pai, ela tem tido grandes dificuldades para fazer face às despesas da família, tendo passado a depender da bondade de sua vizinha, Sonya. Teardrop chega à sala onde as duas se encontram e desaconselha a sobrinha a continuar com essa idéia de encontrar Jessup. Antes de sair, Ree pergunta ao tio se seu pai pode estar com a turma de Little Arthur. Teardrop lhe diz que a relação deles com a turma de Little Arthur tornou-se muito preocupante.

Continuando firme em seu objetivo, Ree vai em frente à procura de Little Arthur, a quem chega com a ajuda de uma mulher de nome Megan. Mais uma vez, a jovem não consegue uma pista que a leve ao pai. No entanto, ao sair em companhia de Megan, esta, pedindo-lhe sigilo, lhe sugere que vá até o alto da colina e tente falar com Thump Milton, o traficante mais poderoso da região.

Não pensando no risco que pode estar correndo, ela sobe a colina à procura do chefão. Uma vez lá, é recebida por Merab, uma mulher violenta que lhe diz que Thump não vai atendê-la e a ameaça caso ela volte a procurá-lo.

Ao voltar para casa, Ree é procurada por Blond Milton, marido de Sonya, que lhe diz que ele e a mulher poderiam cuidar de Sonny e, usando de violência, a coloca numa camionete e a leva até um local onde se acha um antigo laboratório de drogas completamente destruído por uma explosão. Segundo ele, Jessup se achava no local quando se deu a tal explosão, não ficando vestígios de seu corpo. Ela não acredita na história, pelo fato da explosão não mostrar qualquer indício de que se trate de um fato recente e, principalmente, pelo repentino interesse em cuidar de seu irmão Sonny, assunto que, se realmente fosse verdadeiro, seria abordado por Sonya.

De volta à sua casa, Ree é procurada por Gail. Esta lhe diz que, finalmente, conseguiu tirar as chaves da camionete de Floyd e que as duas poderão procurar a 2ª mulher de Jessup, pois esta poderá ter notícias recentes dele. Ao encontrá-la, entretanto, esta afirma que ela e Jessup não estão mais vivendo juntos há um bom tempo. Por outro lado, conta-lhes que há três ou quatro semanas atrás, ao parar em Cruikshank, viu Jessup em companhia de três sujeitos mal encarados e que ele, ao vê-la, agiu como se não a conhecesse.

Já em casa, a jovem é procurada pelo tio que a informa que, pela manhã, a polícia havia encontrado o carro de Jessup no Lago Gullet, totalmente incendiado e sem nenhum vestígio do corpo dele. Por outro lado, Teardrop lhe diz que a audiência ocorrera naquela manhã sem a presença do irmão. Diante desses novos fatos, ele sugere que a família procure vender a madeira das árvores da propriedade, antes que seja despejada. Ree, entretanto, se mostra contrária a tal idéia. Depois que o tio vai embora, ela recebe a visita de Mike Satterfield, do Depto. de Fianças, que a avisa que a família terá uma semana para desocupar a propriedade, a não ser que ela consiga provar que o pai se acha morto.

Sem outras opções, a jovem decide fazer uma nova tentativa para falar com Thump Milton. Ao procurá-lo, é mais uma vez recebida pela violenta Merab, que a deixa bastante machucada. Pouco depois, Thump vai até ela e lhe pede para que diga por que tanto o procura. Ela explica suas dificuldades para cuidar da mãe doente e de seus dois irmãos menores, principalmente depois que perdeu o contato com o pai. Nesse momento, Teardrop chega ao local e diz para Thump que o que o irmão fez vai contra o jeito deles agirem, mas que, por outro lado, Ree não é Jessup e sim o que resta de sua família. Thump concorda, finalmente, em entregar a jovem a Teardrop, desde que este assuma a responsabilidade por qualquer ato dela. No caminho de volta, Teardrop lhe diz que não sabe quem matou seu irmão.

Ree tenta se alistar no Exército, principalmente pelo soldo que receberia, mas é demovida da idéia pelo sargento que a entrevista, principalmente pela dificuldade que teria em relação a ver seus irmãos menores. De volta à sua casa, é procurada por Merab, que lhe diz querer acabar logo com o seu sofrimento. Assim, a jovem é levada até o ponto de um lago onde o corpo de Jessup se encontra preso, sob a superfície. Com o uso de uma serra elétrica, Merab retira uma das mãos dele.

Na manhã seguinte, com a mão decepada de seu pai, Ree procura a polícia. Ao ser perguntada sobre a origem daquela mão, ela responde que a mesma foi jogada na varanda da casa dela na noite anterior. O policial lhe diz que o material será encaminhado ao laboratório para confirmação de que se trata de Jessup.

Assim, toda a verdade vem à tona e a ordem de despejo é imediatamente cancelada.

imagem imagem imagem

Comentários

Baseado em um romance homônimo de Daniel Woodrell, “Inverno da Alma” é um excelente drama do cinema americano. Realizado pela cineasta Debra Granik, que também co-assina o roteiro, juntamente  com Anne Rosellini, sua trama gira em torno de uma jovem de 17 anos que luta para cuidar de sua mãe doente e de seus dois irmãos mais novos, ao mesmo tempo em que enfrenta um cartel de traficantes de drogas na esperança de encontrar seu pai desaparecido.

Granik realiza um trabalho incrível como diretora e co-roteirista, mostrando o potencial de que dispõe para se tornar um dos grandes nomes de sua geração. Na área técnica, merece também ser mencionada a ótima trilha sonora assinada por Dickon Hinchliffe, na qual o vocalista Marideth Sisco se destaca em pelo menos três canções, com ênfase para “The Missouri Waltz”, de JR Shannon e John Valentine Eppel.

No elenco, Jennifer Lawrence, em seus 20 anos, é sem dúvida o grande nome desse filme. Tudo nela é autêntico e natural. Com sucesso, essa jovem do Kentucky carrega sozinha o filme em seus ombros. Não foi a toa que foi indicada ao Oscar e ao Globo de Ouro, na categoria de Melhor Atriz, perdendo os dois prêmios para Natalie Portman, 29 anos, por sua extraordinária atuação em “Cisne Negro”. Não há dúvidas, portanto, que 2010 foi o ano das jovens atrizes.

CAA