Filmes por gênero

CAFÉ DE FLORE (2011)

Café de Flore
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Pais: Canadá, França
Gênero: Drama, Romance
Direção: Jean-Marc Vallée
Roteiro: Jean-Marc Vallée
Produção: Pierre Even, Marie-Claude Poulin
Design Produção: Patrice Vermette
Fotografia: Pierre Cottereau
Figurino: Ginette Magny
Guarda-Roupa: Suzanne Canuel, Pauline Berland, Caroline Bréard e outros
Maquiagem: Catherine Lahaye, Frédéric Marin, Caroline Aquin
Efeitos Sonoros: Martin Pinsonnault, Louis Gignac, Blaise Blanchier e outros
Efeitos Especiais: Guillaume Murray
Efeitos Visuais: Sylvain Theroux, Nathalie Tremblay, Cynthia Mourou e outros
Nota: 7.8
Filme Assistido em: 2013

Elenco

Vanessa Paradis Jacqueline
Kevin Parent Antoine Godin
Hélène Florent Carole
Evelyne Brochu Rose
Marin Gerrier Laurent
Alice Dubois Véronique
Evelyne de la Chenelière Amélie
Michel Dumont Julien Godin
Linda Smith Louise Godin
Joanny Corbeil-Picher Juliette
Rosalie Fortier Angéline
Michel Laperrière Psicólogo
Caroline Bal Mãe de Véronique
Nicolas Marié Pai de Véronique
Pascal Elso Paul
Jérôme Kircher Louis
Émile Vallée Antoine aos 14 anos
Chanel Fontaine Carole aos 14 anos
Emmanuelle Beaugrand-Champagne Médium
Misstress Barbara DJ Piknic Electronik
Luc Raymond DJ Loft
Jean-Marc Vallée Vizinho
Juliette G. Even Nadine
Yves Fortin Fotógrafo do casamento
Franck Mercadal Professor de dicção
Mathieu Dufresne Advogado
Raphaël Maillot Laurent aos três meses
Tristan Fasquel Laurent aos dois anos
Baptiste Gouwy Laurent aos quatro anos

Prêmios

Prêmios Génie - Academia Canadense

Génie de Melhor Direção (Jean-Marc Vallée)

Génie de Melhor Maquiagem

Génie de Melhores Efeitos Visuais

Génie de Melhor Atriz (Vanessa Paradis)

Génie de Melhor Direção de Arte

Génie de Melhor Fotografia

Génie de Melhor Figurino

Génie de Melhor Som

Indicações

Prêmios Génie - Academia Canadense

Génie de Melhor Filme (Jean-Marc Vallée)

Génie de Melhor Edição de Som

Génie de Melhor Roteiro Original

Génie de Melhor Ator Coadjuvante (Marin Gerrier)

Génie de Melhor Atriz Coadjuvante (Hélène Florent)

Associação dos Críticos de Cinema de Toronto, Canadá

Prêmio de Melhor Filme Canadense (Jean-Marc Vallée)

Sinopse

O filme narra o destino paralelo de Jacqueline, uma jovem mãe com um filho deficiente na década de 1960, em Paris, e Antoine Godin, 40 anos, um DJ recentemente divorciado, com saúde perfeita e sem problemas financeiros, pai de duas garotas maravilhosas, parceiro de Rose, por quem se acha apaixonado, na Montréal de 2011. O que une as duas histórias é o amor - amor eufórico, obsessivo, trágico e atemporal.

Como nada é perfeito, a ex-mulher de Antoine, Carole, permanece devastada pela sua recente separação. Com o coração partido, seu senso de realidade vem sendo afetado. Seus sonhos são marcados por duas figuras recorrentes: Jacqueline, uma jovem mulher, e seu filho Laurent, um garoto com síndrome de Down.

Voltando no tempo, vemos Jacqueline e Laurent na década de 1960 em Paris. Abandonada pelo marido, ela sacrifica tudo para cuidar de seu filho. Poucos anos depois, quando Laurent começa a frequentar a escola, este faz amizade com Véronique, outra criança com síndrome de Down, mudando para sempre as coisas entre mãe e filho.

Em Montréal, Carole continua tentando desvendar o mistério envolvendo Jacqueline e Laurent. Além de vê-los em seus sonhos, ela passa a vê-los em sua vida de vigília também. Assim, atormentada por alucinações, ela tenta suprimi-las através do uso de medicamentos e drogas ilícitas, antes de procurar ajuda de um guia espiritual que a leva a acreditar que Jacqueline e Laurent são encarnações anteriores dela e de Antoine, que estão tentando enviar-lhe um aviso.

Quando ela sente que a história de Jacqueline e Laurent poderia terminar de forma trágica, Carole percebe que terá que escolher um caminho diferente para ela. Assim, a essa altura, ela vai ter que decidir entre continuar devastada por conta de sua separação, ou dar uma guinada em sua vida.

imagem imagem imagem imagem imagem imagem

Comentários

Escrito e dirigido pelo cineasta canadense Jean-Marc Vallée, “Café de Flore” é um dos ótimos filmes realizados em 2011. Sua trama gira em torno de duas histórias passadas em épocas diferentes, uma em Paris na década de 1960, e a outra em Montréal de 2011, no entanto intimamente ligadas por razões misteriosas.

Jean-Marc Vallée nos brinda com um excelente trabalho como roteirista e principalmente como diretor. Paralelamente, um dos quesitos que mais elevam o nível deste drama é sua brilhante e original trilha sonora.

No elenco, destacam-se as atuações da atriz francesa Vanessa Paradis e da canadense Hélène Florent.

CAA