Filmes por gênero

PRIMO, PRIMA (1975)

Cousin, cousine
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Cugino, cugina (Itália)
Kuzyn, kuzynka (Polônia)
Sógorok, sógornök (Hungria)
Fætter og kusine (Dinamarca)
Pais: França
Gênero: Comédia Romântica
Direção: Jean-Charles Tacchella
Roteiro: Jean-Charles Tacchella, Danièle Thompson
Produção: Daniel Toscan du Plantier
Música Original: Gérard Anfosso
Fotografia: Eric Faucherre, Georges Lendi, Michel Thiriet
Edição: Marie-Aimée Debril, Agnès Guillemot, Juliette Welfling
Figurino: Jeanne Vergne
Guarda-Roupa: Jeanne Vergne
Efeitos Sonoros: Michel Kharat, Pierre Lenoir, André Naudin, Claude Villand
Nota: 8.5
Filme Assistido em: 2001

Elenco

Marie-Christine Barrault Marthe, mulher de Pascal
Victor Lanoux Ludovic, marido de Karine
Marie-France Pisier Karine
Guy Marchand Pascal
Ginette Garcin Biju, mãe de Marthe e Diane
Sybil Maas Diane
Jean Herbert Sacy, marido de Diane
Pierre Plessis Gobert, marido de Biju
Catherine Verlor Nelsa, filha de Ludovic
Hubert Gignoux Thomas, pai de Ludovic
Françoise Caillaud Peggy
Véronique Dancier Clarence
Maïté Delamare Fernande
Emmanuel Dessablet Philippe
Alain Doutey Jérôme
Pierre Forget Deschamps
Anna Gaylor Olga
Etoile Gomez Sylvie, filha de Diane e Sacy
Marguerite Grimpel Madame Deschamps
Marie-Paule Jourdan Gilberte
Catherine Laborde Nicole
Annick Lemoal Jocelyne
Jan Madd Serge
Dominique Mignon Paulette
Catherine Stermann Monique

Prêmios

Festival Internacional de San Sebastián, Espanha

Prêmio Concha de Prata de Melhor Direção (Jean-Charles Tacchella)

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Filme em Língua Estrangeira

Oscar de Melhor Roteiro

Oscar de Melhor Atriz (Marie-Christine Barrault)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira

Prêmios César - Academia das Artes do Cinema, França

César de Melhor Filme (Jean-Charles Tacchella)

César de Melhor Roteiro (Jean-Charles Tacchella)

César de Melhor Ator (Victor Lanoux)

Círculo dos Críticos de Cinema de Nova York, EUA

Prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante (Marie-France Pisier)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Marthe e Ludovic encontram-se pela primeira vez durante uma cerimônia de casamento. Ela é a filha da noiva e ele sobrinho do noivo. Depois de uma recepção marcada por muita dança e bebida, os dois ficam a esperar seus respectivos parceiros, Pascal marido de Marthe, e Karine mulher de Ludovic, os quais haviam abandonado o local para fazerem sexo. Durante a espera, eles conversam sobre a rotina de suas vidas.

Dias depois, os dois se encontram para um almoço que haviam combinado, ocasião em que Ludovic lhe conta que o marido dela está tendo um caso com sua mulher. Ao voltar para casa, ela confronta o marido que, se mostrando envergonhado, afirma-lhe que só teve três encontros ligeiros com Karine e lhe promete fidelidade dali pra frente.

Algum tempo depois, durante uma reunião na casa da mãe de Marthe, a filha de Ludovic, Nelsa, faz uma apresentação de slides tirados por ela durante a cerimônia de casamento, incluindo várias fotos comprometedoras de Pascal e Karine. Na ocasião, o novo marido, dono da casa, morre. Depois do funeral, ao saírem do cemitério, Marthe confessa para Ludovic que ama nadar e cantar.

Poucos dias depois, naquela mesma semana, os dois voltam a se encontrar para um almoço e, em seguida, após comprarem roupas de banho, decidem ir nadar juntos em uma piscina pública da cidade. Ao final da tarde, eles se mostram tão felizes que resolver esticar um pouco mais o encontro, fazendo compras e assistindo a uma sessão de cinema. Embora mantenham uma relação platônica, os dois começam a demonstrar algumas reações próprias de quem tem um relacionamento mais íntimo, como um pouco de ciúmes. Os dois combinam uma ida, com suas respectivas famílias, a um restaurante, cujo encontro se mostre como não planejado, a fim de observarem as reações de Pascal e Karine.

Algum tempo depois, durante uma nova cerimônia de casamento, Pascal e o pai do noivo discutem sobre negócios que não estão indo bem. Marthe e Ludovic decidem deixar o local a fim de passarem o dia juntos. Horas depois, ao voltarem ao local, encontram Pascal embriagado a ameaçar os convidados.

Enquanto isso, Biju, mãe de Marthe, e Thomas, pai de Ludovic, desenvolvem uma amizade mais próxima, a ponto de planejarem passar uma temporada num vinhedo deste último. Por outro lado, ao reanalisarem o seu próprio relacionamento, Marthe e Ludovic chegam à conclusão de ser um absurdo eles continuarem a manter uma relação platônica em respeito aos seus parceiros que não merecem tal fidelidade.

Assim, no sábado que se segue, Marthe e Ludovic se encontram e passam todo o dia a fazerem amor em um hotel. À noite, ao contrário do inicialmente planejado, os dois decidem estender por todo o final de semana esse primeiro encontro íntimo, marcado por bastante sexo, banhos juntos ou simplesmente cada um desfrutando da companhia do outro.

Nos dias que se seguem, Pascal volta a ser o mulherengo de sempre, Karine deixa Ludovic, mas volta pouco depois, Biju e Thomas descobrem que não têm a afinidade que inicialmente julgavam ter. O relacionamento de Marthe e Ludovic é o único que continua a crescer em amor.

No final do ano, durante o encontro de Natal na casa de Biju, Marthe e Ludovic trancam-se num quarto a fazer amor, enquanto os demais comem, bebem, trocam presentes e assistem à Missa da meia-noite. Quando o casal finalmente deixa o quarto, após cumprimentarem cada um dos presentes, os dois saem para, juntos, aproveitarem o restante da noite.

imagem imagem imagem

Comentários

Realizada pelo cineasta Jean-Charles Tacchella, que também participou da confecção de seu roteiro, “Primo, Prima” é uma ótima comédia de costumes do cinema francês de meados dos anos 70.

Tacchella nos brinda com um ótimo trabalho de direção, o qual lhe rendeu entre outras, indicações aos famosos prêmios do Oscar e do Globo de Ouro.

No elenco, destaca-se o quarteto formado pelos atores Marie-Christine Barrault, Victor Lanoux, Guy Marchand e Marie-France Pisier. A química entre Lanoux e Marie-Christine salta aos olhos do espectador, ela transbordando de sensualidade e com uma atuação que lhe valeu a indicação de seu nome ao Oscar de Melhor Atriz do ano.

CAA