Filmes por gênero

IVANHOÉ, O VINGADOR DO REI (1952)

Ivanhoe
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Ivanhoé (França)
Ivanhoe - Der schwarze Ritter (Alemanha)
Ivanhoe - den svarte riddaren (Suécia)
Ivanhoe: Musta ratsastaja (Finlândia)
Sir Walter Scott's Ivanhoe (Reino Unido)
Ajvanho (Sérvia)
Айвенго (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Ação, Drama, Romance
Direção: Richard Thorpe
Roteiro: Noel Langley, Marguerite Roberts
Produção: Pandro S. Berman
Música Original: Miklós Rózsa
Fotografia: Freddie Young
Edição: Frank Clarke
Direção de Arte: Alfred Junge
Figurino: Roger K. Furse
Guarda-Roupa: Joan Joseff
Maquiagem: Charles E. Parker
Efeitos Sonoros: A.W. Watkins
Efeitos Visuais: Tom Howard
Nota: 8.4
Filme Assistido em: 1953

Elenco

Robert Taylor Sir Wilfred of Ivanhoe
Elizabeth Taylor Rebecca
Joan Fontaine Lady Rowena
George Sanders Sir Brian de Bois-Guilbert
Emlyn Williams Wamba
Guy Rolfe Príncipe John
Robert Douglas Sir Hugh De Bracy
Finlay Currie Sir Cedric
Felix Aylmer Isaac of York
Francis De Wolff Front De Boeuf
Patrick Holt Philip DeMalvoisin
Roderick Lovell Ralph DeVipont
Norman Wooland Rei Richard, Coração de Leão
John Ruddock Hundebert
Harold Warrender Locksley
Basil Sydney Waldemar Fitzurse
Michael Brennan Baldwin
Lionel Harris Roger de Bermondsley
Carl Jaffe Frade Austríaco

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Filme (Pandro S. Berman )

Oscar de Melhor Fotografia a Cores (Freddie Young)

Oscar de Melhor Trilha Sonora de uma Comédia ou Drama (Miklós Rózsa)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Filme a Promover a Paz entre os Povos

Prêmio de Melhor Trilha Sonora (Miklós Rózsa)

Grêmio dos Diretores da América

Prêmio por Direção Excepcional (Richard Thorpe)

Festival Internacional de Veneza, Itália

Prêmio Leão de Ouro (Richard Thorpe)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Richard, Coração de Leão, rei da Inglaterra, desaparece ao retornar das Cruzadas. Um de seus cavaleiros, o saxão Sr. Wilfred of Ivanhoe, procura incansavelmente por ele, e finalmente descobre que ele se acha preso e que estão pedindo, a título de resgate, a enorme soma de 150.000 marcos de prata. O irmão traiçoeiro de Richard, o príncipe John, sabe disso, mas prefere governar em sua ausência.

Ivanhoe retorna à Inglaterra, à casa de seu pai afastado, Sir Cedric, a fim de se encontrar com seu amor e protegida de seu pai, Lady Rowena, e implorar a ajuda de seu pai para conseguir o valor do resgate. Sir Cedric se recusa a ajudar um rei normando e ordena que seu filho vá embora. Wamba, o bobo da corte de Sir Cedric, pede para ir com Ivanhoe e se torna seu escudeiro.

Dois grupos distintos de viajantes chegam e recebem a hospitalidade de Sir Cedric: um judeu, Isaac de York, e os cavaleiros normandos, Sir Brian de Bois-Guilbert e Sir Hugh de Bracy com sua comitiva. Naquela noite, dois dos normandos tentam roubar Isaac, mas são frustrados por Ivanhoe. Não se sentindo seguro, Isaac decide voltar para sua casa em Sheffield, ocasião em que Ivanhoe se oferece para escoltá-lo até lá.

Quando chegam à casa de Isaac, Ivanhoe consegue obter o valor do resgate em troca de um melhor tratamento para os judeus, com a volta de Richard. Rebecca, filha de Isaac, visita Ivanhoe secretamente à noite para recompensá-lo por resgatar seu pai. Ela lhe dá jóias para comprar armas e um cavalo especial para participar do torneio de lutas. Ela se apaixona por ele, apesar do grande abismo social entre os dois, já que os judeus não podem se casar com gentios.

