Filmes por gênero

QUE HORAS ELA VOLTA? (2015)

imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: The second mother (Estados Unidos, Reino Unido)
Une seconde mère (França)
È arrivata mia figlia! (Itália)
Una segunda madre (Espanha)
Der Sommer mit Mamã (Alemanha)
Den andra mamman (Suécia)
Prawie jak matka (Polônia)
Вторая мать (Rússia)
Pais: Brasil
Gênero: Drama
Direção: Anna Muylaert
Roteiro: Anna Muylaert
Produção: Anna Muylaert, Caio Gullane, F. Gullane, G. Lacerda, Débora Ivanov
Música Original: Vitor Araújo, Fábio Trummer
Fotografia: Barbara Alvarez
Edição: Karen Harley
Direção de Arte: Marquinho Pedroso
Figurino: Cláudia Kopke, André Simonetti
Efeitos Sonoros: Paulo Gama, Gabriela Cunha, Vitor Moraes, Débora Morbi
Efeitos Visuais: Eduardo Amodio, Gustavo Schiapim
Nota: 8.5
Filme Assistido em: 2016

Elenco

Regina Casé Val
Camila Márdila Jéssica
Michel Joelsas Fabinho
Karine Teles Bárbara
Lourenço Mutarelli Carlos
Helena Albergaria Edna
Bete Dorgam Janaina
Luis Miranda Antonio Jardineiro
Theo Werneck Vandré
Luci Pereira Raimunda
Anapaula Csernik Diléia
Hugo Villavicenzio Peruano
Roberto Camargo Repórter
Alex Huszar Caveira
Audrey Lima Lopes Fabinho, criança
Thaise Reis Pâmela
Nilcéia Vicente Anita

Prêmios

Festival Internacional de Berlim, Alemanha

Prêmio do Público de Melhor Filme (Anna Muylaert)

Prêmio CICAE (Anna Muylaert)

Festival Internacional de Cinema de Ljubljana - Eslovênia

Prêmio do Público de Melhor Longa-Metragem (Anna Muylaert)

Festival Internacional de Cinema de RiverRun - North Carolin

Prêmio do Júri de Melhor Roteiro (Anna Muylaert)

Festival do Cinema Independente de Sundance, USA

Prêmio do Júri Especial (Regina Casé e Camila Márdila)

Associação Paulista de Críticos de Arte

Prêmio de Melhor Filme (Anna Muylaert)

Prêmio de Melhor Atriz (Regina Casé)

World Cinema Amsterdam, Holanda

Prêmio do Público de Melhor Filme (Anna Muylaert)

Indicações

Festival do Cinema Latinoamericano de Lima, Peru

Prêmio do Público (Anna Muylaert)

Premios Fénix, México

Prêmio Fénix de Melhor Atriz (Regina Casé)

Festival Internacional de Cinema de Seattle, Estados Unidos

Prêmio Golden Space Needle de Melhor Atriz (Regina Casé)

Festival do Cinema Independente de Sundance, USA

Prêmio do Grande Júri (Anna Muylaert)

Associação dos Críticos de Cinema de Washington DC

Prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira

Prêmios Satellite, Los Angeles

Prêmio Satellite de Melhor Filme Estrangeiro

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Val é uma mulher pernambucana, de origem pobre, que decide se mudar para São Paulo, numa tentativa de conseguir ter uma vida melhor, principalmente em benefício de sua filha Jéssica, que ela deixa aos cuidados do avô numa pequena cidade do interior de Pernambuco.

Uma vez na capital paulista, ela consegue trabalho como empregada doméstica na casa de uma família da alta classe, como babá de Fabinho, a quem ela fica fortemente ligada.

Treze anos depois, economicamente estável, embora abrigue sentimentos de culpa por ter deixado sua filha para trás, ela recebe um telefonema de Jéssica pedindo ajuda para viajar até São Paulo, onde pretende fazer vestibular para arquitetura numa Universidade paulista.

Com a aprovação prévia dos patrões de Val, Jéssica é bem-vinda, sendo recebida de braços abertos pela família paulista em sua mansão. Por coincidência, Fabinho, que é basicamente da mesma idade, vai igualmente se submeter às provas do vestibular, embora visando outra área.

Inicialmente previsto para que ela ficasse, junto com a mãe, nos cômodos da mansão reservados à criadagem, ao elogiar e demonstrar interesse pelo quarto reservado a hóspedes, Jéssica recebe a aprovação do dono da casa e lá se instala. A partir daí, a jovem começa a desrespeitar abertamente as regras da casa, no que diz respeito aos não membros da família. Embora o proprietário não dê a menor importância a esse fato, sua mulher, Bárbara, começa a se irritar com tal situação.

As coisas se complicam depois que Jéssica é aprovada no vestibular, enquanto Fabinho não tem a mesma sorte. Irritada, Bárbara procura Val para pedir-lhe que proíba sua filha de transitar pela área social da mansão. Pouco depois, ao tomar conhecimento de que Jéssica deixou um filho em Pernambuco, Val pede à filha que traga a criança para morar com elas na capital paulista. Em seguida, pede demissão do emprego, disposta a se dedicar ao neto, talvez por ter passado tantos anos sem conviver com a filha.

imagem

Comentários

Escrito e dirigido pela cineasta paulista Anna Muylaert, “Que Horas Ela Volta?” é um ótimo filme do cinema nacional. Sua trama gira em torno de um drama familiar e procura salientar as relações e as desigualdades sociais existentes no Brasil de hoje.

Contando com o magnífico trabalho de Muylaert, na direção, o filme cativa o espectador do início até a última cena. Na área técnica, merece ainda ser destacada a ótima fotografia a cargo de Barbara Alvarez. No elenco, chamam atenção as excelentes atuações de Regina Casé e Camila Márdila, nos papéis de mãe e filha.

Enfim, “Que Horas Ela Volta?” tem tudo para se tornar um novo marco do cinema nacional, como foram “Central do Brasil” e “Cidade de Deus”.

CAA