Filmes por gênero

DA MAGIA À SEDUÇÃO (1998)

Practical magic
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Les ensorceleuses (França)
Amori & incantesimi (Itália)
Prácticamente magia (Espanha)
Zauberhafte Schwestern (Alemanha)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Comédia Romântica, Fantasia, Mistério
Direção: Griffin Dunne
Roteiro: Robin Swicord, Akiva Goldsman, Adam Brooks
Produção: Denise Di Novi
Design Produção: Robin Standefer
Música Original: Alan Silvestri
Direção Musical: Danny Bramson
Fotografia: Andrew Dunn
Edição: Elizabeth Kling
Figurino: Judianna Makovsky
Guarda-Roupa: Margo Baxley, Celeste Cleveland, Cynthia Black e outros
Maquiagem: Pamela Westmore, Naomi Donne, Lee Harman
Efeitos Sonoros: Robert Hein, Robert Schaper, Peter Waggoner e outros
Efeitos Especiais: Burt Dalton, Donald Myers, Albert Delgado
Efeitos Visuais: Jay Riddle, Eric Person, John Scheele, Douglas Epps
Nota: 7.0
Filme Assistido em: 1999

Elenco

Sandra Bullock Sally Owens
Nicole Kidman Gillian Owens
Stockard Channing Frances Owens
Dianne Wiest Tia Bridget 'Jet' Owen
Goran Visnjic Jimmy Angelov
Aidan Quinn Policial Gary Hallet
Evan Rachel Wood Kylie Owens
Alexandra Artrip Antonia Owens
Caprice Benedetti Maria Owens
Mark Feuerstein Michael
Camilla Belle Sally Owens, jovem
Lora Anne Criswell Gillian Owens, jovem
Margo Martindale Linda Bennett
Chloë Webb Prima Carla Owens
Martha Gehman Patty
Courtney Dettrich Sara, jovem
Mary Gross Debbie
Rich Sickler Dwight
Peter Shaw Jack
Caralyn Kozlowski Regina Owens
Lucinda Jenney Sara

Indicações

Prêmios para Jovens Artistas, EUA

Prêmio de Melhor Atriz Jovem em Papel Coadjuvante (Camilla Belle e Evan Rachel Wood)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Há mais de duzentos, Maria Owens de Salem foi condenada a morrer na forca por praticar bruxaria.  Além disso, ela tinha se envolvido com vários homens casados da região e, como as mulheres de seus amantes eram do Comitê de Enforcamento, foi fácil fazer com que Maria fosse condenada.  Porém, graças ao seu dom, que todos temiam, ela conseguiu escapar da execução, foi banida para uma ilha e, grávida, ficou esperando a chegada do seu amante, que não apareceu.  Na sua dor e desespero, ela enfeitiçou a si mesma, desejando nunca mais amar alguém.  Mas a amargura cresceu e o feitiço virou uma maldição, na qual todo homem que amasse uma Owens morreria e todas as suas descendentes herdariam seus poderes mágicos e sua maldição.

Dessa maneira, morreu o pai de Sally e Gillian.  Como pouco depois a mãe delas também morreu, as duas meninas foram morar com suas tias Frances e Bridget Owens, que também eram bruxas. Quando se tornam adultas, Sally se mostra bastante reservada, enquanto Gillian foge de casa para ter o primeiro de muitos namorados.

Após algum tempo, Sally se casa, tem duas filhas e passa a ser tolerada pela sociedade, mas isso não impede que seu marido morra atropelado.  Quando, por outro lado, Gillian se envolve com Jimmy Angelov, um búlgaro agressivo e que as ameaça, Sally parte para socorrer a irmã.  Sentindo que correm perigo, as duas o envenenam, mas temendo as conseqüências de tal ato Gillian convence Sally que o melhor é trazê-lo de volta à vida, o que trará uma série de complicações junto à polícia e com seus próprios poderes e suas consequências.

imagem imagem imagem

Comentários

"Da Magia à Sedução" é um filme com toques originais de misticismo, agradável de ser assistido.  O roteiro, baseado na novela de Alice Hoffman, nos brinda com uma história divertida de uma família de mulheres com poderes ligados à bruxaria.  O romance entre a mística Sally e o honrado Gary é, por exemplo, ameaçado por maldições e outros perigos bizarros.

Entretanto, o diretor Griffin Dunne e os roteiristas, ao invés de partirem para mostrar objetos voadores, homens se transformando em cachorros, etc., preferiram  preocupar-se, com as armadilhas emocionais de ser uma bruxa nos anos 90.

Nicole Kidman e Sandra Bullock estão ótimas em seus papéis, passando uma imagem de realidade enquanto Stockard Channing e Dianne Weist, embora não estejam tão bem, não chegam a comprometer.

CAA