Filmes por gênero

RIFLES PARA BENGALA (1954)

Bengal Brigade
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Revolta em Bengala (Portugal)
La révolte des cipayes (França)
Révolte au Bengale (Bélgica)
I fucilieri del Bengala (Itália)
Fusileros de Bengala (Chile)
Gewehre für Bengali (Austria, Alemanha)
Bengalen i uppror (Suécia)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Aventura, Drama, Guerra
Direção: László Benedek
Roteiro: Richard Alan Simmons
Produção: Ted Richmond
Música Original: Hans J. Salter
Direção Musical: Joseph Gershenson
Coreografia: Asoka Rubener
Fotografia: Maury Gertsman
Edição: Frank Gross
Direção de Arte: Alexander Golitzen, Eric Orbom
Figurino: Jay A. Morley Jr.
Maquiagem: Bud Westmore
Efeitos Sonoros: Leslie I. Carey, Corson Jowett
Nota: 7.0
Filme Assistido em: 1955

Elenco

Rock Hudson Capitão Jeffrey Claybourne
Arlene Dahl Vivian Morrow
Ursula Thiess Latah
Torin Thatcher Coronel Morrow
Arnold Moss Rajah Karam
Dan O'Herlihy Capitão Ronald Blaine
Harold Gordon Hari Lal
Michael Ansara Sargento Major Puran Singh
Leonard Strong Mahindra
Shepard Menken Bulbir
Sujata Rubener Dançarina
Asoka Rubener Dançarina
Leslie Denison Capitão Ian McLeod
John Dodsworth Capitão Guy Fitz-Morell
Ramsay Hill Major Jennings
Jack Raine Coronel Rivers
Sam Harris Coronel
Leonard Mudie Pariah

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

No Natal de 1856, no desfiladeiro de Malakai, localizado no nordeste da Índia, o capitão inglês Jeffrey Claybourne comanda um grupo de soldados indianos britânicos, ou Sepoys, na batalha contra as tropas indianas rebeladas contra os últimos cem anos do domínio inglês. Quando o coronel Morrow ordena que Jeffrey e o capitão Ronald Blaine ataquem os rebeldes, ao ver a maioria de seus homens sendo abatidos, Jeffrey desobedece as ordens superiores e, posteriormente, é levado a julgamento.

No tribunal, Ronald, que ama Vivian, a noiva de Jeffrey e filha de Morrow, mente sobre as verdadeiras razões que levaram o capitão a agir daquela forma. Logo em seguida, Jeffrey declara para o júri que voltaria a desobedecer a seus superiores em casos que estivessem em jogo as vidas de seus homens. Embora seja condenado a uma mera suspensão, Jeffrey demite-se por desgosto. Depois do julgamento, seus homens juntam-se para saudá-lo. Naquela noite, em uma recepção na casa de Morrow, o coronel apresenta ao seu rival indiano, o Rajah Karam, a nova arma secreta do exército britânico, um rifle da mais alta qualidade. Enquanto os homens conversam, Vivian sai para se encontrar com Jeffrey, que lhe diz que ele a ama profundamente, mas que não tem mais nada para lhe oferecer.

Ao caminhar em direção à saída da cidade, Jeffrey encontra uma mulher de uma aldeia, chamada Latah, que lhe agradece por salvar seu povo e afirma sua fidelidade a ele. Nos dias que se seguem, Jeffrey vagueia em um safari, quase morrendo ao enfrentar imprudentemente um tigre. Naquela noite, ainda no safári, ele é atacado por um homem, sendo salvo pelos aldeões. O atacante, no entanto, é liberado depois que é reconhecido como um “mensageiro”, pessoa que fala sobre uma profecia que prevê a derrota britânica após cem anos de domínio na Índia.

Ao retornar à cidade, Jeffrey procura Morrow para informá-lo sobre esse boato perigoso, embora o coronel se recuse a aplacar os receios de seus homens. Por outro lado, o Rajah, que considera Jeffrey mais leal aos indianos que aos britânicos, o chama ao palácio, onde o convida para liderar suas tropas. Em seguida, ele convida Morrow, Vivian e o capitão Blaine para um jantar naquela noite. Durante o jantar, o Rajah pressiona Jeffrey por uma resposta e, quando ele aceita o cargo de general, os convidados britânicos o chamam de traidor. Por outro lado, ao tomar conhecimento de que Jeffrey havia falado com Morrow sobre os boatos que tratavam da profecia, o Rajah também o denuncia e seus homens o atacam na rua.

Depois que Jeffrey é esfaqueado e deixado na rua para morrer, Latah o leva para sua aldeia a fim de tratar de seus ferimentos. Quando ele se sente inteiramente recuperado, os Sepoys entram na aldeia, forçando-o a fugir para a cidade, que ele encontra devastada e abandonada. Na ocasião, o capitão Blaine retorna de uma missão distante, e os dois decidem procurar Vivian. Quando Blaine se apavora e tenta atirar no sargento Puran Singh, que estava na verdade tentando evitar um ataque de um grupo de Sepoys, Jeffrey empurra o capitão a tempo de salvar o sargento, que o chama de seu irmão. Pouco depois, eles encontram Hari Lal, ajudante de Morrow,  que os informa sobre o esconderijo do coronel no pântano. Ao chegarem lá, Morrow dá as boas vindas a Jeffrey, que evita Vivian. No meio da noite, Hari Lal retorna com Puran Singh e os soldados, ocasião em que ele revela ser um capitão do exército do Rajah. Eles prendem os cidadãos britânicos, mas no caminho de volta ao palácio, Jeffrey consegue escapar.

Quando os outros chegam ao palácio, o Rajah mata Hari Lal por permitir que Jeffrey fugisse e ordena que Morrow seja morto. No entanto, antes que ele seja executado, o Rajah vê quando Puran Singh chega com Jeffrey e ordena que este seja executado antes do coronel. Ao colocá-lo diante do pelotão de fuzilamento, Puran Singh insiste que seus homens poderão matá-lo, mas antes de dar a ordem para que atirem, ele sussurra que se lembrem do homem que os salvou no desfiladeiro de Malakai. Como resultado, ninguém atira em Jeffrey. Em seguida, o Rajah atira em Puran Singh e os Sepoys se voltam contra a cavalaria real.

Na luta que se segue, o capitão Blaine se joga na frente de uma faca dirigida à Vivian e, antes de morrer, confessa que mentiu na corte marcial. Depois que Jeffrey mata o Rajah, as tropas reais se rendem. Logo em seguida, Morrow reabilita Jeffrey no cargo de capitão. Quando Puran Singh lembra a Jeffrey que os Sepoys ainda sonham com a independência da India, ele promete que esse dia chegará e que, até lá, eles continuarão irmãos. Em seguida, Jeffrey e Vivian se despedem de Latah e deixam a cidade juntos.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta László Benedek, a partir de um roteiro escrito por Richard Alan Simmons, “Rifles para Bengala” é um filme norte-americano produzido pela Universal International Pictures em 1954. Sua trama, baseada num romance de Hall Hunter, conta a história de um oficial britânico que é severamente punido, na Índia colonial, depois de desafiar ordens de seus superiores.

A direção de László Benedek se mostra apenas razoável, embora consiga manter um bom ritmo, principalmente em sua segunda metade. Por outro lado, a fotografia, assinada por Maury Gertsman, é de muito boa qualidade.

No elenco, Rock Hudson interpreta um oficial britânico dividido entre sua amizade com o povo indiano e sua lealdade ao exército britânico.

CAA