Filmes por gênero

O TIGRE DOS MARES (1951)

Submarine command
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Duel sous la mer (França)
Squali d'acciaio (Itália)
U-Kreuzer Tigerhai (Alemanha)
Ubåt tigerhajen (Suécia)
U-båds-kommando (Dinamarca)
La amarga obsesion (Argentina, Chile, México)
Comando submarino (Espanha)
Onderzee commando (Holanda)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama, 2ª Guerra Mundial, Guerra da Coréia
Direção: John Farrow
Roteiro: Jonathan Latimer
Produção: Joseph Sistrom
Música Original: David Buttolph
Fotografia: Lionel Lindon
Edição: Eda Warren
Direção de Arte: Hal Pereira, Henry Bumstead
Guarda-Roupa: Edith Head
Maquiagem: Wally Westmore
Efeitos Sonoros: Gene Garvin, Harry Lindgren
Efeitos Visuais: Farciot Edouart, Gordon Jennings, Harry Barndollar
Nota: 7.7
Filme Assistido em: 1953

Elenco

William Holden Tenente-Comandante Ken White
William Bendix CPO Boyer
Nancy Olson Carol
Don Taylor Tenente-Comandante Peter Morris
Arthur Franz Tenente Arnie Carlson
Moroni Olsen Contra-Almirante Joshua Rice
Jack Gregson Comandante Joshua Rice
Darryl Hickman Guarda-Marinha Jack Wheelwright
Peggy Webber Sra. Alice Rice
Jack Kelly Tenente Paul Barton
Charles Meredith Almirante Tobias
Nelson Leigh General Whitehead
Freeman Lusk General Bedford
Benson Fong Major Kim
Steve Pendleton Major Talbot
Jerry Paris Sargento Gentry
Bill McLean Sargento McKiver
Thomas M. Dykers Comandante inglês
Don Dunning Contramestre Perkins
Walter Reed Chefe O'Flynn
Leslie Banning Sra. Barton
Harold Fong Oficial coreano
James Cornell Harry
George Wallace Chefe Herb Bixby
Philip Van Zandt Gavin
Gordon Polk Ralph
John Close Homem-rã

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Enquanto navega no U.S.S. Tiger Shark, um submarino da Marinha americana, o Tenente-Comandante Ken White recorda o dia em que se tornou seu último comandante: 13 de agosto de 1945, quando nas águas da zona de guerra do Pacífico, ele e o antigo comandante, Joshua Rice, discutem a provável rendição dos japoneses. De repente, eles avistam um piloto da Marinha que havia sido abatido pelos inimigos. Depois que o piloto, Tenente Comandante Peter Morris, é resgatado, o submarino encontra alguns navios japoneses e se prepara para atacá-los. Joshua permite que ele, um graduado da Academia sem nenhuma experiência em combates, emita as ordens de ataque, e sob seu comando, o Tiger Shark elimina os navios japoneses. No entanto, quando o submarino retorna à superfície, um avião japonês metralha o convés, ferindo Joshua.

O Tiger Shark, em seguida, é atingido por um projétil de um destróier japonês e, para salvá-lo, Ken manobra para que ele submirja imediatamente, ignorando os protestos de C. P. O. Boyer, que desejava resgatar o antigo comandante. Logo depois, ao tomar conhecimento de que os japoneses haviam se rendido, Ken retorna à superfície para apanhar Joshua, mas não o encontra. Ao atracar na Califórnia, sentindo-se culpado, um amargurado Ken visita Alice Rice, esposa de Joshua, e o pai dele, o Contra-Almirante Joshua Rice. Embora os dois procurem tranquilizá-lo, ao alegarem que o dever dele era o de colocar em primeiro lugar a segurança do submarino, Ken continua a ser assombrado pela morte do amigo.

Naquela noite, Ken, sua namorada de longo tempo, Carol, e o playboy Peter, seu amigo do Tiger Shark, jantam juntos em uma boate. Apesar de sua persistente depressão, Ken aceita a proposta de casamento da Carol, e o casal anuncia o seu noivado. Anos mais tarde, designado para um cargo burocrático, ele acompanha um repórter em visita à frota de submarinos, e fica perturbado quando o visitante faz um comentário depreciativo sobre o último comandante do Tiger Shark. Seu sentimento de culpa ressurge, especialmente, depois que ele toma conhecimento de que o submarino está sendo considerado para participar da guerra na Coreia sob o seu comando.

Durante os trabalhos de recondicionamento do submarino, um marinheiro é morto quando de um acidente em sua caldeira, ocasião em que Boyer volta a culpar Ken pelo ocorrido. Ao ver o marido cada vez mais deprimido, Carol sugere que ele deixe a Marinha. Em seguida, ele recebe uma oferta de trabalho de uma empresa elétrica de Portland, secretamente trabalhada por Carol, mas não a aceita sob a alegação de que não pode fugir de seus problemas. Desiludida, Carol sai de casa. Logo em seguida, Ken e o Tiger Shark partem para a Coreia do Norte em uma missão secreta.

Durante a viagem, ele recebe uma carta de Carol, na qual ela se mostra cordial, porém distante. Pouco depois, quando ele se encontra com Peter em um porta-aviões, ele o questiona sobre seus sentimentos para com Carol, mas Peter se mostra evasivo. Os dois são informados sobre sua missão, que envolve a destruição de uma estação de radar em Nokomo e um centro de telefonia em Koyasan, onde paraquedistas tentarão libertar oficiais da inteligência de um campo de prisioneiros de guerra. Naquela noite, enquanto Ken permanece a bordo, Peter e o major sul-coreano Kim vão numa balsa até o porto de Nokomo, onde dominam os guardas norte-coreanos e plantam explosivos na parte externa da estação de radar.

Antes que as bombas explodam, o Tiger Shark se desloca para o porto de Koyasan, repleto de minas, onde recolhem dois mergulhadores que plantaram explosivos no centro de telefonia. Quando as bombas começam a explodir, Ken leva o submarino à superfície e envia um sinal para seus superiores. O Tiger Shark é, então, atacado pela artilharia costeira norte-coreana. Depois que o submarino sofre graves danos, Ken instrui sua tripulação a abandoná-lo, e enquanto os homens se agarram à salva-vidas, Peter diz a Ken que Carol se acha grávida. Meses depois, Ken, Carol e o filho recém nascido, assistem ao batismo do novo Tiger Shark.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta John Farrow, a partir de um roteiro escrito por Jonathan Latimer, “O Tigre dos Mares” é um bom filme produzido pela Paramount Pictures em 1951. Sua trama, baseada numa estória do próprio Latimer, é marcada por uma boa dose de ação, própria dos filmes de guerra.

A direção de Farrow se mostra apenas razoável. Por outro lado, a fotografia assinada por Lionel Lindon é de muito boa qualidade.

No elenco, William Holden brilha no papel do Tenente´Comandante Ken White, seguido pela ótima atuação de William Bendix.

CAA