Filmes por gênero

MONTANA, TERRA DO ÓDIO (1954)

Cattle queen of Montana
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: A rainha da montanha (Portugal)
La reine de la prairie (França, Bélgica)
La regina del Far West (Itália)
La reina de Montana (Espanha)
Königin der Berge (Alemanha, Austria)
Præriens dronning (Dinamarca)
Tomahawkens lag (Suécia)
Regina vitelor din Montana (Romênia)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Faroeste
Direção: Allan Dwan
Roteiro: Robert Blees, Howard Estabrook
Produção: Benedict Bogeaus
Música Original: Louis Forbes
Fotografia: John Alton
Edição: Carlo Lodato
Direção de Arte: Van Nest Polglase
Efeitos Sonoros: Francis M. Sarver
Nota: 7.2
Filme Assistido em: 1955

Elenco

Barbara Stanwyck Sierra Nevada Jones
Ronald Reagan Farrell
Gene Evans Tom McCord
Lance Fuller Colorados
Anthony Caruso Natchakoa
Jack Elam Yost
Yvette Duguay Starfire
Paul Birch Coronel Carrington
Morris Ankrum J.I. 'Pop' Jones
Chubby Johnson Nat Collins
Myron Healey Hank
Rodd Redwing Powhani
Burt Mustin Dan
Harry Tyler Telegrafista
Ralph Sanford Empregado do Armazém
Riza Royce Cliente
Betty Hanna Cliente
Bill Coontz Índio

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Pop Jones e sua filha, Sierra Nevada, chegam ao Vale do Búfalo, em Montana, para tomarem posse da terra que pertenceu à sua família. Ao tomar banho em uma lagoa, Sierra é abordada por Farrell, um agente da Cavalaria dos Estados Unidos, passando-se por um pistoleiro à procura de trabalho no rancho vizinho de Tom McCord. Depois de advertir Sierra que os índios locais costumam escalpar mulheres brancas, Farrell vai embora. Mais tarde, vários índios dispersam o gado do rancho e, no processo, matam Pop, ferem o vaqueiro Nat Collins e deixam Sierra inconsciente.

Tom McCord, que se acha com Natchakoa, o líder dos ataques indígenas, fala sobre os papéis que a família de Sierra precisa para reclamar a propriedade do sítio, papéis esses que ele encontrou no corpo de Pop. No dia seguinte, Sierra e Nat são encontrados por um simpático e jovem índio, Colorados, que está voltando para a aldeia da sua família depois de estudar em uma escola de brancos. Colorados os leva até sua aldeia, mas enquanto Sierra se preocupa com as feridas de Nat, seu pai, o Chefe Red Lance, o repreende por trazer brancos para o acampamento. Red Lance, no entanto, concorda em deixar seu filho provar sua afirmação de que os brancos e os índios podem viver juntos em paz e permite que os visitantes permaneçam na tribo. Mais tarde, Natchakoa rejeita as ordens de McCord para matar Sierra e Nat, insistindo que, para isso, ele teria que matar Colorados, seu protetor. McCord, então, oferece US$2.000 a Farrell para que ele acabe com Sierra, mas em vez disso, ele procura ajudá-la.

Quando Sierra tenta regularizar a situação de suas terras, ela fica chocada ao verificar que McCord já havia reclamado a propriedade das mesmas. Percebendo que ele está por trás de todos os problemas que tem enfrentado, ela promete encontrar provas que o incriminem. Depois de encontrar Nat morto por uma flecha indígena, Sierra finge aceitar a proposta de McCord para desaparecer da região. No entanto, ao se encontrar com Farrell, ela percebe que ele é um verdadeiro amigo quando a aconselha a denunciar McCord para o Coronel Carrington. No caminho para o acampamento do exército, Sierra ouve Natchakoa e McCord discutindo um plano para matar Colorados no dia seguinte. Preocupada, ela vai alertar o amigo enquanto Farrell visita o Coronel Carrington com informações suficientes para condenar McCord.

Após a morte de Chefe Red Lance, Natchakoa desafia Colorados para uma briga de faca, a fim de decidirem qual dos dois será o novo Chefe da tribo, mas a briga termina inconclusiva.  Por outro lado, ao se encontrar com Sierra, Farrell lhe diz que ele é um agente da Cavalaria dos Estados Unidos e os dois saem em perseguição de McCord.  Ao encontrá-lo, eles explodem uma carroça repleta de fuzis destinados aos índios, seguindo-se uma batalha que termina com as mortes de McCord e Natchakoa, além de trazer finalmente a paz para a região.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Allan Dwan, a partir de um roteiro escrito por Robert Blees e Howard Estabrook, “Montana, Terra do Ódio” é um faroeste norte-americano produzido pela RKO Radio Pictures em 1954. Sua trama, baseada numa história de Thomas W. Blackburn, fala de confrontos entre pecuaristas, colonos e indígenas no velho oeste norte-americano, tendo as filmagens sido feitas na região do Glacier National Park, no estado de Montana.

Na direção, Dwan realiza um trabalho razoavelmente bom, contando com a bela fotografia assinada por John Alton. No elenco, Barbara Stanwyck é o maior destaque, no papel de uma mulher forte e determinada, seguida por Ronald Reagan, atuando como um agente da Cavalaria dos Estados Unidos.

CAA