Filmes por gênero

UM CRIME MAIS QUE PERFEITO (TV) (1996)

Double jeopardy
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Doppeltes Risiko (Alemanha)
Dobbeltspil (Dinamarca, Noruega)
Victim of the Night (USA - Título na TV a cabo)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama, Policial
Direção: Deborah Dalton
Roteiro: Deborah Dalton
Produção: Robert Baker
Design Produção: James McAteer
Música Original: Arthur B. Rubinstein
Direção Musical: John Caper Jr.
Fotografia: Ron Orieux
Edição: Joel Goodman
Figurino: Laurie Drew
Guarda-Roupa: Gina Kiellerman, Jo Jo Taylor
Maquiagem: Maribeth Knezev
Efeitos Sonoros: Albert Ibbotson, Sherry Klein, Robert Edmondson
Efeitos Especiais: Brock Jolliffe
Nota: 6.6
Filme Assistido em: 1999

Elenco

Joe Penny John Dubroski
Teri Garr Cindy Dubroski
Brittany Murphy Julia Marie Neuland
Shawn Hatosy Derek Kaminski
Rutanya Alda Gabriela Neuland
Frederic Forrest Jack Neuland
Tara Rosling Liz Neuland
Lisa Girard Jessica Neuland
Thomas Mitchell Eric
Jennifer Griffin Sharon Kane
Peter Mac Neill Stu
John Bourgeois Detetive Bob Chase
Richard Fitzpatrick Detetive Bill Raymer
Toni Kalem Sue Schilling
Lawrence Dane Juiz Thornim
Michael DeSantis Robert Neuland, aos 16 meses
Jamie Luscombe Robert Neuland, aos 3 anos
Chris Owens Rocco
Tracey Davis Colleen
Fiona Highet Sylvie
Gerry Mendicino Religioso
George R. Robertson Juiz Troyanek
Vladimir Bondarenko Detetive Devane
Dan Duran Repórter

Sinopse

Em Baltimore, John Dubroski é um veterano policial com um histórico nada recomendável, além de ser um mulherengo inveterado. Sua mulher, Cindy, embora tenha conhecimento de suas aventuras extraconjugais, sempre o tem perdoado, permanecendo firmemente ao seu lado.

Ao conhecer Julia Neuland, uma garçonete de apenas 16 anos de idade que trabalha num pequeno restaurante da cidade, Dubroski se sente fortemente atraído por ela, e em pouco tempo os dois vão juntos para a cama. Tal relacionamento termina por engravidar a ingênua adolescente.

Ao tomar conhecimento da gravidez indesejada, o policial propõe à Julia que ela se submeta a um aborto, com todas as despesas por ele pagas. Julia fica chocada com sua atitude, já que pensava que ele fosse apaixonado por ela, como dizia. Assim, discordando completamente da proposta recebida e, portanto, sem contar com o mínimo apoio de Dubroski, a jovem enfrenta muitas dificuldades até chegar o dia do parto. No fundo, ela ainda alimenta uma tênue esperança de que o nascimento do filho possa amolecer o coração do policial. Assim, quando a criança nasce, Julia lhe envia uma carta, que por sinal é aberta por Cindy, contendo um teste de sangue feito pelo John Hopinks Medical Center, confirmando que o bebê, Robert Joseph Neuland, é realmente filho de John Dubroski. Ele, no entanto, permanece indiferente, não reconhecendo a paternidade.

Como mãe solteira, Julia luta para criar o filho, fazendo economias e trabalhando numa loja de conveniência.  Anos mais tarde, pouco depois de iniciar um novo relacionamento amoroso, ela aparece assassinada com dois tiros na cabeça.

John Dubroski, ao ser considerado o principal suspeito do assassinato, manobra para que a culpa recaia sobre Derek Kaminski, seu próprio enteado.

imagem imagem imagem

Comentários

Baseado numa história verídica, "Um Crime Mais Que Perfeito" é um razoável drama policial feito para a TV. Escrita e dirigida pela cineasta Deborah Dalton, sua trama gira em torno de uma pobre adolescente que, ao ficar grávida de um policial sem escrúpulos, vê-se obrigada a tocar pra frente sua gravidez sem qualquer apoio por parte dele, tendo para isso que enfrentar muitas dificuldades.

Embora consiga escrever um bom roteiro, Deborah não esclarece para o espectador qual foi a pessoa que seqüestrou e assassinou Julia, mesmo que me pareça óbvio tratar-se do seu ex-amante, John Dubroski. Como drama de tribunal, o filme torna-se interessante pelas diversas reviravoltas que ocorrem em seu final.

Joe Penny e Brittany Murphy realizam um ótimo trabalho, sendo seguidos de perto por Frederic Forrest e Rutanya Alda como os pais de Julia.

CAA