Filmes por gênero

SANGUE SOBRE O SOL (1945)

Blood on the sun
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Soldados sem uniforme (Portugal)
Du sang dans le soleil (França, Bélgica)
Sangre sobre el sol (Espanha, México)
Sangue sul sole (Itália)
Spionage in Fernost (Austria, Alemanha)
Den blodbestänkta solen (Suécia)
Krew na sloncu (Polônia)
Blod på solen (Dinamarca)
Кровь на солнце (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama, Espionagem, Suspense
Direção: Frank Lloyd
Roteiro: Lester Cole
Produção: William Cagney
Design Produção: Wiard Ihnen
Música Original: Miklós Rózsa
Fotografia: Theodor Sparkuhl
Edição: Walter Hannemann, Truman K. Wood
Figurino: Michael Woulfe
Guarda-Roupa: Robert Martien
Maquiagem: Ern Westmore, Josef Norin
Efeitos Sonoros: Richard DeWeese
Nota: 7.5
Filme Assistido em: 1953

Elenco

James Cagney Nick Condon
Sylvia Sidney Iris Hilliard
Porter Hall Arthur Bickett
John Emery Primeiro-Ministro Giichi Tanaka
Robert Armstrong Coronel Hideki Tojo
Wallace Ford Ollie Miller
Rosemary DeCamp Edith Miller
John Halloran Capitão Oshima
Leonard Strong Hijikata
James Bell Charley Sprague
Marvin Miller Yamada
Rhys Williams Joseph Cassell
Frank Puglia Príncipe Tatsugi
Philip Ahn Capitão da Polícia Secreta Yomamoto
Hugh Ho Chang Major da Polícia Secreta Kajioka
Hugh Beaumont Johnny Clarke
Joseph Kim Hayoshi
Grace Lem Amah
Gregory Gaye Jornalista americano Bogardis
Emmett Vogan Jornalista americano Johnson
Billy Wayne Jornalista americano
George Paris Gerente do Hotel

Prêmios

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Direção de Arte - Decoração de Interiores (Wiard Ihnen, A. Roland Fields)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Em 1929, em Tóquio, Nick Condon, editor do jornal inglês Tokyo Chronicle, informa que o primeiro-ministro do Japão, Giichi Tanaka, foi o autor de um documento chamado "Plano Tanaka" que, entre outras coisas, defende a conquista militar da América. Preocupados, o capitão Oshima, chefe da polícia de Tóquio, e Kajioka, major da polícia secreta, questionam Nick, que insiste ter tomado conhecimento da matéria através do telégrafo. Particularmente, ele admite para seu editor, Arthur Bickett, que escreveu a matéria baseado em rumores. Mais tarde, em um bar americano, Nick encontra o repórter Ollie Miller e fica surpreso ao descobrir que ele se encontra com uma enorme quantia, em dinheiro, e que estará viajando para a América naquela noite. Ollie se recusa a dizer a Nick quem lhe pagou aquela quantia, mas o aconselha a deixar o Japão o mais cedo possível.

Horas depois, quando Nick chega ao porto para se despedir de Ollie e de sua esposa, Edith, ele é abordado pelo capitão Oshima e por Kajioka, e em seguida, encontra Edith estrangulada em seu camarote. Nick vê uma mulher rondando o local e a persegue, mas ela consegue escapar. Em seguida, ele se dirige para sua casa, ao saber por seu amigo Charley Sprague que Ollie foi até lá à sua procura. No momento em que chega, ele ouve tiros e descobre que Ollie foi fatalmente ferido. Antes de morrer, no entanto, ele lhe confia o documento de Tanaka, através do qual o governo chinês havia pago para contrabandeá-lo para fora do Japão.

Ao ouvir alguém bater em sua porta, Nick esconde o documento atrás de um retrato do Imperador Hirohito e, quando Oshima e seus homens entram na sala para procurá-lo, eles evitam o retrato por uma questão de respeito. Em seguida, Nick usa suas habilidades adquiridas no judô para escapar da polícia, mas Oshima finalmente consegue nocauteá-lo. Depois de passar a noite na cadeia, Nick é libertado, mas descobre que todas as provas do assassinato de Ollie, bem como, o documento que ele escondera, haviam sido removidos de sua casa.

