Filmes por gênero

NAS GARRAS DO ÓDIO (1965)

The nanny
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: A velha ama (Portugal)
Confession à un cadavre (França)
Nanny la governante (Itália)
A merced del odio (Espanha, México)
War es wirklich Mord? (Alemanha)
Barnjungfrun (Suécia)
Husets onde ånd (Dinamarca)
Niania (Polônia)
Няня (União Soviética)
Pais: Reino Unido
Gênero: Drama, Suspense, Terror
Direção: Seth Holt
Roteiro: Jimmy Sangster
Produção: Jimmy Sangster
Design Produção: Edward Carrick
Música Original: Richard Rodney Bennett
Direção Musical: Philip Martell
Fotografia: Harry Waxman
Edição: Tom Simpson
Guarda-Roupa: Mary Gibson, Rosemary Burrows
Maquiagem: Tom Smith
Efeitos Sonoros: A.W. Lumkin, Norman Coggs, Charles Crafford
Nota: 8.3
Filme Assistido em: 1995

Elenco

Bette Davis Nanny, a babá
Wendy Craig Virginia 'Virgie' Fane
James Villiers Bill Fane
William Dix Joey Fane
Jill Bennett Tia Pen
Pamela Franklin Bobbie Medman
Jack Watling Dr. Medman
Maurice Denham Dr. Beamaster
Alfred Burke Dr. Wills
Angharad Aubrey Susy Fane
Nora Gordon Sra. Griggs
Sandra Power Sarah
Harry Fowler Leiteiro
Gary Graham Um garoto

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Nanny sempre cuidou de Virgie Fane e agora é responsável por seus dois filhos. O mais velho, Joey, está recebendo alta depois de passar dois anos num lar para crianças perturbadas. Joey havia sido internado por causa de sua implicação no afogamento de sua irmã, mas ele ainda mantém sua posição de que teria sido Nanny a responsável. Tanto Virgie quanto seu marido, Bill, mostram-se apreensivos com a volta do filho, especialmente ela, que depende de Nanny para administrar a casa.

Joey se recusa a ter qualquer contato com a empregada, mas ninguém acredita em sua história, exceto Bobby, uma adolescente sua vizinha. Bill, que é mensageiro da Rainha, viaja a negócios e Virgie é envenenada com um alimento, sendo obrigada a se internar em um hospital. Tia Pen, uma dependente inválida com problemas cardíacos, vem tomar conta das crianças, e se torna convencida de que Joey está dizendo a verdade quando surpreende a empregada prestes a sufocá-lo com um travesseiro.

Mais tarde, Nanny tenta sem sucesso afogar o garoto. Quando tia Pen sofre um ataque cardíaco, a empregada a priva de seus medicamentos e conta sua história para a mulher que se acha em seus últimos momentos de vida.

A morte da irmã de Joey foi um crime premeditado por Nanny, após ela ter sido acometida de problemas mentais, face à perda de uma filha ilegítima. Incansável, ela tenta mais uma vez, sem sucesso, matar o garoto. Finalmente, quando Joey e sua mãe encontram-se reunidos no hospital, Nanny é presa e levada pelas autoridades.

imagem

Comentários

Inspirada adaptação de um romance de Marryam Modell e com roteiro escrito por Jimmy Sangster, “Nas Garras do Ódio” é um bom filme de horror do cinema britânico dos anos 1960.

Na direção, o cineasta Seth Holt realiza um ótimo trabalho, no que é ajudado pela fotografia em preto e branco, de Harry Waxman, que contribui para o ambiente claustrofóbico da trama.

Estrelado por uma das maiores damas do cinema de todos os tempos, Bette Davis, o filme nos mostra ainda a intensidade dramática demonstrada pelo jovem ator britânico, William Dix, em seu primeiro filme aos 10 anos de idade.

CAA