Filmes por gênero

O BECO DAS ALMAS PERDIDAS (1947)

Nightmare Alley
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Le charlatan (França)
Callejón de las almas perdidas (Espanha)
La fiera delle illusioni (Itália)
Der scharlatan (Alemanha, Austria)
Mardrömsgränden (Suécia)
De straat der verloren zielen (Holanda)
A sarlatán (Hungria)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama, Filme Noir
Direção: Edmund Goulding
Roteiro: Jules Furthman
Produção: George Jessel
Música Original: Cyril J. Mockridge
Fotografia: Lee Garmes
Edição: Barbara McLean
Direção de Arte: Lyle R. Wheeler, J. Russell Spencer
Figurino: Bonnie Cashin
Maquiagem: Ben Nye
Efeitos Sonoros: Roger Heman Sr., E. Clayton Ward
Efeitos Especiais: Fred Sersen
Nota: 8.4
Filme Assistido em: 1951

Elenco

Tyrone Power Stanton 'Stan' Carlisle
Joan Blondell Zeena Krumbein
Coleen Gray Molly Carlisle
Helen Walker Dra. Lilith Ritter
Taylor Holmes Ezra Grindle
Mike Mazurki Bruno
Ian Keith Pete Krumbein
Florence Auer Jane
George Beranger O Grego
Harry Cheshire Sr. Prescott
Marjorie Wood Sra. Prescott
Edward Clark J.E. Giles
Julia Dean Addie Peabody
Leo Gray Detetive
James Burke Delegado rural
Robert Karnes Joe
Mike Lally Charlie
Roy Roberts McGraw
George Lloyd Hobo
Gene Roth Massagista
George Davis Garçom

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Num parque de diversões, o bonitão Stanton Carlisle é assistente de um casal de telepatas, “Mademoiselle Zeena” e seu alcoólatra marido Pete Krumbein. O casal usa um engenhoso código para fazer parecer que ela tem poderes mentais extraordinários, até que suas maldades levam Pete a beber. Stanton descobre que muitas pessoas desejam comprar o código de Zeena, mas ela se recusa a vendê-lo. Ele tenta envolvê-la romanticamente, mas ela permanece fiel ao marido e espera poder enviá-lo a uma clínica de desintoxicação para alcoólatras.

Certa noite, no Texas, Stanton acidentalmente dá a Pete a bebida errada e ele morre ao ingeri-la. A fim de poder continuar com suas apresentações, Zeena se vê forçada a ensinar a Stanton seu código de leitura da mente, para que ele possa servir como seu assistente.

No entanto, ao conhecer uma jovem, Molly, os dois se apaixonam e são forçados a se casarem. Tal fato faz com que ele não seja mais bem-vindo no parque e o casal decide se mudar para Chicago, onde ele se torna o superstar da telepatia, com seus truques, “O Grande Stanton”, atuando em público ou em caríssimos clubes noturnos.

No afã de sempre querer mais, ele se alia a uma psiquiatra de Chicago, Dra. Lilith Ritter, que passa a lhe fornecer informações sobre seus pacientes, o que o leva a se passar por alguém com poderes de se comunicar com os mortos. O plano funciona até Stanton tentar enganar o cético Ezra Grindle, ao fazer Molly se passar pelo fantasma de seu amor perdido. Ao vê-lo arrasado, no entanto, Molly se recusa a continuar com a farsa, expondo Stanton ao ridículo.

Ao se preparar para fugir, ele descobre que foi enganado pela psicóloga, que lhe dá apenas 150 dólares do dinheiro de Grindle, ao invés dos 150.000 dólares prometidos, além de ameaçá-lo com o testemunho de que ele se acha mentalmente perturbado, caso ele a acuse de cumplicidade.

Stanton dá os 150 dólares para Molly e a leva de volta para o parque de diversões, onde as pessoas passam a cuidar dela, enquanto ele gradualmente se afunda no alcoolismo.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Edmund Goulding, a partir de um roteiro escrito por Jules Furthman, “O Beco das Almas Perdidas” é um ótimo filme ‘noir’ produzido pela Twentieth Century Fox Film Corporation em 1947. Sua trama foi baseada num romance de William Lindsay Gresham.

Embora não se trate de uma obra premiada, a direção de Goulding é de primeira linha, assim como, o roteiro a cargo de Furthman.

No elenco, destacam-se as atuações de Tyrone Power e Joan Blondell, seguidas pelas de Coleen Gray e Helen Walker, no papel de uma “femme fatale”.

CAA