Filmes por gênero

CONSPIRAÇÃO DO SILÊNCIO (1955)

Bad day at Black Rock
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Coup dur à Black Rock (França)
Un homme est passé (Bélgica)
Giorno maledetto (Itália)
Conspiración de silencio (Espanha, México, Argentina)
Stadt in Angst (Austria, Alemanha)
En man steg av tåget (Suécia)
Czarny dzien w Black Rock (Polônia)
En mand steg af toget (Dinamarca)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Faroeste, Drama, Suspense
Direção: John Sturges
Roteiro: Millard Kaufman
Produção: Dore Schary
Música Original: André Previn
Fotografia: William C. Mellor
Edição: Newell P. Kimlin
Direção de Arte: Cedric Gibbons, Malcolm Brown
Efeitos Sonoros: Wesley C. Miller
Nota: 8.6
Filme Assistido em: 1956

Elenco

Spencer Tracy John J. Macreedy
Robert Ryan Reno Smith
Anne Francis Liz Wirth
Dean Jagger Sheriff Tim Horn
Walter Brennan Doc T.R. Velie Jr.
John Ericson Pete Wirth
Ernest Borgnine Coley Trimble
Lee Marvin Hector David
Russell Collins Sr. Hastings
Walter Sande Sam
Walter Beaver Franklin Krool
Billy Dix Ron Bentham
Harry Harvey Condutor do 1º trem
Robert Griffin Condutor do 2º trem
Mickey Little Homem no Café
K.L. Smith Homem no Café
Francis McDonald Homem no Café

Prêmios

Festival Internacional de Cannes, França

Prêmio de Melhor Ator (Spencer Tracy)

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Direção (John Sturges)

Oscar de Melhor Roteiro

Oscar de Melhor Ator (Spencer Tracy)

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Filme

Prêmio Nações Unidas

Festival Internacional de Cannes, França

Prêmio Palma de Ouro (John Sturges)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Num dia quente do verão de 1945, quando o trem para na estação de Black Rock, Arizona, pela primeira vez em quatro anos, a população da cidade cumprimenta John J. Macreedy, um passageiro desconhecido com um dos braços amputado, logo após o seu desembarque, o que é feito com certa desconfiança e hostilidade.

O Sr. Hastings, agente do Telégrafo, ao saber que Macreedy pretende ir à Adobe Flats, telefona imediatamente para Pete Wirth, responsável pelo hotel da cidade. Este o recebe com má vontade ao dizer-lhe que, devido a restrições impostas pela guerra, não vai poder hospedá-lo. Macreedy então o lembra de que a 2ª Guerra Mundial já terminou há vários meses e termina por conseguir um quarto.

Minutos depois, um cowboy de nome Hector David o procura e, sem motivo aparente, o desafia para uma luta. Perplexo com a hostilidade da cidade, Macreedy permanece calmo e determinado a resolver, o mais rapidamente possível, o assunto que o levou até ali. Ao se ver livre de Hector, ele tenta sem sucesso alugar um carro. Entretanto, Reno Smith e Coley Trimble, dois habitantes locais se oferecem para dirigir para ele.

Horas depois, um grupo de homens, alguns aparentando certo nervosismo, entra no lobby do hotel. Doc Velie pergunta em voz alta por que Smith, Coley, Hector, Pete e Sam se acham tão preocupados com o estranho, mas Smith o silencia e pede a Hastings que entre em contato com um detetive particular de Los Angeles para obter informações sobre Macreedy.

Enquanto isso, este faz uma visita ao escritório do xerife Tim Horn no momento em que este está se acordando após uma bebedeira. Ao dizer-lhe que está à procura de um fazendeiro chamado Kumoko, o xerife se torna hostil e se recusa a responder suas perguntas.

Na rua, Smith aproxima-se de Macreedy e lhe explica que Kumoko, tendo chegado à Adobe Flats pouco antes do ataque japonês à Pearl Harbor em 1941, foi logo enviado para um campo de observação. Logo a seguir, Liz Wirth, irmã de Pete, chega no seu jipe, o aluga a Macreedy e este segue finalmente para Adobe Flats. Smith fica furioso com Liz, mas esta insiste que o estranho certamente não vai encontrar nada. Protestando por não saber absolutamente nada sobre o que realmente aconteceu a Kumoko, Tim lembra a Smith que ele ainda é a lei na cidade, mas este só faz rir do xerife.

Quando o detetive de Los Angeles telegrafa para informar que não há quaisquer registros a respeito de Macreedy, Smith manda Coley se livrar do estranho, acrescentando que esses caras mutilados são todos uns desordeiros. Pete não concorda com o plano e Doc diz ao xerife que a cidade perdeu o auto-respeito a partir do momento em que passou a obedecer cegamente a Smith.

Ao chegar finalmente à Adobe Flats, Macreedy não encontra nada a não ser uma casa queimada, um poço profundo e algumas flores silvestres. No caminho de volta para Black Rock, ele é perseguido por Coley que o joga para fora da estrada. Abalado, mas sem ferimentos, Macreedy retorna à cidade e se dirige à portaria do hotel em que se acha hospedado para providenciar seu check out. Na ocasião, entretanto, Pete lhe informa que o próximo trem só passará por Black Rock na manhã seguinte, e Liz se recusa a levá-lo de jipe até a próxima cidade.

