Filmes por gênero

VINHAS DA IRA (1940)

The grapes of wrath
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Les raisins de la colère (França, Canadá)
Grappes d'amertume (Bélgica)
Furore (Itália)
Las uvas de la ira (Espanha)
Viñas de ira (Argentina)
Viacrucis (México)
Früchte des zorns (Alemanha, Áustria)
Vredens druvor (Suécia)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama
Direção: John Ford
Roteiro: Nunnally Johnson
Produção: Darryl F. Zanuck
Música Original: Alfred Newman
Direção Musical: Alfred Newman
Fotografia: Gregg Toland
Edição: Robert L. Simpson
Direção de Arte: Richard Day, Mark-Lee Kirk
Figurino: Gwen Wakeling
Guarda-Roupa: Sam Benson, Josephine Perrin, Harry Kernell
Maquiagem: Charles Gemora, Gustaf Norin
Efeitos Sonoros: George Leverett, Roger Heman Sr., Edmund H. Hansen
Nota: 9.3
Filme Assistido em: 1994

Elenco

Henry Fonda Tom Joad
Jane Darwell Ma Joad
John Carradine Jim Casy
Dorris Bowdon Rosasharn
Russell Simpson Pa Joad
John Qualen Muley Bates
Eddie Quillan Connie
Frank Sully Noah
Frank Darien Tio John
Charley Grapewin Avô
Zeffie Tilbury Avó
O.Z. Whitehead Al
Darryl Hickman Winfield
Shirley Mills Ruth Joad
Roger Imhof Thomas
Charles D. Brown Wilkie
John Arledge Davis
Ward Bond Policial
Harry Tyler Bert
William Pawley Bill
Charles Tannen Joe
Charles Middleton Líder
Paul Guilfoyle Floyd
David Hughes Frank
Frank Faylen Tim
Mae Marsh Esposa de Muley
Hollis Jewell Filho de Muley
Robert Homans Spencer
Kitty McHugh Mae
Arthur Aylesworth Padre
Tom Tyler Policial Casy
Ralph Dunn Policial
Gloria Roy Garçonete

Prêmios

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Direção (John Ford)

Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante (Jane Darwell)

Círculo dos Críticos de Cinema de Nova York, EUA

Prêmio de Melhor Filme

Prêmio de Melhor Direção (John Ford)

Prêmios Blue Ribbon

Blue Ribbon de Melhor Filme Estrangeiro (John Ford)

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Filme

Oscar de Melhor Ator (Henry Fonda)

Oscar de Melhor Roteiro (Nunnally Johnson)

Oscar de Melhor Gravação de Som (Edmund H. Hansen)

Oscar de Melhor Edição (Robert L. Simpson )

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Após cumprir pena por homicídio, na prisão de McAlester, Tom Joad é posto em liberdade condicional. Em seu retorno para casa, próxima de Sallisaw, Oklahoma, ele se encontra com Jim Casy, um antigo pregador, de quem ele se lembra desde a infância. Os dois seguem juntos até a antiga casa da fazenda da família de Tom, que se acha deserta. Desconcertado e confuso, ele procura um antigo vizinho, Muley Bates, que informa aos dois que a família foi morar com o tio John, não muito longe dali. Bates comenta, ainda, que os agricultores foram despejados por iniciativa de Bancos. Tom, no entanto, se recusa a abandonar a área.

No entanto, na manhã seguinte, em companhia de Casy, ele vai até a casa do tio John em busca de seus familiares. Ao chegarem lá, encontram todos se preparando para partirem para a Califórnia, atraídos por promessas de trabalho e melhores salários. Ao deixar Oklahoma, Tom vai estar quebrando sua liberdade condicional, mas decide assumir o risco por acreditar que vale a pena. Na oportunidade, ele convida Casy a se juntar a ele e à sua família. Assim, todos pegam a Rota 66, iniciando uma longa viagem rumo ao oeste.

Ao longo da rodovia, eles encontram muitos outros migrantes. Em acampamentos improvisados, ouvem muitas histórias, algumas de pessoas que já estão voltando da Califórnia por não terem conseguido a tão sonhada oportunidade de trabalho.

Pouco tempo depois, o avô morre e seu corpo é enterrado ao lado da rodovia. Menos esperançosos do que quando partiram de Oklahoma, eles decidem ir em frente. Ao atravessarem o grande deserto da Califórnia, a avó morre e o restante da família segue para não conseguir nenhum emprego e testemunhar hordas de imigrantes a morrerem de fome. Como consequência, o desespero começa a separar a família quando o filho mais velho de Tom, Noah, e Connie, marido de Rosasharn, a filha mais velha, que se acha grávida, deixam o grupo.

Liderados por Ma, os membros restantes percebem que a única opção que têm é continuarem em frente, já que não deixaram nada em Oklahoma. Quando um xerife-adjunto assassina Casy por motivos trabalhistas, Tom revida e mata o policial.

Com ele agora caçado pelo assassinato do policial, a família foge e encontra refugio em um campo agrícola do governo. No entanto, quando a polícia rastreia Tom no acampamento, ele se despede de todos, sabendo que nunca mais vai vê-los novamente.

No final, quando a família deixa o refúgio do acampamento com a promessa de trabalho em Fresno, Ma Joad conclama a todos para terem fé e esperança por um futuro melhor.

imagem

Comentários

Baseado num romance de John Steinbeck e roteirizado por Nunnally Johnson, “Vinhas da Ira” é definitivamente um dos mais belos filmes da história do cinema. Realizado pelo cineasta John Ford e com uma força narrativa pouco comum, sua trama nos mostra famílias de agricultores de Oklahoma em busca de empregos sazonais, nos campos da Califórnia, durante a grande depressão econômica de 1929.

Com um trabalho perfeito, quase documentário, Ford foi agraciado com o Oscar de Melhor Direção. A fotografia em preto-e-branco de Gregg Toland é outro quesito que merece ser destacado.

O elenco, por outro lado, nos brinda com ótimas atuações onde se destacam os trabalhos de Henry Fonda e Jane Darwell.

Enfim, “Vinhas da Ira” é um filme imperdível para todos aqueles que admiram o bom cinema.

CAA