Quase todo mundo de destaque encontra-se no torneio, incluindo o príncipe John. Cavaleiros normandos leais a ele derrotam todos os que vieram. Quando tudo indica que eles são os vitoriosos, um novo e misterioso cavaleiro saxão aparece, vestido de preto, com guarnição branca e o rosto escondido atrás da viseira. Ele não dá seu nome, mas desafia os cinco campeões normandos. Facilmente, ele derrota os três primeiros, Philip DeMalvoisin, Ralph DeVipont e Front De Boeuf, um após o outro, e também vence a quarta luta contra Sir Hugh De Bracy, mas é gravemente ferido no ombro. Ele é logo identificado por muitos como sendo Ivanhoe. Na última luta, contra Sir Brian de Bois-Guilbert, Ivanhoe é ferido e cai de seu cavalo, sendo levado para ser cuidado por Rebecca.

Temendo a ira do príncipe John, os saxões partem. Ivanhoe é levado para a floresta sob a proteção de Robin Hood. Os demais se dirigem para York, mas são capturados e levados para o castelo de Front De Boeuf. Ao tomar conhecimento do ocorrido, Ivanhoe se entrega em troca da liberdade de seu pai. No entanto, os normandos não cumprem sua palavra e mantêm os dois presos. Em seguida, os homens de Robin Hood cercam e invadem o castelo, libertando a maioria dos prisioneiros. Durante a luta, De Boeuf mata Wamba, mas em seguida é morto por Ivanhoe. Bois-Guilbert escapa usando Rebecca como escudo, enquanto De Bracy é derrotado e capturado por Ivanhoe após tentar fazer o mesmo com Lady Rowena.

Enquanto isso, com a enorme quantia destinada ao pagamento do resgate do rei Richard, os judeus enfrentam uma cruel escolha: Libertar Richard ou Rebecca, já que o príncipe John fixou o preço de sua vida em 100.000 marcos. Isaac escolhe Richard e Ivanhoe lhe promete que salvará Rebecca. O príncipe John a havia condenado a ser queimada na fogueira como uma bruxa, mas Ivanhoe aparece e desafia o veredicto, invocando um direito que não pode ser negado. O príncipe John escolhe o conflituoso Bois-Guilbert. Este faz uma última e desesperada súplica à Rebecca: em troca de seu amor, ele está disposto a perder o duelo, embora fique para sempre desonrado como um cavaleiro. Ela recusa sua proposta, alegando que todos estão nas mãos de Deus.

Na batalha até a morte, presidida por Philip DeMalvoisin, Bois-Guilbert é sorteado para ser o primeiro a escolher suas armas, ficando com um bastão e uma corrente, deixando um machado para Ivanhoe. Na luta que se segue, Ivanhoe perde seu escudo, mas usa o cabo de seu machado para pegar a corrente de Bois-Guilbert e puxá-lo para fora de seu cavalo. Ele é mortalmente ferido pela queda e pelos movimentos bruscos proferidos por Ivanhoe.

No final, Rebecca aceita que o coração de Ivanhoe sempre pertenceu à Lady Rowena e as duas resolvem colocar suas diferenças de lado. Enquanto isso, Richard, Coração de Leão, retorna com seus cavaleiros para recuperar seu trono de seu irmão usurpador.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Richard Thorpe, a partir de um roteiro escrito por Noel Langley e Marguerite Roberts, “Ivanhoé, o Vingador do Rei” é um ótimo filme de ação e aventura produzido pela Metro-Goldwyn-Mayer (MGM) em 1952. Sua trama, baseada num livro de Walter Scott, é marcada por batalhas medievais e lutas de capa e espada.

A direção de Thorpe se mostra apenas razoável, embora consiga manter um bom ritmo, principalmente em sua segunda metade. Por outro lado, a fotografia a cargo de Freddie Young, e a magnífica trilha sonora assinada pelo genial Miklós Rózsa, são realmente espetaculares.

No elenco, George Sanders e Guy Rolfe brilham em seus respectivos papéis, seguidos pelas ótimas atuações de Finlay Currie, Felix Aylmer e Robert Douglas. Aos 41 anos, o grande ator Robert Taylor pareceu-me um pouco velho para o papel de Ivanhoé.

Enfim, “Ivanhoé, o Vingador do Rei” é um que recomendo, principalmente para os amantes do gênero.

CAA