Filmes por gênero

A FESTA DE CASAMENTO (1956)

The catered affair
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Le repas de noces (França, Bélgica)
Pranzo di nozze (Itália)
Banquete de boda (Espanha)
Mädchen ohne Mitgift (Alemanha)
Ett enkelt bröllop (Suécia)
Kosztowny zwiazek (Polônia)
Fényes esküvő (Hungria)
Свадебный завтрак (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Comédia, Drama, Romance
Direção: Richard Brooks
Roteiro: Gore Vidal
Produção: Sam Zimbalist
Música Original: André Previn
Fotografia: John Alton
Edição: Gene Ruggiero, Frank Santillo
Direção de Arte: Cedric Gibbons, Paul Groesse
Maquiagem: William Tuttle, Sydney Guilaroff
Efeitos Sonoros: Wesley C. Miller
Nota: 8.3
Filme Assistido em: 1959

Elenco

Bette Davis Sra. Agnes Hurley
Ernest Borgnine Tom Hurley
Debbie Reynolds Jane Hurley
Barry Fitzgerald Tio Jack Conlon
Rod Taylor Ralph Halloran
Robert F. Simon Sr. Halloran
Madge Kennedy Sra. Halloran
Dorothy Stickney Sra. Rafferty
Carol Veazie Sra. Casey
Joan Camden Alice Scanlon
Ray Stricklyn Eddie Hurley
Jay Adler Sam Leiter
Paul Denton Bill
Augusta Merighi Sra. Musso
Tom Dillon Padre Murphy
Don Devlin Taxista
Jack Kenny Taxista
Janice Carroll Nora da Sra. Casey
Mae Clarke Vendedora
Jimmie Fox Alfaiate

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Quando o nova-iorquino Tom Hurley completa seu turno, seu amigo, Sam Leiter, lhe diz que o taxi que eles planejam comprar está disponível a um preço acessível. Emocionado porque seu sonho de possuir seu próprio taxi está prestes a se realizar, Tom retorna ao seu apartamento no Bronx onde encontra sua esposa, seus filhos e seu cunhado apenas começando o seu dia. Sua filha Jane observa que, tendo em vista o fato de seu noivo, Ralph Halloran, ter sido convidado para conduzir um carro até a Califórnia, na próxima terça-feira, eles decidiram se casar antecipadamente e aproveitar a viagem como parte de sua lua de mel. A Sra. Agnes, mãe de Jane, pretende dar uma grande festa para marcar o evento, mas ela insiste em realizar uma cerimônia simples apenas para a família.

Quando a Sra. Agnes conta as novidades para seu irmão Jack, nascido na Irlanda, ele, que tem vivido no apartamento dos Hurley nos últimos doze anos, se mostra inteiramente encantado. No entanto, ao tomar conhecimento de que não foi convidado para a cerimônia do casamento, tio Jack se mostra indignado e sai do apartamento. As notícias sobre o iminente casamento se espalham rapidamente e, no mercado de peixes, a Sra. Agnes é assediada com perguntas dos amigos curiosos. Por que essa pressa ?, eles perguntam. Jane está em apuros?

Os pais de Ralph, que vivem em uma região mais agradável da cidade, também desejam uma grande cerimônia de casamento e, enquanto jantavam no apartamento de Hurley naquela noite, eles relembram os grandes momentos que viveram com as irmãs de Ralph. Nesse momento, Jack, que se acha embriagado, anuncia que não sendo considerado como parte da família, estará se mudando na manhã seguinte. Constrangida pelo comportamento do irmão, e envergonhada com a difícil situação financeira da família, a Sra. Agnes afirma que Jane vai ter um grande casamento, embora Tom a lembre que as despesas acabarão com suas economias.

O arrependimento da Sra. Agnes em relação ao seu próprio casamento, quando seu irmão emprestou dinheiro a Tom para bancar as despesas, a marcou de tal forma que Jane, finalmente, consente em ter uma cerimônia mais simples. No dia seguinte, Alice Scanlon, a melhor amiga de Jane, que vai ser sua dama de honra, encontra mãe e filha em um salão de noivas e, envergonhada, confessa que seu marido perdeu o emprego e que ela não tem dinheiro para comprar um vestido.

Naquela tarde, enquanto tenta contratar um bufê no Hotel Concourse Plaza, Tom repetidamente manifesta horror pelos custos da comida, flores e limusines e à noite, Jane descobre que a mãe de Ralph convidou o dobro de convidados que ela originalmente tinha listado. No domingo, Sam chega para falar com Tom sobre a parceria para a compra do novo táxi e, como Jane se acha presente, seu pai explica que não terá condições de participar do negócio. Logo depois, o tio Jack anuncia que deu um convite de casamento à sua amiga, Sra. Rafferty, e quando Tom se mostra contra, ele volta a ameaçar sair de casa. A Sra. Agnes discute com Tom, e quando a gritaria atinge um nível bastante alto, Jane exclama que vai cancelar seu casamento.

Mais tarde, Ralph e Jane encontram Alice e seu marido Bill, que se viu obrigado a pedir um empréstimo para participar do casamento. Preocupada, Jane explica que o casamento será simples, como originalmente planejado. Enquanto isso, Jack e a Sra. Rafferty decidem que, como ele está deixando o apartamento de Tom, eles poderiam se casar e dividir um apartamento. Por outro lado, ao perceber que quando seu filho for para Fort Dix no outono, ela estará sozinha com o marido pela primeira vez, desde que se casaram, a Sra. Agnes se desfaz em lágrimas. Enquanto isso, Tom afirma que ela deveria ter oferecido mais compaixão, ao invés de críticas, por não ser capaz de proporcionar uma vida melhor para seus filhos, e quando ela se recusa a ouvir, ele se embebeda e cai no sono.

Na manhã do casamento, quando seu marido desperta, a Sra. Agnes admite que estava errada. O mais importante, segundo ela, é que eles vão testemunhar o casamento da filha. Em seguida, ela telefona para Sam pedindo que ele os apanhe e, juntos, seguem felizes para a igreja em seu novo taxi.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Richard Brooks, a partir de um roteiro escrito por Gore Vidal, “A Festa de Casamento” é um filme norte-americano produzido pela Metro-Goldwyn-Mayer (MGM) em 1956. Sua trama, baseada numa peça de Paddy Chayefsky, narra as dificuldades por que passa uma família sem maiores recursos, quando se vê obrigada a bancar as despesas com o casamento de sua filha com o filho de uma família mais abastada.

A direção de Brooks se mostra apenas razoável, pecando principalmente pelo ritmo por ele imposto à narrativa. Por outro lado, a fotografia de John Alton é, sem nenhuma dúvida, um dos quesitos que merecem ser lembrados.

No elenco, destacam-se as atuações de Bette Davis e Ernest Borgnine, seguidas pelas de Debbie Reynolds e Barry Fitzgerald.

CAA