Filmes por gênero

A ENCRUZILHADA DOS DESTINOS (1956)

Bhowani Junction
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: La croisée des destins (França)
Sangue misto (Itália)
Cruce de destinos (Espanha)
La encrucijada (Venezuela)
Knotenpunkt Bhowani (Alemanha)
Bhowani - station i Indien (Suécia)
Bhowani csomópont (Hungria)
Sabotage i Indien (Dinamarca)
Станция Бховани (União Soviética)
Pais: Estados Unidos, Reino Unido
Gênero: Aventura, Drama, Romance
Direção: George Cukor
Roteiro: Ivan Moffat, Sonya Levien
Produção: Pandro S. Berman
Música Original: Miklós Rózsa
Direção Musical: Miklós Rózsa
Fotografia: Freddie Young
Edição: George Boemler, Frank Clarke
Direção de Arte: Gene Allen, John Howell
Figurino: Elizabeth Haffenden
Maquiagem: Charles E. Parker
Efeitos Sonoros: A.W. Watkins
Efeitos Visuais: Tom Howard
Nota: 7.4
Filme Assistido em: 1958

Elenco

Ava Gardner Victoria Jones
Stewart Granger Cel. Rodney Savage
Bill Travers Patrick Taylor
Abraham Sofaer Surabhai
Francis Matthews Ranjit Kasel
Marne Maitland Govindaswami
Peter Illing Ghan Shyam / Davay
Edward Chapman Thomas Jones
Freda Jackson Sandani
Lionel Jeffries Ten. Graham McDaniel
Alan Tilvern Ted Dunphy
Raymond Francis Capt. Cumberly
Ronald Adam General Ackerby
Anthony Bushell George Lanson
Vida St. Romaine Sra. Jones
Harold Kasket Proprietário do restaurante
Dharma Emmanuel Sentinela
George Cukor Homem no trem

Indicações

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Atriz Estrangeira (Ava Gardner)

Sociedade Britânica dos Fotógrafos de Cinema

Prêmio de Melhor Fotografia (Freddie Young)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Em 1947, após vários meses supervisionando reservistas contratados para manter a paz na Estação de Bhowani Junction, durante a retirada britânica da Índia, o coronel Rodney Savage é convocado para retornar para a Inglaterra. Enquanto muitos indianos homenageiam a partida de Savage, Victoria Jones, uma mulher de descendência anglo-indiana, beija o coronel quando ele embarca no trem. Quando o general Ackerby, que havia conseguido para que ele viajasse no seu vagão, lhe pergunta sobre sua estadia em Bhowani Junction, o coronel lhe fala sobre sua complicada vida dividida entre seu dever militar e seu amor por Victoria. O general demonstra, então, interesse em conhecer maiores detalhes desse tal período.

Assim, em flashback, o filme retorna à época em que Savage chega à Bhowani Junction:
O Partido do Congresso indiano, simpatizante de Gandhi, apóia um recente motim da marinha indiana, ao organizar uma interrupção pacífica, mas bem organizada, na Estação, visando parar o serviço ferroviário e empurrar os ingleses para fora do País. Na medida em que o Congresso sufoca a estação ferroviária com a presença de multidões, a resistência comunista e seu líder clandestino, Davay, vêem uma oportunidade para criarem um grande tumulto.

Durante a confusão que se forma, o superintendente do tráfego local, Patrick Taylor, um anglo-indiano, encontra seu amor de infância, Victoria, que acaba de regressar de Delhi depois de servir por quatro anos na Corporação Auxiliar de Mulheres do exército indiano. O novo inspetor, um oficial indiano local de nome Govindaswami, informa Savage, Taylor e Victoria sobre Davay, explicando que a União Soviética deseja que o Partido Comunista governe o País depois da saída dos ingleses. Após a reunião, Savage, que se sente imediatamente atraído por Victoria, ordena-lhe que permaneça a serviço da ferrovia, apesar de seus protestos. Logo depois, Taylor e Victoria voltam para casa da mãe indiana dela e do pai Inglês, Thomas Jones, um condutor de trem.

Durante o jantar, Taylor expressa o medo de que os trabalhos do governo dados aos mais privilegiados anglo-indianos não estejam mais disponíveis se os ingleses deixarem o País. Enfurecida, Victoria grita que, como anglo-indianos, eles devem encontrar o seu lugar na nova sociedade, sem a ajuda dos ingleses, e foge para seu quarto. Taylor tenta falar com ela sobre seus planos para o casamento, mas Victoria, dividida entre as duas culturas, retruca dizendo-lhe que ela poderia se casar com um indiano no lugar dele. No dia seguinte, membros do Congresso deitam-se sobre os trilhos a fim de deterem um trem carregado com munição.

Quando os comunistas incitam a multidão à violência, Savage os dispersa com o uso de armas. Depois de conseguir a aprovação de Govindaswami, o coronel ordena aos indianos de baixa casta que joguem baldes de urina e dejetos dos banheiros, contra os manifestantes deitados sobre os trilhos da ferrovia para impedirem a partida do trem, os quais fogem humilhados. Quando Taylor ri da manobra inteligente usada por Savage contra os manifestantes, Victoria fica tão indignada que jura nunca mais falar com ele. Pouco depois, o coronel recebe a notícia de que Davay havia incitado a multidão a pilhar e queimar as cidades próximas.