Hayoshi, do Ministério das Relações Exteriores, o procura e o leva até a casa de Tanaka onde, sem que ele saiba, o primeiro ministro havia se encontrado com a mulher chino-européia que ele vira rondando o camarote de Edith, Iris Hilliard. Insistindo que os Millers estão vivos, Tanaka, Kajioka e o coronel Hideki Tojo, do exército japonês, aconselham Nick a devolver o documento, que eles afirmam ser uma falsificação.

Preocupado, Nick pede a Charley que escreva um artigo anunciando sua partida para a América em dez dias. Num bar, Nick, que está sendo perseguido pelo agente da polícia secreta, Hijikata, é apresentado à Iris por Joseph Cassell, um repórter que até recentemente se encontrava a serviço na China. Nick sente-se atraído por ela e, embora lhe revele pouco sobre sua situação, Iris informa a Tanaka que tem certeza que ele se encontra com o documento. Ao voltar a se encontrar com Nick, ela lhe pergunta o que ele realmente sabe sobre o documento, mas ele finge desconhecê-lo.

Ao tomar conhecimento de que Arthur Bickett, sob pressão do governo japonês, está substituindo-o por Joseph, ele escreve uma coluna denunciando-o por desvio de fundos angariados na América para refugiados chineses. Sentindo-se desonrado, Joseph pede ajuda ao coronel Tojo, para quem ele está secretamente trabalhando, mas este não o atende. Cheio de remorsos, ele se oferece para contrabandear o documento para Nick, que não aceita sua proposta. Após Joseph revelar que foi ele quem planejou seu encontro com Iris, Nick corre até o apartamento dela para acusá-la de tentar incriminá-lo como espião. Desconhecendo que o capitão Oshima colocou escutas em seu apartamento, Iris, sentindo-se apaixonada por Nick, confessa-lhe que o documento se acha com ela desde que ele foi preso, quando ela o retirou de sua casa. Embora assegure a Nick que poderá verificar sua autenticidade junto a uma testemunha que presenciou sua assinatura, Iris é confrontada por Tanaka logo após a saída de Nick. O primeiro ministro lhe dá duas horas para revelar o nome da testemunha e, ao terminar o prazo, ele pede ao coronel Tojo e ao capitão Yomamoto que a executem.
 
Tendo falhado em sua missão, Tanaka comete haraquiri. Uma semana mais tarde, Nick, que está prestes a partir para a América, é alertado por um oficial da embaixada, Johnny Clarke, que foi expedido um mandado de prisão contra ele. Ao receber uma mensagem de Iris, pedindo-lhe para se encontrar com ela em uma barraca no cáis, Nick combina voltar a se encontrar com Johnny uma hora mais tarde, e sai ao encontro de Iris. Esta, que conseguiu escapar de seu apartamento, trouxe o Príncipe Tatsugi, a testemunha, para assinar o documento em sua frente. Embora saiba que será morto, como traidor, ele assina o documento, dizendo que o militarismo de Tanaka destruirá o Japão.

Depois que Tatsugi vai embora, Iris e Nick se preparam para fugir do Japão em um barco de pesca. Antes de partirem, o capitão Oshima, que havia atirado no príncipe, começa a quebrar a porta da barraca. Nick pede à Iris que fique com o documento, enquanto ele desafia Oshima para uma luta corpo a corpo. Depois de deixá-lo inconsciente, Nick escapa de Hijikata e corre para a embaixada dos Estados Unidos. Ao se aproximar do prédio, no entanto, ele é baleado por franco-atiradores, sob as ordens de Yamada, que procura em vão o documento. Ao ouvir os tiros, Johnny sai da embaixada e informa Yamada e o major Kajioka que o governo dos Estados Unidos vai investigar o incidente. Embora Yamada sugira que eles "esqueçam tudo”, Nick, ferido, mas vivo, jura vingança em primeiro lugar.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Frank Lloyd, a partir de um roteiro escrito por Lester Cole, “Sangue Sobre o Sol” é um interessante filme produzido pela William Cagney Productions em 1945. Sua trama, baseada numa história de Garrett Fort, combina drama, espionagem, suspense, intriga e violência, incluindo artes marciais.
 
A direção de Lloyd se mostra apenas razoável, embora consiga manter um bom ritmo, principalmente em sua segunda metade. Por outro lado, a trilha sonora, a cargo do grande compositor Miklós Rózsa, chama a atenção por sua qualidade.

No elenco, James Cagney brilha no papel de Nick Condon. Com atuações bastante convincentes, destacam-se Wallace Ford, Porter Hall e Sylvia Sidney.

CAA