Filmes por gênero

UM AMOR DE PROFESSORA (1958)

Teacher's pet
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Amor de jornalista (Portugal)
Le 'chouchou' du professeur (França)
10 in amore (Itália)
Enséñame a querer (Espanha)
Reporter der Liebe (Alemanha, Austria)
Älskling du gör mig galen (Suécia)
Frøkens kjæledegge (Noruega)
A nagy riport (Hungria)
Min yndlingspige (Dinamarca)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Comédia Romântica
Direção: George Seaton
Roteiro: Fay Kanin, Michael Kanin
Produção: George Seaton, William Perlberg
Música Original: Roy Webb
Fotografia: Haskell Boggs
Edição: Alma Macrorie
Direção de Arte: Hal Pereira, A. Earl Hedrick
Figurino: Edith Head
Guarda-Roupa: Marie Pickering, Glenita Dinneen, Jesse Munden
Maquiagem: Wally Westmore
Efeitos Sonoros: Hugo Grenzbach, Winston Leverett
Efeitos Visuais: Farciot Edouart
Nota: 8.3
Filme Assistido em: 1960

Elenco

Doris Day Erica Stone
Clark Gable James Gannon / Jim Gallagher
Gig Young Dr. Hugo Pine
Mamie Van Doren Peggy DeFore
Nick Adams Barney Kovac
Peter Baldwin Harold Miller
Marion Ross Katy Fuller
Charles Lane Roy
Jack Albertson Guia
Florenz Ames J. L. Ballentine
Harry Antrim Lloyd Crowley
Vivian Nathan Sra. Edna Kovac
James Bacon Ele próprio
Terry Becker Sr. Appino
Sandra Gould Tess
Elizabeth Harrower Clara Dibney
Bess Flowers Sócia do Bongop Club
George Cisar Sócio do Bongop Club
Kenner G. Kemp Sócio do Bongop Club
Larry Leverett Repórter
Norton Mockridge Harry
Margaret Muse Srta. Gross
Frank Richards Motorista de taxi
Merritt Smith Sr. Cory

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Ator Coadjuvante (Gig Young)

Oscar de Melhor Roteiro Original (Fay Kanin, Michael Kanin)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Ator em um Musical ou Comédia (Clark Gable)

Prêmio de Melhor Ator Coadjuvante (Gig Young)

Grêmio dos Diretores da América

Prêmio por Direção Excepcional (George Seaton)

Grêmio dos Roteiristas da América

Prêmio de Melhor Roteiro de uma Comédia Americana (Fay Kanin, Michael Kanin )

Prêmios Laurel, USA

Prêmio Laurel de Ouro de Melhor Comédia

Prêmio Laurel de Ouro de Melhor Ator em uma Comédia (Clark Gable)

Prêmio Laurel de Ouro de Melhor Ator em uma Comédia (Gig Young)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

 James Gannon, editor do "Evening Chronicle" de Nova York, acredita que a única forma de aprendizado é o da "escola da vida".  Quando a Sra. Kovac lhe pede para demitir seu filho Barney, a fim do mesmo retomar seus estudos, ele se recusa a fazê-lo alegando que o jornal proporcionará ao jovem uma educação superior à oferecida por qualquer universidade.  Pouco depois, seu Chefe, Lloyd Crowley, o chama em sua sala para reclamar pelo fato dele ter enviado uma carta recusando o convite para dar uma palestra no Curso de Jornalismo da professora Erica Stone.  Crowley o obriga a pedir desculpas, alegando que o dono do jornal, J. L. Ballentine, é membro do Conselho da Faculdade.

À noite, ele vai à Faculdade contra sua vontade a fim de se desculpar.  Entretanto, antes que consiga se apresentar, a professora lê para seus alunos, em voz alta, a carta recebida, na qual ele havia dito que esses cursos eram uma mera perda de tempo, após o que comenta sobre o mau jornalista que age daquela forma.  Diante de uma situação tão constrangedora, ele deixa o local sem dizer uma palavra.

Dias depois, Gannon decide se inscrever no curso de Erica, usando o nome de Jim Gallagher, a fim de mostrar suas qualidades como jornalista.  Logo se destaca entre seus colegas de classe, deixando Erica entusiasmada com seu novo aluno.  Sentindo-se atraído por ela, sente-se animado quando ela lhe pede para permanecer na sala após a aula.  Entretanto, desaponta-se ao ver que a professora quer apenas dar-lhe mais desafios.