Naquela noite, enquanto bombas caem sobre Bhowani, Victoria caminha sozinha em direção à sua casa, quando o tenente Graham McDaniel a segue e tenta estuprá-la. Lutando pela vida, a jovem consegue matá-lo com uma barra de aço. Seu colega de trabalho, Ranjit Kasel, a encontra ao lado do homem morto e a leva até a casa dele, onde sua mãe, Sandani, o proíbe de dizer a verdade, assumindo que os ingleses o culpariam pelo assassinato, como forma de salvar a reputação dos militares. Sandani repreende Victoria por não se vestir como uma indiana e expressa seu desejo de que ela venha a se casar com Ranjit.

Ghan Shyam, um hóspede da casa, se oferece para esconder o corpo do tenente McDaniel. Por outro lado, convencida de que deve abraçar a vida indiana, Victoria começa a se vestir com um sári e a namorar publicamente Ranjit, esperando que sua admiração pelas tradições faça com que o relacionamento se transforme em amor. Certo dia, o investigador militar, George Lanson, questiona Victoria sobre a noite do assassinato e mostra a ela uma foto de Ghan Shyam, que ele identifica como sendo Davay. Ela alega não saber nada a respeito de qualquer McDaniel ou Davay.

Algumas semanas mais tarde, Ranjit pede a Victoria que se torne uma Sikh e se case com ele. Ela aceita o pedido e decide começar a estudar a religião. Quando a greve é finalmente suspensa, Davay explode um trem de passageiros usando os explosivos roubados, causando dezenas de mortos e feridos. Recebendo ordens para ajudar no esforço de resgate, Victoria chega ao local do atentado, mas fica paralisada pelo horror à sua volta. Dias depois, Lanson volta a questionar Victoria, a quem diz que foi encontrado o corpo de uma sentinela junto com o de McDaniel.

Durante a cerimônia de seu casamento com Ranjit em um templo sikh, vozes conflitantes enchem a cabeça de Victoria com dúvidas, o que a obriga a fugir. Decidindo deixar a cidade por alguns dias, ela pega uma carona no trem para Gandwara, onde pretende visitar algumas creches. Savage, que se acha no trem, a leva para seu vagão, onde, desesperada para limpar sua consciência, ela admite ter matado McDaniel em autodefesa e conta tudo o que sabe sobre o assassinato da sentinela por Ghan Shyam. Savage acredita em Victoria, mas insiste que ela deve contar a verdade às autoridades, revelando inclusive o envolvimento de Ranjit e Sandani.

Depois que Victoria é declarada inocente do assassinato, Savage a leva para comemorarem o resultado do julgamento, iniciando em seguida um romance entre o coronel e a subordinada. Algumas semanas depois, quando Savage recebe ordens para voltar para a Inglaterra, Victoria rejeita seu pedido para ir com ele, alegando que quer encontrar seu lugar na Índia. Tarde da noite, Davay a seqüestra e, secretamente, a leva a bordo de um trem de carga que está de saída da cidade. Ao tomar conhecimento que o trem fez uma parada, Taylor descobre que a tal parada se deu perto da casa de Victoria. Procurando-a, na casa dela, verifica que sua cama se acha vazia, o que o faz ir até a casa de Savage. Os dois logo percebem que ela deve se encontrar a bordo do referido trem. Em seguida, eles partem de jipe para interceptá-lo, sendo seguidos por soldados em seus caminhões.

Enquanto isso, Davay amordaça e amarra Victoria e, em seguida, carregando várias bananas de dinamite, pula do comboio em um túnel. As bananas são por ele presas aos trilhos, a fim de explodir o próximo trem de passageiros, no qual Mahatma Gandhi estará viajando. Quando Savage para o trem de carga na saída do túnel, eles encontram Victoria e descobrem que Davay ainda deve se achar em seu interior. Os dois, acompanhados de mais um soldado, de armas em punho, procuram pelo assassino e terrorista. Caminhando um pouco à frente, com a ajuda de uma lanterna, Taylor torna-se um alvo fácil para Davay, que o fere mortalmente. Mesmo caído sobre os trilhos, antes de morrer, Taylor ilumina Davay com sua lanterna, facilitando o trabalho do coronel que termina por matar o tão procurado criminoso.

Enquanto se prepara para deixar a Índia, Savage pede para que Victoria o acompanhe como sua esposa, mas ela lhe diz que pertence à Índia. No entanto, quando o apaixonado coronel promete deixar o exército e voltar para viver com ela na Índia, radiante de felicidade ela se joga em seus braços.

De volta ao presente, enquanto o trem começa a deixar a plataforma de embarque, o general Ackerby se oferece para ajudar Savage obter uma liberação antecipada militar, insistindo que é o mínimo que pode fazer por ele.

imagem

Comentários

Baseado num best-seller do escritor John Masters, “A Encruzilhada dos Destinos” é um inteligente drama anglo-americano de meados dos anos 50. Realizado pelo grande cineasta George Cukor, sua trama procura dar ao espectador uma idéia de como foram os últimos meses do domínio britânico na Índia, já que a história se passa em 1947, mesmo ano em que o Reino Unido abdicou da soberania que mantinha sobre aquele território.

A história é contada em flashback, no momento em que o coronel Savage toma o trem em Bhowani Junction, iniciando a primeira etapa de sua viagem de volta à Inglaterra. Cukor, mais uma vez, dirige um filme com sua mão segura, no que é ajudado pela bela fotografia de Freddie Young. Com bastante ação, o filme aborda ainda um tema sério, no caso o racismo. No elenco, o grande nome a ser mencionado é o da sempre bela Ava Gardner, com uma destacada atuação.

CAA