Filmes por gênero

SAHARA (1943)

Sahara
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Les diables du Sahara (Bélgica)
Szahara (Hungria)
Сахара (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama, 2ª Guerra Mundial
Direção: Zoltan Korda
Roteiro: Zoltan Korda, John Howard Lawson
Produção: Harry Joe Brown
Música Original: Miklós Rózsa
Direção Musical: Morris Stoloff
Fotografia: Rudolph Maté
Edição: Charles Nelson
Direção de Arte: Lionel Banks
Efeitos Sonoros: Lodge Cunningham
Nota: 8.4
Filme Assistido em: 1947

Elenco

Humphrey Bogart Sargento Joe Gunn
Bruce Bennett Waco Hoyt
Lloyd Bridges Fred Clarkson
Richard Nugent Capitão Jason Halliday
Rex Ingram Sargento-Mor Tambul
Dan Duryea Jimmy Doyle
Carl Harbord Marty Williams
Louis Mercier Jean Leroux, 'Frenchie'
Patrick O'Moore Osmond 'Ozzie' Bates
Guy Kingsford Peter Stegman
Kurt Kreuger Capitão von Schletow
John Wengraf Major Von Falken
J. Carrol Naish Giuseppe
Hans Schumm Sargento Krause
Leyland Hodgson Oficial britânico
George N. Neise Sargento britânico
Peter Lawford Soldado britânico
Nelson Leigh Soldado britânico
Otto Reichow Capitão alemão
Niels Bagge Soldado nazista
Frederic Brunn Soldado nazista
Frank Lackteen Xeque Ali
Carl Ekberg Franco-atirador

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Ator Coadjuvante (J. Carrol Naish)

Oscar de Melhor Fotografia em Preto e Branco (Rudolph Maté)

Oscar de Melhor Gravação de Som (John P. Livadary)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Em 1942, um pequeno destacamento de soldados americanos une-se ao 8º Exército Britânico no Norte da África para ganhar experiência. Durante uma batalha, o destacamento americano recebe ordens por rádio para retirar-se, e o único caminho livre do cerco inimigo é pelo sul, através do deserto da Líbia. Assim, utilizando um tanque M3, o Sargento Joe Gunn e seus homens, Waco Hoyt, Fred Clarkson e Jimmy Doyle partem rumo ao sul.

No caminho, eles encontram um hospital de campanha devastado pelas forças nazistas, onde recolhem o capitão-médico britânico Jason Halliday, os soldados britânicos Osmond 'Ozzie' Bates e Marty Williams, um sul-africano servindo ao exército britânico, Peter Stegman, e Jean Leroux, um soldado francês. Halliday, o único oficial, cede o comando para o sargento Joe Gunn.

Com pouca reserva d’água, o grupo segue pelo deserto, onde encontra o sargento-mor sudano-britânico Tambul conduzindo um prisioneiro italiano, Giuseppe. Como Tambul acha-se familiarizado com o deserto, ele indica uma antiga trilha que leva a um poço localizado em Hassan Barani. Gunn lhe dá as boas-vindas e o indica como guia do grupo. No novo trecho, rumo ao poço, um avião da Luftwaffe, comandado pelo Capitão von Schletow, ataca o grupo, ferindo gravemente Fred Clarkson, mas termina sendo abatido e von Schletow é capturado. Ao chegarem, finalmente, ao poço, o mesmo se acha seco. Clarkson sucumbe aos ferimentos, sendo enterrado ali mesmo.

Logo em seguida, através do rádio, eles recebem ordens para se reagruparem e defenderem as cidades ameaçadas do Cairo e de Alexandria. Tambul, então, os orienta a se dirigirem em direção à Acroma, perto de Trobuk, na Líbia, próxima à divisa com o Egito. Além de se reabastecerem de água, a ideia é a de tentarem preparar uma emboscada para um pelotão de alemães.

Gunn descobre, através de um dos dois sobreviventes, que seu batalhão mecanizado, desesperado por água, está os seguindo de perto. Ele decide, então, tomar uma posição para atrasar os alemães, enquanto Waco Hoyt busca por reforços. Os dois alemães são liberados para levarem ao seu batalhão uma proposta: fornecerem alimentos em troca de água.

Quando os alemães chegam para negociar, Gunn muda sua proposta e oferece água em troca de armas. Sedentos, os nazistas aceitam a ideia, após uma negociação dura entre Gunn, que deseja ganhar tempo, e o Major Von Falken, o comandante alemão.

Quando eles finalmente descobrem que o poço tem pouca água a oferecer, um confronto tem início, durante o qual von Schletow tenta escapar, apunhalando Giuseppe, mas este consegue avisar Gunn antes de morrer. O Sargento-Mor Tambul persegue o major e mata-o ao custo de sua própria vida. Por outro lado, Von Falken atira em Jean Leroux pelas costas e é morto por soldados aliados. Em seguida, Gunn e Osmond Bates desarmam os alemães remanescentes, enquanto esses bebiam água.

Em seguida, quando Gunn e Bates conduzem seus prisioneiros em direção ao Egito, encontram as tropas aliadas, guiadas por Waco Hoyt, que lhes comunica a importante vitória aliada sobre as tropas da famosa Rommel Afrika Korps em El Alamein.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Zoltan Korda, a partir de um roteiro por ele escrito ao lado de John Howard Lawson, “Sahara” é um ótimo filme sobre episódios ocorridos no norte da África durante a 2ª Guerra Mundial. Sua trama se inscreve no esforço de propaganda de Hollywood durante aquele período de guerra.

A direção de Korda é consistentemente boa, apresentando um ótimo ritmo do início ao fim, com uma boa dose de tensão. Seu trabalho, por outro lado, se beneficia pelas ótimas atuações de seus principais atores, com destaque para o carismático Humphrey Bogart.

Enfim, “Sahara” é um filme que recomendo, principalmente para os amantes do gênero.

CAA