Filmes por gênero

ROBIN E MARIAN (1976)

Robin and Marian
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: A flecha e a rosa (Portugal)
La rose et la flèche (França)
Robin y Marian (Espanha, México, Venezuela)
Robin und Marian (Alemanha)
Robin Hood - Äventyrens man (Suécia)
Powrót Robin Hooda (Polônia)
Robin ja Marian (Finlândia)
Robin Hood og Marian (Dinamarca)
Робин и Мэриан (Rússia)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Aventura, Drama, Romance
Direção: Richard Lester
Roteiro: James Goldman
Produção: Denis O'Dell
Design Produção: Michael Stringer
Música Original: John Barry
Direção Musical: John Barry
Fotografia: David Watkin
Edição: John Victor-Smith
Direção de Arte: Gil Parrondo
Figurino: Yvonne Blake
Maquiagem: José Antonio Sánchez
Efeitos Sonoros: Roy Charman, Gerry Humphreys, Don Sharpe, Paul Smith
Efeitos Especiais: Eddie Fowlie
Nota: 7.8
Filme Assistido em: 1977

Elenco

Sean Connery Robin Hood
Audrey Hepburn Marian
Robert Shaw Xerife de Nottingham
Richard Harris Ricardo, o Coração de Leão
Nicol Williamson Little John
Denholm Elliott Will Scarlett
Kenneth Haigh Sir Ranulf
Ronnie Barker Friar Tuck
Ian Holm Rei John
Victoria Abril Rainha Isabella
Bill Maynard Mercadier
Veronica Quilligan Irmã Mary
Peter Butterworth Cirurgião
John Barrett Jack
Kenneth Cranham Aprendiz de Jack
Esmond Knight Velho defensor

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Um envelhecido Robin Hood é um capitão da confiança do Rei Ricardo Coração de Leão, na França, após o fim das Cruzadas. Ao receber ordens de Ricardo para tomar um castelo que, segundo boatos, possui uma estátua de ouro, Robin, acompanhado de seu braço direito, Little John, recusa-se a cumprir as ordens recebidas ao descobrir que o tal castelo é defendido por um velho e solitário homem de um único olho, que o usa para abrigar mulheres e crianças inofensivas, além do fato de que o mesmo não possui qualquer estátua de ouro.

Irritado com a insubordinação dos dois, Ricardo ordena que eles sejam executados, mas antes que sua ordem seja levada a efeito, o rei é mortalmente ferido por uma flecha atirada pelo velho homem. Ricardo pede a Robin que ore por ele, mas quando este se recusa, o rei pega sua espada, mas sem força para golpeá-lo, cai no chão. Robin o ajuda e, reconhecendo sua lealdade, antes de morrer e como suas últimas palavras, Ricardo perdoa e liberta Robin e Little John.

Após a morte de Ricardo, Robin e Little John voltam para a Inglaterra onde reencontram os velhos amigos Will Scarlett e Friar Tuck na floresta de Sherwood. Quando Robin casualmente pergunta sobre Marian, dizem-lhe que ela tornou-se uma abadessa. Ele decide procurá-la, ocasião em que ela o acha tão impossível como sempre. Robin descobre que seu velho inimigo, o Xerife de Nottingham ordenou a prisão dela, em resposta a uma ordem do rei para expulsar líderes da Igreja Católica Romana na Inglaterra. Robin a resgata contra sua vontade, ferindo Sir Ranulf, um arrogante convidado do xerife no processo.

Ignorando os avisos do Xerife, Sir Ranulf persegue Robin na floresta. Seus homens são emboscados e dizimados por flechas. Sir Ranulf é deixado ileso porque Robin dá ordens para que ele seja poupado. Quando a notícia se espalha, os antigos companheiros e novos simpatizantes correm para a floresta para se juntarem a Robin. Enquanto isso, Sir Ranulf pede 200 soldados ao rei John para enfrentá-los.

Sabendo que na floresta Robin é quase imbatível, o Xerife espera que ele o ataque nos campos abertos além da floresta. Quando ele o faz, o Xerife lhe propõe um duelo entre os dois para resolverem a questão, apesar dos protestos de Sir Ranulf. Após uma longa luta, o Xerife tem Robin ferido à sua mercê, exigindo-lhe sua rendição. Robin se recusa a se entregar e, reunindo toda sua força, consegue reverter a situação e matar seu velho inimigo. Liderados por Sir Ranulf, os soldados atacam e conseguem dispersar o mal organizado grupo de Robin. Little John, entretanto, consegue matá-lo e, em seguida, juntamente com Marion, leva Robin para a abadia, onde ela guarda seus medicamentos.

Robin acredita que vai se recuperar para vencer novas batalhas. Little John permanece de guarda do lado de fora, enquanto Marian cuida dos seus ferimentos. Em seguida, ela prepara uma mistura e, antes de entregá-la a Robin para que beba, ela toma um gole da mesma. Robin, então, a bebe e observa que suas dores desapareceram e que suas pernas ficaram dormentes. Enfim, percebendo que os dois acham-se envenenados, ele chama por Little John. Por outro lado, entende que ela agiu por amor, uma vez que ele nunca voltaria a ser o homem que sempre foi. Antes de morrer, Marian lhe faz inúmeras juras de amor e, quando Little John entra no quarto, Robin pede-lhe que enterre os dois corpos juntos num único túmulo.

imagem imagem imagem

Comentários

Escrito por James Goldman e dirigido por Richard Lester, “Robin e Marion” é um interessante filme sobre o famoso herói mítico inglês, Robin Hood, um fora-da-lei que roubava dos ricos para dar aos pobres, nos tempos do Rei Ricardo Coração de Leão. Quando digo interessante é porque ao assisti-lo em 1977, a imagem que ainda guardava do cavaleiro de Sherwood era a do jovem que conhecera, quando criança, através do filme “As Aventuras de Robin Hood”, de 1938. Assim, voltando no tempo às matinais dos domingos dos anos 40, revi-me assistindo aos filmes e séries com os super-heróis, os quais para as crianças da época, a idade não passaria. Agora, com “Robin e Marion”, no qual Robin Hood aparece mais velho, com seus cabelos brancos, tomo consciência de que o tempo também passa para eles. Gostaria, portanto, de recomendá-lo a todos os fãs dos filmes de Robin Hood que não têm medo de ver o seu herói como um homem velho.

Na direção, o trabalho de Lester é razoável. Algumas músicas de John Barry são comoventes, adequadas para o desenvolvimento da história. A fotografia de David Watkin mostra-se igualmente adequada. Entre os melhores momentos, acham-se aqueles em que Sean Connery e Richard Harris contracenam.

O elenco, sem dúvida alguma, é um dos pontos fortes do filme. Audrey Hepburn e Sean Connery estão ótimos nos papéis principais. Aliás, “Robin e Marion” marca o retorno de Hepburn, agora aos 47 anos, às telas dos cinemas após nove anos afastada. Seu filme anterior foi “Um Clarão nas Trevas”, de 1967. Robert Shaw também nos brinda com uma ótima interpretação no papel do Xerife de Nottingham.

CAA