Ao saber que ela sai com o Dr. Hugo Pine, Gannon decide investigá-lo e descobre que se trata de um brilhante professor de psicologia e autor de obras importantes, além de ser um homem bastante atraente.  Assim, tenta desistir de conquistar a afeição de Erica.

Certa noite, ele vai com Peggy DeFore até o Bongo Club, onde ela se apresenta como cantora e dançarina.  Uma vez lá, encontra-se casualmente com Erica, que se acha acompanhada do Dr. Hugo.  Ele tenta impressioná-la, mas termina embriagado.  Por outro lado, Hugo passa mal e Gannon, aproveitando-se da ocasião, ajuda Erica a levar o professor de psicologia até a casa dele.  Ao voltarem de táxi, ele a acompanha até a casa dela, rouba-lhe um beijo e descobre ser ela filha de Joel Barlow Stone, um antigo editor, ganhador do Prêmio Pulitzer de Jornalismo e responsável pelo "The Eureka Bulletin".  Envergonhado, deixa o apartamento sem dizer uma palavra.

Na manhã seguinte, Gannon procura Hugo, a quem confessa tudo, principalmente em relação à sua falsa identidade.  Este lhe aconselha a procurar Erica a fim de contar-lhe toda a verdade antes que ela a descubra por intermédio de terceiros.  Ao chegar ao Jornal, ele é chamado à sala do Sr. Ballentine, onde Erica espera falar com "James Gannon" na esperança de convencê-lo a contratar seu estudante, "Jim Gallagher".  Erica deixa o edifício contrariada, não por ter sido enganada, mas pelo tempo perdido e que poderia ter sido dedicado aos seus alunos.

Gannon decide atender ao pedido da Sra. Kovac, demitindo seu filho Barney.  Em seguida, ao voltar ao apartamento de Hugo, o professor lhe assegura que ele é um homem altamente educado, que adquiriu todo seu conhecimento através da experiência e não da educação formal, e até lhe concede um diploma ad hoc em artes liberais.  Sem perceber que Erica acabara de chegar, Gannon diz a Hugo que agora sabe que é um bom jornalista, pois ao ler algumas cópias do "The Bulletin", as achou de péssima qualidade.  Ao ver a jovem professora, ele se desculpa, mas lhe diz que estava apenas sendo honesto e lhe propõe que compare o "The Bulletin" com os padrões do jornalismo moderno.  Naquela noite, ela examina o trabalho de seu pai e percebe que Gannon tinha razão.

Na manhã seguinte, ao chegar ao jornal, ele é novamente chamado à sala do Sr. Ballentine, onde Erica o espera para sugerir que os dois trabalhem juntos na Faculdade.  Quando eles saem para o almoço, a Sra. Kovac agradece a Gannon por ter ajudado Barney.  Em contrapartida, ele lhe diz que espera que o jovem volte ao jornal tão logo seja graduado na Universidade.

imagem imagem imagem

Comentários

"Um Amor de Professora" é, sem dúvida, uma das melhores comédias com Doris Day.  Realizada pelo cineasta George Seaton, sua trama gira em torno de um convite feito por uma jovem professora de jornalismo a um editor de um jornal nova-iorquino, sem o conhecer, para que o mesmo profira uma palestra para seus alunos.  O que se segue é um conflito intelectual entre os dois, marcado por situações bastante cômicas.

Partindo de um bom roteiro, Seaton realiza um ótimo trabalho, no que é ajudado por um elenco de primeira linha.  Obviamente, ele é bastante cuidadoso com cada detalhe, consegue imprimir um bom ritmo à trama e introduzir algumas observações importantes como, por exemplo, a televisão substituindo o jornal como fonte de informação para o público, principalmente se levarmos em consideração que se trata de um filme dos anos 50.

Apesar da diferença de idade, 23 anos, Clark Gable e Doris Day apresentam uma grande química em cena.  Gig Young, no papel do Dr. Hugo Pine, está perfeito, roubando todas as cenas em que aparece.  A loiríssima  Mamie Van Doren, em um papel menor, tenta imitar Marilyn Monroe como cantora e dançarina de um clube noturno.

CAA