Filmes por gênero

FOMOS OS SACRIFICADOS (1945)

They were expendable
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Homens para queimar (Portugal)
Les sacrifiés (França)
Ils étaient sacrifiés (Bélgica)
Nosotros fuimos los sacrificados (Espanha)
Fuimos los sacrificados (Argentina, Chile)
Schnellboote vor Bataan (Alemanha, Austria)
De skulle offras (Suécia)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama, 2ª Guerra Mundial
Direção: John Ford
Roteiro: Frank Wead
Produção: John Ford
Música Original: Herbert Stothart
Fotografia: Joseph H. August
Edição: Douglass Biggs, Frank E. Hull
Direção de Arte: Cedric Gibbons, Malcolm Brown
Figurino: Yvonne Wood
Maquiagem: Jack Dawn
Efeitos Sonoros: Douglas Shearer, Michael Steinore
Efeitos Especiais: A. Arnold Gillespie, Donald Jahraus, R.A. MacDonald
Nota: 8.3
Filme Assistido em: 1948

Elenco

Robert Montgomery Tenente John Brickley
John Wayne Tenente J. G.Ryan
Donna Reed Tenente Sandy Davyss
Jack Holt General Martin
Ward Bond Mulcahey C.B.M.
Leon Ames Major James Morton
Arthur Walsh Marinheiro Jones
Donald Curtis Tenente J. G. 'Shorty' Long / Rádio Operador
Cameron Mitchell Guarda-marinha George Cross
Jeff York Guarda-marinha Tony Aiken
Tim Murdock Guarda-marinha Brant
Marshall Thompson Guarda-marinha 'Snake' Gardner
Paul Langton Guarda-marinha 'Andy' Andrews
Jack Pennick Doc
Charles Trowbridge Almirante Blackwell
Robert Barrat O General
Vernon Steele Médico do exército
Sherry Hall Major da Marinha
Emmett Vogan Médico da Marinha
Marjorie Davies Enfermeira
Eve March Enfermeira
Al Bridge Tenente-Coronel
Jon Gilbreath Comandante do submarino
Forbes Murray Capitão da Marinha
Steve Barclay Oficial da Marinha
John Carlyle Tenente James
Pedro de Cordoba Padre
Tom Tyler Capitão no Aeroporto
Billy Wilkerson Sargento Smith
William B. Davidson Gerente do Hotel

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Gravação de Som (Douglas Shearer)

Oscar de Melhores Efeitos Especiais e Sonoros (A. Arnold Gillespie, Donald Jahraus, R.A. MacDonald, Michael Steinore)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Em 1941, um esquadrão de PT Boats, sob o comando do Tenente John Brickley, é enviado para Manila a fim de ajudar as Filipinas contra uma potencial invasão japonesa. No entanto, ao chegarem lá, ao invés de serem bem recebidos, são ridicularizados pelos comandantes militares locais. Um dos homens de Brickley, o Tenente Ryan, sente-se mal ao ver tal atitude e sonha com a possibilidade de poder provar que eles estão errados, ou de ser transferido para um contratorpedeiro.

Quando o Almirante Blackwell ordena que afundem um cruzador japonês que se acha na região de Bataan, Brickley escolhe seu Barco e o de Ryan para a missão. No entanto, pouco antes de zarparem, ele descobre que Ryan se acha ferido e o envia a um hospital militar para ser tratado. Lá, ele fica aos cuidados da enfermeira Tenente Sandy Davyss. Enquanto ele espera por uma cirurgia, barcos sob o comando de Brickley destroem o cruzador japonês.

Depois de operado, Ryan e a tenente Sandy se apaixonam, mas ele se vê obrigado a retornar para seu esquadrão. Os ataques contra as forças japonesas continuam com grande sucesso, apesar de Brickley perder alguns de seus barcos em combates.

Certo dia, Brickley e Ryan recebem a importante missão de transportarem o Almirante Blackwell e o General Douglas MacArthur até a Ilha de Mindanao. Antes de embarcar nessa perigosa missão, Ryan telefona para se despedir de Sandy, já que este poderá ser um último adeus. Quando apenas três dos quatro barcos chegam ao destino, Brickley envia uma equipe de busca numa tentativa de encontrarem o barco desaparecido.  Embora encontrado, os dois barcos são retirados de serviço por terem sofrido graves danos. A força de Brickley fica assim reduzida a apenas dois barcos, o seu e o de Ryan.

Sua próxima missão é ainda mais desafiadora, quando lhe ordenam destruir um cruzador japonês que navega em direção à Ilha de Corregidor, localizada a 48 km de Manila. Os dois barcos encontram uma barragem de fogo inimigo no mar, mas conseguem ultrapassá-la. No entanto, pouco depois, o barco de Ryan é destruído durante um ataque aéreo inimigo.

Quando recebem a notícia de que 36.000 soldados americanos se renderam em Bataan e que os japoneses estão agora lutando em Corregidor, último ponto forte americano nas Filipinas, Brickley e Ryan recebem ordens para se dirigirem para a Austrália, a fim de treinarem uma nova força de PT Boats. Apesar da promessa de que voltarão às Filipinas com uma força mais robusta para lutarem contra os japoneses, eles recusam a ideia e tentam permanecer na ilha com o resto do seu esquadrão. No entanto, a tentativa falha e eles são embarcados no último avião a deixar as Filipinas, sem saberem se voltarão a ver seu esquadrão algum dia.

imagem

Comentários

Realizado pelo grande cineasta John Ford, a partir de um roteiro escrito por Frank Wead, “Fomos Sacrificados” é um bom filme sobre a 2ª Guerra Mundial na área do Pacífico.

Na direção, Ford nos brinda com um ótimo trabalho, no que é ajudado pela bela fotografia em preto e branco, assinada por Joseph H. August, e pelos excelentes efeitos especiais e sonoros. As cenas de batalhas marítimas são verdadeiramente surpreendentes.

No elenco, Robert Montgomery e John Wayne se mostram perfeitos, em seus respectivos papéis, seguidos por Donna Reed.

CAA