Filmes por gênero

A FILHA DO COMANDANTE (1943)

Thousands cheer
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: A festa dos ídolos (Portugal)
Parade aux étoiles (França)
La parata delle stelle (Itália)
El desfile de las estrellas (Espanha)
Nacht der tausend Sterne (Alemanha)
Soldatflamman (Suécia)
Kærlighed og musik (Dinamarca)
Sotilasheila (Finlândia)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Comédia Dramática, Musical
Direção: George Sidney
Roteiro: Paul Jarrico, Richard Collins
Produção: Joe Pasternak
Música Original: Herbert Stothart
Direção Musical: Herbert Stothart
Coreografia: Fred Kelly
Fotografia: George J. Folsey
Edição: George Boemler
Direção de Arte: Cedric Gibbons
Guarda-Roupa: Irene
Maquiagem: Jack Dawn
Efeitos Sonoros: Douglas Shearer
Nota: 8.2
Filme Assistido em: 1947

Elenco

Kathryn Grayson Kathryn Jones
Gene Kelly Soldado Eddie Marsh
Mary Astor Hyllary Jones
John Boles Coronel Bill Jones
Ben Blue Chuck Polansky
Frances Rafferty Marie Corbino
Mary Elliott Helen Corbino
Bryant Washburn Tenente Coronel Brand
Dick Simmons Capitão Fred Avery
Harry Strang Major Haines
Frank Jenks Sargento Koslack
Frank Morgan Dr. Frank Morgan
Cyd Charisse Dançarina no número de Don Loper
Eleanor Powell Ela própria
Judy Garland Ela própria
Red Skelton Ele próprio
Lena Horne Ela própria
Marsha Hunt Ela própria
José Iturbi Ele próprio
Ann Sothern Ela própria
Lucille Ball Ela própria
June Allyson Ela própria
Mickey Rooney Ele próprio
Gloria DeHaven Ela própria
Virginia O'Brien Ela própria
Margaret O'Brien Participante do número de Red Skelton
Donna Reed Participante do número de Red Skelton
Marilyn Maxwell Participante do número de Red Skelton
Wally Cassell Jack
Frank Sully Alan
Sig Arno Tio Algy

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Fotografia a Cores (George J. Folsey )

Oscar de Melhor Trilha Sonora de um Musical (Herbert Stothart)

Oscar de Melhor Direção de Arte - Decoração de Interiores (Cedric Gibbons, Daniel B. Cathcart, Edwin B. Willis, Jacques Mersereau)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Depois que a soprano Kathryn Jones conclui um concerto em Nova Iorque, ao lado do maestro José Iturbi, ela anuncia para a plateia que está saindo de licença a fim de se encontrar com seu pai, o Coronel Bill Jones, e entreter as tropas que se acham sob seu comando. Ignorando os conselhos de sua mãe Hyllary, que se divorciou de seu pai quando ela ainda era criança, por acreditar que ele era "casado com o exército", Kathryn reúne os pais para uma breve reunião na estação ferroviária.

Pouco antes da partida, ela é beijada impulsivamente pelo soldado Eddy Marsh. Quando, mais tarde, ele a reencontra no trem, jocosamente ela lhe diz que o seguiu e que deseja se casar com ele. Eddy encontra Kathryn no seu compartimento e, sem saber que o Coronel Jones está com ela, a repreende. No entanto, ao perceber a presença do Coronel, ele se retira constrangido.

Mais tarde, no campo de treinamento, Eddy acusa Kathryn de olhar para ele por causa de sua posição social, uma acusação que ela nega veementemente. Eddy então diz a seus amigos que deseja conseguir sua transferência para o Army Air Corps, a fim de fugir de Kathryn. No entanto, quando seus amigos sugerem que a melhor maneira de conseguir uma transferência é se insinuar para Kathryn, Eddy aparece na casa dela e a convida para saírem na noite seguinte e ela aceita, explicando ao pai que Eddy precisa ser estimulado. Em seguida, Kathryn escreve para sua mãe informando-lhe que se acha apaixonada e a estimulando a pegar um avião para vir vê-la.

Ao saírem, conforme combinado no dia anterior, Eddy leva Kathryn ao circo de sua família, conhecido como “Os Corbinos Voadores”, onde, anteriormente, ele era considerado o astro do trapézio e a estrela do show. Os Corbinos se mostram felizes ao conhecê-la e ela igualmente impressionada com eles. Depois do show, Eddy diz à Kathryn, que ele pertence "ao ar", e não “à infantaria” e, como ele esperava, ela se oferece para falar com seu pai sobre sua desejada transferência.

No entanto, ao se dirigirem de volta à casa de Kathryn, Eddy começa a se sentir culpado e revela o verdadeiro motivo para o encontro. Insistindo que realmente gosta dela, ele a beija e, mais tarde, ela confessa ao pai que está apaixonada pelo soldado. Em seguida, Kathryn envia um telegrama para a mãe, dizendo-lhe que a carta que lhe enviara era uma piada. Horas depois, o Coronel Jones reúne-se com Eddy, que se compromete a melhorar como soldado, principalmente no que tange à disciplina. Como prometido, ele se dedica inteiramente a suas obrigações, comunica à Kathryn que desistiu de sua eventual transferência e que deseja casar-se com ela. Kathryn aceita sua proposta, mas descobre que sua mãe acaba de chegar com a intenção de acabar com seu romance. Ela a enfrenta, por se recusar a conhecer Eddy, bem como lhe diz que só retornará à Nova York depois do show que está montando ao lado de José Iturbi.

No dia seguinte, Kathryn visita Eddy, que foi preso por ter abandonado o seu posto, mas este, ressentido, recusa sua ajuda. Magoada, ela devolve seu anel de noivado e começa a fazer as malas para viajar de volta à Nova York. O Coronel Jones, por outro lado, pede aos Corbinos para ajudarem Eddy, lembrando-lhe a importância do trabalho em equipe e da disciplina.

Dias depois, após a realização do show tão esperado, um contrito Eddy admite sua culpa perante um tribunal militar e os convence a deixá-lo continuar como membro da infantaria. Emocionada, Kathryn o procura e retoma seu noivado pouco antes do embarque do regimento comandado por seu pai, ao mesmo tempo em que sua mãe, arrependida, dá um sincero beijo de despedida em seu ex-marido.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta George Sidney a partir de um roteiro escrito por Paul Jarrico e Richard Collins, “A Filha do Comandante” é um bom musical produzido pela Metro-Goldwyn-Mayer em 1943, em plena 2ª Guerra Mundial.

Embora contando com a firme direção de Sidney, o filme peca por falta de um melhor roteiro. Por outro lado, ele tem em sua música seu ponto mais alto. Ao longo de seus 125 minutos de projeção, são apresentados mais de 30 números musicais dos mais diversos compositores, entre os quais se encontram Rimsky-Korsakov, Fats Waller, Giuseppe Verdi, Zequinha de Abreu e Franz Liszt. A Orquestra de Bob Crosby e o maravilhoso Piano de José Iturbi acham-se igualmente presentes. Entre as diversas cantoras que se apresentam, encontram-se Kathryn Grayson, Judy Garland, Lena Horne, June Allyson, Gloria DeHaven e Virginia O’Brien.

Enfim, para os amantes dos musicais da Era de Ouro de Hollywood, “A Filha do Comandante” é um filme imperdível.

CAA