Filmes por gênero

A FERA DO FORTE BRAVO (1953)

Escape from Fort Bravo
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: A fuga de Forte Bravo (Portugal)
Fort Bravo (Suécia, França, Espanha)
L'assedio delle sette frecce (Itália)
Verrat im Fort Bravo (Alemanha, Austria)
Vlucht uit Fort Bravo (Holanda)
Flugten fra Fort Bravo (Dinamarca)
Flukten fra Fort Bravo (Noruega)
Ucieczka z Fortu Bravo (Polônia)
Побег из Форта Браво (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Faroeste
Direção: John Sturges
Roteiro: Frank Fenton
Produção: Nicholas Nayfack
Música Original: Jeff Alexander
Fotografia: Robert Surtees
Edição: George Boemler
Direção de Arte: Cedric Gibbons, Malcolm Brown
Figurino: Helen Rose
Maquiagem: William Tuttle, Sydney Guilaroff
Efeitos Sonoros: Douglas Shearer
Efeitos Especiais: Warren Newcombe
Nota: 7.6
Filme Assistido em: 1954

Elenco

William Holden Capitão Roper
Eleanor Parker Carla Forester
John Forsythe Capitão John Marsh
William Demarest Campbell
William Campbell Cabot Young
Polly Bergen Alice Owens
Richard Anderson Tenente Beecher
Carl Benton Reid Coronel Owens
John Lupton Bailey
Alex Montoya Sargento Chavez
Glenn Strange Sargento Compton
Richard P. Beedle Tenente confederado
Forrest Lewis Dr. Miller
Frank Matts Índio Kiowa
Harry Cheshire Capelão
Charles Stevens Eilota
Fred Graham Jones
William Newell Symore
Michael Dugan Sims
Valerie Vernon Jovem no Bar

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Em 1863, Forte Bravo é um posto militar do Exército da União localizado no Arizona. Certo dia, prisioneiros confederados observam, enfurecidos, quando o fugitivo Bob Bailey é trazido de volta ao Forte, a pé, pelo Capitão Roper. Embora o comandante do Forte, Coronel Owens, censure Roper por seu tratamento desumano, este justifica sua atitude por achar que o prisioneiro merecia a punição por sua covardia, ao roubar um cavalo e deixar que o mesmo morresse no deserto por exaustão.

Um dos prisioneiros, Capitão John Marsh, visita Bailey no hospital e promete ao jovem que vai recebê-lo em casa. Mais tarde, Marsh e seu amigo prisioneiro, Campbell, alertam um jovem soldado impetuoso, Cabot Young, por sua precipitada tentativa de fuga. No dia seguinte, o Capitão Roper e o Tenente Beecher comandam uma patrulha em busca de algumas diligências que se acham em atraso. No deserto, eles se deparam com os restos carbonizados de vítimas dos índios Mescaleros. Naquela noite, os soldados voltam a sair em auxílio de uma diligência que se acha sob ataque indígena.

Entre os passageiros da diligência, encontra-se a bela texana, Carla Forester, que diz estar a caminho de Forte Bravo para visitar o Coronel Owens e sua filha Alice, que se acha prestes a se casar com o Tenente Beecher. Ao chegar ao Forte, Carla expressa francamente seu interesse pelo Capitão Roper, pedindo-lhe para acompanhá-la ao baile na noite seguinte. Durante o baile, para o qual alguns oficiais confederados foram convidados, ela dança com o Capitão John Marsh, seu noivo secreto, e eles discutem os planos para sua fuga na noite do casamento de Beecher e Alice. Ao terminar o baile, Carla retorna com o Capitão Roper aos seus aposentos, onde ele lhe mostra seu precioso jardim de rosas e lhe fala sobre sua vida.

No dia seguinte, Roper insiste em acompanhar as mulheres que vão à cidade para comprar um vestido de noiva para Alice. Na loja de departamentos, Carla paga ao seu titular, Watson, um simpatizante da causa sulista, para que ele forneça uma diligência, cavalos e os suprimentos necessários ao plano de fuga dos confederados que se acham presos. Ao voltarem para o Forte, o Capitão Roper e Carla cedem à sua crescente atração e se beijam. Na noite seguinte, durante as festas do casamento, o Capitão Marsh, Campbell, Cabot Young e Bailey se escondem na diligência de Watson, enquanto Roper declara seu amor por Carla e lhe pede para que se case com ele. Ela, que também se acha apaixonada, pede-lhe para ficar sozinha e corre até a diligência de Watson, onde diz a Marsh que decidiu ir com eles.

Pela manhã, ao tomar conhecimento da fuga dos confederados, o Capitão Roper se prepara para ir ao encalço dos fugitivos, ocasião em que o Tenente Beecher insiste em acompanhá-lo, temendo que ele decida se vingar de Carla. Inicialmente, eles vão até uma cidade vizinha, onde encontram Bailey em um bar. Em seguida, eles encontram outros fugitivos na estrada que leva ao Texas, mas no caminho de volta para o Forte Bravo, são atacados por um grupo de índios Mescaleros. Roper se vê obrigado a distribuir armas com seus prisioneiros e ambos os lados lutam juntos contra o inimigo comum. Eles sobrevivem ao ataque, mas acabam presos em um barranco sem seus cavalos. Durante a noite, um dos cavalos retorna, e Bailey consegue fugir. Na manhã seguinte, os Mescaleros lançam um novo ataque, matando Campbell e Young, além de deixarem o Capitão Marsh e o Tenente Beecher gravemente feridos.

Naquela noite, o Capitão Marsh diz a Roper que Carla é apaixonada por ele. Na manhã seguinte, Roper comunica aos demais que pretende fazer com que os índios acreditem que ele é o único sobrevivente. Depois de abraçar Carla, ele sai e é baleado e ferido. Só então, as tropas da União, lideradas por Bailey, chegam para resgatá-los. O Capitão Marsh não resiste aos ferimentos e morre, enquanto os demais sobreviventes, exaustos, retornam para o Forte Bravo.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta John Sturges, a partir de um roteiro escrito por Frank Fenton, “A Fera do Forte Bravo” é um bom faroeste produzido pela Metro-Goldwyn-Mayer (MGM) em 1953. Sua trama, baseada numa história assinada por Phillip Rock e Michael Pate, é marcada por uma boa dose de ação nos confrontos entre soldados da União e os índios Mescaleros.

A direção de Sturges se mostra apenas razoável, embora consiga manter um bom ritmo, principalmente em sua segunda metade. Por outro lado, o filme é muito bem fotografado, além de ter uma ótima trilha sonora. No elenco, William Holden é o maior destaque, seguido pela boa atuação de John Forsythe.

CAA