Quando Smith o procura para saber os motivos que o levaram a procurar um fazendeiro japonês, Macreedy se convence de que o Manda-Chuva da cidade está disposto a assassiná-lo.
Ele tenta telefonar para a Polícia do Estado do Arizona, mas Pete se recusa a completar a ligação. Doc admite que algo terrível ocorreu em Adobe Flats quatro anos atrás e que Smith mantém a população aterrorizada e incapaz de falar sobre o assunto. Em seguida, oferece-lhe seu carro funerário para que ele deixe a cidade, mas descobre que o mesmo se acha avariado.

Macreedy procura Hastings a fim de enviar um telegrama para a Polícia Estadual. Em seguida, quando se encontra lanchando num Bar, é atacado por Coley, mas, com alguns golpes de judô e karatê, deixa o bandido desacordado. Em seguida, dirigindo-se a Smith, que a tudo assistiu, Macreedy o acusa de ter assassinado Kumoko com a ajuda de Hector, Pete e Coley, já que sua covardia não permitiu que fizesse o trabalho sozinho.

Quando Macreedy retorna ao hotel, Smith e seus pistoleiros já se encontram lá. Doc e o xerife também se acham presentes. Hastings chega em seguida e tenta entregar um pedaço de papel a Smith, mas Macreedy é mais rápido e o toma de suas mãos, descobrindo que seu telegrama não foi enviado à Polícia Estadual. Macreedy e Doc reconhecem que Hastings violou a lei federal que regulamenta os atos da Pacific Telegraph e pedem ao xerife que tome alguma providência. Sorrindo, Smith deixa o local enquanto Doc afirma que essa é a última chance que a cidade tem de se redimir.

Derrotado, o xerife se retira enquanto Pete admite que nunca esqueceu o ocorrido quatro anos atrás. Macreedy revela que o filho de Kumoko, Joe, morreu no campo de batalha na Itália ao tentar salvar sua vida. Assim, como uma forma de reconhecimento, ele decidiu viajar até Adobe Flats para entregar ao Sr. Kumoko a medalha de honra do filho.

Ao ouvir as palavras de Macreedy, Doc e Pete revelam o que realmente ocorreu em Adobe Flats: “Smith arrendou uma fazenda ao Sr. Kumoko, alegando que se tratava de terras férteis com bastante água. Pouco tempo depois, ao descobrir que havia sido enganado, o Sr. Kumoko perfurou um poço com cerca de 20 metros de profundidade, o que deixou Smith enfurecido. Sua raiva ficou incontrolável após ele ser reprovado em sua tentativa de se alistar na Marinha dos Estados Unidos. De volta à Black Rock e depois de uma bebedeira em companhia de Coley, Pete, Hector e Sam, Smith decidiu assassiná-lo.”

De repente, Pete telefona para Liz e lhe pede para que ajude Macreedy a deixar a cidade. À noite, ela o apanha em seu jipe e o leva até um ponto do deserto, junto a um desfiladeiro, onde Smith já o aguardava com seu rifle. Não querendo testemunhas, ele atira e mata Liz enquanto Macreedy se esconde por trás do jipe. Este encontra uma garrafa, enche-a com gasolina do veículo e, fazendo de sua gravata um pavio, cria um coquetel Molotov e o arremessa contra a rocha onde Smith se encontra. A garrafa explode e o criminoso é envolvido pelas chamas. Depois de conseguir dominá-lo, Macreedy dirige até a cadeia de Black Rock com Smith ferido e o corpo de Liz. Ao chegar lá, descobre que, durante sua ausência, Doc e o xerife conseguiram colocar os quatro capangas de Smith numa cela. A Polícia Estadual é então chamada.

Na manhã seguinte, quando Macreedy se dirige para pegar seu trem, Doc lhe pergunta se Black Rock não é digna de ficar com a medalha de Kumoko. Rindo, ele a entrega enquanto sobe os degraus do trem.

imagem imagem imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta John Sturges, “Conspiração do Silêncio” é um ótimo filme. Sua trama gira em torno de um ex-combatente da 2ª Guerra Mundial que, ao descer na Estação Ferroviária de uma pequena cidade do Arizona, é recebido com desconfiança e até mesmo hostilidade pelos poucos habitantes locais.

Sturges realiza um excelente trabalho de direção, mantendo um clima de tensão do início ao fim, enquanto vai gradualmente revelando a missão do visitante e o terrível segredo que a cidade esconde. É claro que o magnífico roteiro, assinado por Millard Kaufman e indicado ao Oscar, contribui e muito para todo esse sucesso.

No elenco, o grande nome a ser citado é o de Spencer Tracy no papel principal, pelo qual foi indicado ao Oscar, além de ter sido agraciado com o prêmio de melhor ator do Festival Internacional de Cannes. Num segundo plano, com muito boas atuações, acham-se os atores Robert Ryan, Walter Brennan, Ernest Borgnine e Lee Marvin.

CAA