Filmes por gênero

DA AMBIÇÃO AO CRIME (1957)

Crime of passion
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Meurtrière ambition (França)
Delitto senza scampo (Itália)
Delito de pasión (Espanha)
Das war Mord, Mr. Doyle (Alemanha, Austria)
Ett mord för mycket (Suécia)
En farlig kvinde (Dinamarca)
Nainen ja rikos (Finlândia)
Преступление страсти (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Filme Noir, Drama, Suspense, Crime
Direção: Gerd Oswald
Roteiro: Jo Eisinger
Produção: Herman Cohen
Música Original: Paul Dunlap
Fotografia: Joseph LaShelle
Direção de Arte: A. Leslie Thomas
Guarda-Roupa: Jack Masters
Maquiagem: Robert J. Schiffer
Efeitos Sonoros: Francis J. Scheid, Verna Fields
Nota: 8.2
Filme Assistido em: 1959

Elenco

Barbara Stanwyck Kathy Ferguson Doyle
Sterling Hayden Tenente da Polícia Bill Doyle
Raymond Burr Inspetor da Polícia Anthony (Tony) Pope
Fay Wray Alice Pope
Virginia Grey Sara Alidos
Royal Dano Capitão da Polícia Charlie Alidos
Robert Griffin Sargento da Polícia James
Dennis Cross Sargento da Polícia Jules
Jay Adler Sr. Nalence
Stuart Whitman Técnico do Laboratório
Robert Quarry Sam, repórter
Gail Bonney Sra. London
Ralph Brooks Repórter no Escritório do Jornal
Richard Collier Repórter
Jean Howell Sra. Jules
Peg La Centra Sra. James
S. John Launer Chefe de Polícia
Edward McNally Detetive Jones
Marjorie Owens Sra. Jones
Geraldine Wall Juiza de Paz, na cerimônia do casamento
Brad Trumbull Detetive Johns
Nancy Reynolds Sra. Johns

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Depois que a jornalista de um jornal de San Francisco, Kathy Ferguson, ajuda dois detetives do Departamento de Homicídios de Los Angeles, o Capitão Charlie Alidos e o Tenente Bill Doyle, a capturar uma mulher que matou o marido e fugiu para São Francisco, sua cobertura do evento lhe rende uma excelente oferta de um jornal de Nova York. Ela, no entanto, recusa a oferta porque tendo se apaixonado pelo Tenente Bill Doyle, mudou-se para Los Angeles, onde eles se casaram e foram morar numa casa do marido localizada no Vale de San Fernando. Pouco tempo depois, no entanto, ela começa a se sentir entediada com seu papel de dona de casa, assistindo os jogos de cartas do marido com seus colegas, ou participando das conversas fúteis e vazias de suas esposas.

Apesar de Kathy se mostrar ansiosa em relação à carreira do marido, ele não tem a menor ambição, fazendo com que ela decida aumentar seu círculo social dentro do Departamento de Homicídios, marcando uma reunião com Alice Pope, esposa do todo-poderoso Inspetor Tony Pope. Depois de convencer Alice a deixá-la organizar uma festa-surpresa para comemorar o aniversário de Tony, ela provoca um mal-estar entre ele e o Capitão Alidos, ao deixar propositadamente de convidá-lo para o evento. Dias depois, Kathy visita Tony em seu escritório e começa a se insinuar em sua vida. Por outro lado, ela convence Bill a deixar a polícia de Los Angeles e a ingressar no Departamento de Polícia de Beverly Hills, perdendo os benefícios devidos à sua antiguidade. Tony, no entanto, recusa o pedido de demissão de Bill, e lhe diz que está planejando fazer algumas mudanças na Divisão.

Como Kathy acredita que o Capitão Alidos está impedindo a promoção de Bill, ela afirma que Sara está fofocando sobre ela e Tony, fazendo com que Bill vá à sede da polícia e bata no capitão. Nem Bill, nem Alidos pensa em envolver Tony em sua disputa, mas ele, no entanto, tem que resolvê-la e, eventualmente, transfere Alidos para outra divisão e promove Bill à capitão interino. Certa noite, quando Bill está fora da cidade, Tony procura Kathy para lhe dizer que Alice foi hospitalizada, que precisa de repouso absoluto, já que não pode suportar as tensões e pressões do trabalho dele. Ele confessa ainda que está pensando em se aposentar, fazendo com que Kathy aproveite a oportunidade para sugerir que Bill poderia substituí-lo. Na ocasião, os dois se abraçam e, mais tarde, quando ela descobre que ele e Alice estão se mudando para Honolulu, ela insiste em se encontrar com ele, ocasião em que ele afirma que seu breve affair está chegando ao fim. Tony também lhe diz que decidiu não nomear Bill para seu cargo, por acreditar que ele não é bom o suficiente para assumir tamanha responsabilidade, preferindo promover Alidos.

O casamento de Bill e Kathy começa a desmoronar como resultado da obsessão dela em vê-lo promovido. Certa noite, enquanto espera por Bill no quartel da polícia, Kathy rouba uma arma e vai até a casa de Tony, onde lhe implora para que ele promova Bill, pois ela precisa justificar seu adultério de alguma forma. Depois que Tony lhe diz que sempre a viu através de seus esquemas de intrigas, uma perturbada Kathy puxa a arma que roubara e o mata. Quando o assassinato é descoberto, Bill é indicado para assumir o comando da investigação. Logo depois, ao descobrir que a arma usada em outro assassinato desapareceu, e perceber que Kathy teve a oportunidade de apanhá-la, ele retorna para casa e a confronta. Kathy admite tudo e lhe diz que, agora, o caminho está aberto para ele conseguir crescer e galgar cargos mais importantes. Ele, no entanto, lhe diz que continua sendo o mesmo policial que sempre foi e, resignadamente, a leva para o Departamento de Homicídios, onde providencia para que ela seja interrogada.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Gerd Oswald, a partir de um roteiro escrito por Jo Eisinger, “Da Ambição ao Crime” é um filme ‘noir’ norte-americano produzido pela Robert Goldstein Productions em 1957. Sua trama é marcada por algumas reviravoltas, o que prende a atenção do espectador do início ao fim.

A direção de Oswald se mostra apenas razoável, pecando principalmente pelo ritmo por ele imposto à narrativa. Por outro lado, a fotografia de Joseph LaShelle é, sem nenhuma dúvida, um dos quesitos que merecem ser destacados.

No elenco, embora não tenha sido premiada, Barbara Stanwyck brilha no papel principal, seguida pelas convincentes atuações de Sterling Hayden e Raymond Burr.

CAA