Filmes por gênero

CANÇÕES DE AMOR (2007)

Les Chansons D'Amour
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Love songs (USA)
Chanson der liebe (Alemanha)
Pais: França
Gênero: Drama, Musical
Direção: Christophe Honoré
Roteiro: Christophe Honoré
Produção: Paulo Branco
Design Produção: Samuel Deshors
Música Original: Alex Beaupain
Fotografia: Rémy Chevrin
Edição: Chantal Hymans
Figurino: Pierre Canitrot
Guarda-Roupa: Anne Billette, Sylvie Régnier
Maquiagem: Manuela Taco, Stéphanie Guillon
Efeitos Sonoros: Guillaume Le Bras, Jean-Alexandre Villemer e outros
Efeitos Especiais: Philippe Alleton
Nota: 7.7
Filme Assistido em: 2008

Elenco

Louis Garrel Ismaël Bénoliel
Ludivine Sagnier Julie Pommeraye
Chiara Mastroianni Jeanne
Clotilde Hesme Alice
Grégoire Leprince-Ringuet Erwann
Brigitte Roüan Mãe de Julie
Alice Butaud Jasmine, irmã de Julie
Jean-Marie Winling Pai de Julie
Yannick Renier Gwendal
Annabelle Hettmann Empregada do Bar
Esteban Carvajal-Alegria Amigo de Erwann
Sylvain Tempier Policial
Guillaume Clérice Policial
Alex Beaupain Cantor
Gaël Morel Espectador na fila de espera

Prêmios

Prêmios César - Academia das Artes do Cinema, França

César de Melhor Música escrita para um Filme (Alex Beaupain )

Indicações

Festival Internacional de Cannes, França

Prêmio Palma de Ouro (Christophe Honoré)

Prêmios César - Academia das Artes do Cinema, França

César de Melhor Som

César de Melhor Revelação Masculina (Grégoire Leprince-Ringuet)

César de Melhor Revelação Feminina (Clotilde Hesme)

Videoclipes

70 anos de cinema 70 anos de cinema

Sinopse

O filme acompanha a história do jornalista Ismaël Bénoliel que namora Julie e vive um romance a três com Alice. O triângulo amoroso será interrompido por uma tragédia que muda os rumos da trama.

A primeira parte conta com seis canções. A primeira canção é um dueto entre Julie e Ismaël, com a canção “De bonnes raisons” nas ruas do 10º arrondissement de Paris, em particular a passagem da Rue Gustave-Goublier. Em seguida, os dois amantes continuam imediatamente com “Inventaire” no apartamento deles, que fica no primeiro piso, localizado no nº 45 da Rue du Faubourg-Saint-Martin. Numa refeição em família na casa dos pais de Julie, esta diz à sua irmã que o casal vive numa relação a três com uma colega de Ismaël, e interpreta “La Bastille”, durante a qual Jeanne acompanha a sua irmã Julie ao metrô Bastille. Mais tarde, os dois amantes e Alice continuam com “Je n'aime que toi” no Boulevard de Strasbourg. A última canção desta parte é “Brooklyn Bridge” cantada por Alex Beaupain, quando os dois amigos estão na sala de espetáculo “L'Étoile” da Rue du Château d'Eau.

Na segunda parte, a primeira canção “Delta Charlie Delta” ocorre logo após “Brooklyn Bridge”. Ismaël volta à rue du Château d'Eau e vai em direção à Porte Saint-Denis. Dá-se então o dueto entre Ismaël e Alice com “Il faut se taire”. “ As-tu déjà aimé” é a terceira canção desta parte, um dueto entre Ismaël e Erwann que ocorre no apartamento deste último e do seu irmão no nº51 da Rue Louis-Blanc. Mais tarde, quando Ismaël deixa o apartamento da família de Julie, vem a canção “Les yeux au ciel” durante a qual ele percorre o Quartier de la Bastille, antes de apanhar o metrô para a Gare de l'Est. Por fim, a canção “La distance” ocorre antes do local de trabalho de Alice e Ismaël.

A terceira e última parte conta com quatro canções e é centrada na relação entre Ismaël e Erwann. A primeira canção é “Ma mémoire sale” durante uma cena de amor entre os dois amantes. A segunda canção “Au parc”, cantada por Jeanne, a irmã de Julie, ocorre num parque.  A terceira, “Pourquoi viens-tu si tard” é de Ludivine Sagner e passa-se no cemitério de Montparnasse e nas ruas ao longo deste. A quarta canção, “J'ai cru entendre”, acontece no apartamento e na varanda de Erwann e do seu irmão.

imagem imagem imagem imagem imagem imagem

Comentários

Escrito e dirigido pelo cineasta Christophe Honoré, “Canções de Amor” é um ótimo filme do cinema francês. Aliás, um filme repleto de belas canções que tem como pano de fundo a não menos bela cidade de Paris, não poderia ter outro conceito. O enredo fala de um casal de jovens parisienses que, na busca por um verdadeiro amor, decide incluir uma outra jovem na relação, passando assim a ter um relacionamento a três.

Dividido em três partes, embora seja uma história também de dor, o filme nos brinda com belos momentos como, por exemplo, no caso em que dois atores dançam em torno de duas janelas na ausência de gravidade.

As inúmeras músicas são cantadas pelos próprios atores e atrizes, onde Chiara Mastroianni se destaca como aquela que tem a melhor voz, ao cantar “Au Parc” no Pépinière.

Embora sendo repetitivo, só o fato de ter Paris como pano de fundo, já é motivo suficiente para assistir “Canções de Amor”.

CAA