Filmes por gênero

MISSISSIPPI EM CHAMAS (1988)

Mississippi burning
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Mississippi Burning - Le radici dell'odio (Itália)
Arde Mississippi (Espanha)
Mississippi en llamas (Argentina, México, Peru, Venezuela)
Mississippi Burning - Die Wurzel des Hasses (Austria, Alemanha)
Mississippi brinner (Suécia)
Mississippi w ogniu (Polônia)
Mississippi i flammer (Dinamarca)
Миссисипи в огне (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama, Crime, Suspense
Direção: Alan Parker
Roteiro: Chris Gerolmo
Produção: Robert F. Colesberry, Frederick Zollo
Design Produção: Philip Harrison, Geoffrey Kirkland
Música Original: Trevor Jones
Fotografia: Peter Biziou
Edição: Gerry Hambling
Direção de Arte: John Willett
Figurino: Aude Bronson-Howard
Guarda-Roupa: Ingrid Price, Ellen Lutter, Margaret Yule e outros
Maquiagem: David Forrest
Efeitos Sonoros: Danny Michael, Elliot Tyson, Rick Kline, Elliot Tyson
Efeitos Especiais: Roger Lifsey, Stan Parks, Bill G. Murphy, Kevin Quibell
Nota: 8.7
Filme Assistido em: 1990

Elenco

Gene Hackman Agente Rupert Anderson
Willem Dafoe Agente Alan Ward
Frances McDormand Sra. Pell
Brad Dourif Policial Clinton Pell
R. Lee Ermey Prefeito Tilman
Gailard Sartain Xerife Ray Stuckey
Stephen Tobolowsky Clayton Townley
Michael Rooker Frank Bailey
Pruitt Taylor Vince Lester Cowans
Badja Djola Agente Monk
Kevin Dunn Agente Bird
Tom Mason Juiz
Geoffrey Nauffts Goatee
Gladys Greer Hattie
Jake Gipson Mose
Stanley W. Collins Hollis
Daniel Winford Fennis
Marc Clement Floyd Swilley
Larry Shuler Earl Cooke
Stephen Bridgewater Wesley Cooke
Bob Penny Curtis Foy
Park Overall Connie
Darius McCrary Aaron Williams
Lou Walker Vertis Williams
Billie Jean Young Sra. Williams
Dianne Lancaster Garçonete
Tonea Stewart Sra. Walker
Harry Quick Médico
Cullen Gilliland Advogado
Zeke Davidson Advogado
Frederick Zollo Reporter
Rick Washburn Agente Brodsky

Prêmios

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Fotografia (Peter Biziou)

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Fotografia (Peter Biziou)

Prêmio de Melhores Efeitos Sonoros (Bill Phillips, Danny Michael, Robert J. Litt, Elliot Tyson, Rick Kline)

Prêmio de Melhor Edição (Gerry Hambling)

Festival Internacional de Berlim, Alemanha

Prêmio Urso de Prata de Melhor Ator (Gene Hackman)

Associação dos Críticos de Cinema de Chicago

Prêmio de Melhor Filme

Prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante (Frances McDormand)

Círculo dos Críticos de Cinema de Kansas City, USA

Prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante (Frances McDormand)

Sociedade dos Filmes Políticos, Estados Unidos

Prêmio Direitos Humanos

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Direção (Alan Parker)

Oscar de Melhor Edição (Gerry Hambling)

Oscar de Melhores Efeitos Sonoros (Robert J. Litt, Elliot Tyson, Rick Kline, Danny Michael)

Oscar de Melhor Filme (Frederick Zollo, Robert F. Colesberry)

Oscar de Melhor Ator (Gene Hackman)

Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante (Frances McDormand)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Direção (Alan Parker)

Prêmio de Melhor Ator em um Drama (Gene Hackman)

Prêmio de Melhor Filme - Drama

Prêmio de Melhor Roteiro (Chris Gerolmo)

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Direção (Alan Parker)

Prêmio de Melhor Trilha Sonora (Trevor Jones)

Festival Internacional de Berlim, Alemanha

Prêmio Urso de Ouro (Alan Parker)

Associação dos Críticos de Cinema de Chicago

Prêmio de Melhor Ator Coadjuvante (Brad Dourif)

Prêmio de Melhor Ator (Gene Hackman)

Prêmios David di Donatello, Itália

David de Melhor Ator Estrangeiro (Gene Hackman)

David de Melhor Filme Estrangeiro (Alan Parker)

Grêmio dos Diretores da América

Prêmio por Direção Excepcional (Alan Parker)

Associação de Críticos de Cinema de Los Angeles, EUA

Prêmio de Melhor Ator (Gene Hackman)

Sociedade Nacional dos Críticos de Cinema dos Estados Unidos

Prêmio de Melhor Ator (Gene Hackman)

Círculo dos Críticos de Cinema de Nova York, EUA

Prêmio de Melhor Filme

Prêmio de Melhor Ator (Gene Hackman)

Prêmios para Jovens Artistas, EUA

Prêmio de Melhor Ator Jovem (Darius McCrary)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Em 1964, numa pequena cidade do Mississippi, onde a segregação divide a população em brancos e pretos, e a violência contra os negros é uma tônica constante, três ativistas, que defendem os direitos civis, desaparecem misteriosamente ao dirigirem por uma desolada estrada.  

O FBI é convocado para conduzir as investigações através de seu agente Ward.  Em seu trabalho, este é ajudado pelo agente Anderson, um homem que no passado havia sido xerife no Estado do Mississippi.

Embora tenham o mesmo objetivo, Anderson e Ward não poderiam ser mais diferentes em seus métodos.  Enquanto Anderson acredita num bom trabalho de inteligência, como forma de chegar aos responsáveis, Ward prefere mostrar um show de força, chamando dezenas de agentes federais para integrarem a equipe.

A chegada de mais agentes faz com que os ressentidos e remanescentes membros da Ku Klux Klan iniciem uma campanha de terrorismo contra a comunidade negra.  Paralelamente, os dois agentes têm dificuldade em lidar com o xerife local, que acredita poder intimidá-los, bem como, com o policial corrupto Clinton Pell, homem que tem um ótimo álibi para o dia do desaparecimento dos três ativistas.  Seu álibi precisa, entretanto, de uma confirmação por parte de sua mulher.

Acreditando que Pell tem ligações com a KKK e que esta é responsável pelos assassinatos dos desaparecidos, Anderson aproxima-se da Sra. Pell por achar que ela pode ser a chave para a solução do caso.  A Sra. Pell é uma mulher criada para obedecer cegamente ao marido, mas, com o tempo, rejeita esse papel de mulher submissa, ao descobrir que não é correto tratar os negros da forma como seu marido o faz.

imagem

Comentários

Baseado em fatos verídicos, "Mississippi em Chamas" é um ótimo filme.  Realizado pelo cineasta Alan Parker, o filme procura retratar a intolerância racial reinante nos Estados sulistas dos EUA, nos anos 60, principalmente naqueles dominados pelo movimento Ku Klux Klan, responsável , com seu ódio irracional, por assassinatos e terrorismo contra as comunidades negras.

A direção de Parker é consistentemente boa, segura.  O roteiro de Chris Gerolmo é muito bem estruturado.  A fotografia de Peter Biziou é um outro ponto forte dessa ótima produção, recheada de cenas de violência que realçam o sadismo dos membros da KKK.

No elenco, o maior destaque é Gene Hackman, seguido das magníficas atuações de Willem Dafoe e de Frances McDormand.

CAA