Filmes por gênero

O BELO BRUMMELL (1954)

Beau Brummell
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Le beau Brummel (França, Bélgica)
Lord Brummell (Itália)
El hermoso Brummel (Venezuela)
Beau Brummell - Rebell und Verführer (Alemanha, Austria)
Skandalernas man (Suécia)
Piekny Brummell (Polônia)
Brummell kapitány (Hungria)
Forfængelighedens pris (Dinamarca)
Красавчик Браммел (União Soviética)
Pais: Reino Unido, Estados Unidos
Gênero: Drama, Biográfico
Direção: Curtis Bernhardt
Roteiro: Karl Tunberg
Produção: Sam Zimbalist
Música Original: Richard Addinsell
Direção Musical: Muir Mathieson
Fotografia: Oswald Morris
Edição: Frank Clarke
Direção de Arte: Alfred Junge
Figurino: Elizabeth Haffenden
Maquiagem: Charles E. Parker
Efeitos Sonoros: A.W. Watkins
Efeitos Visuais: Tom Howard
Nota: 7.9
Filme Assistido em: 1961

Elenco

Stewart Granger Beau Brummell
Elizabeth Taylor Lady Patricia Belham
Peter Ustinov Príncipe de Gales
Robert Morley Rei George III
James Donald Lord Edwin Mercer
James Hayter Mortimer
Rosemary Harris Sra. Maria Anne Fitzherbert
Paul Rogers William Pitt
Noel Willman Lord Byron
Charles Carson Sir Geoffrey Baker
Ernest Clark Dr. Warren
George De Warfaz Dr. Dubois
Henry Oscar Dr. Willis
Ralph Truman Sir Ralph Sidley
D.A. Clarke-Smith Sir John Wyatt
Margaret Withers Condessa Marie Duvarre
Ann Hanslip Lady Manley
Maurice Kaufmann Lord Alvanley
Andrew Osborn Lord Mindon
Yvonne Andre Madame Binard
Harold Kasket Prefeito
Desmond Roberts Coronel
Peter Bull Sr. Fox
Mark Dignam Sr. Burke

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

No início do século XIX na Inglaterra, ao observar exercícios militares, George IV, Príncipe de Gales, mostra-se impressionado com a habilidade do espadachim, capitão George Bryan Brummell. Ao ser cumprimentado pelo príncipe, Brummell sugere melhorar o desenho dos uniformes do regimento, e George IV, que desenhou os próprios uniformes, sente-se ofendido.

À noite, ao comparecer a um jantar regimental, Brummel conhece a bela Lady Patricia Belham, noiva do assessor político do rei George III, Lord Edwin Mercer. Quando Brummell se recusa a retirar suas críticas aos uniformes, o príncipe o destitui de seu cargo. No final da noite, quando ele observa seu regimento embarcar em uma missão no exterior, Patricia se aproxima e lhe pergunta por que ele está disposto a sacrificar sua carreira militar. O orgulhoso Brummell explica que não está disposto a comprometer sua dignidade e autorrespeito e, impulsivamente, a beija.

Dias depois, ao passear pela cidade com seu fiel empregado, Mortimer, Brummell vê o político Sir Ralph Sidley dirigindo-se a uma multidão. Não se contendo, ele interrompe o discurso de Sidley com alguns comentários sobre o príncipe, e o repórter de um jornal o convida a repetir suas opiniões na noite seguinte, em uma reunião cívica. Brummell aceita o convite e faz uma severa acusação sobre os excessos do príncipe. Mais tarde, George é aconselhado a terminar seu relacionamento com sua amante viúva e católica, a Sra. Maria Anne Fitzherbert, e fazer um casamento vantajoso. Brummell é convocado pelo príncipe, e quando ele exorta George a lutar pelos seus interesses, um vínculo começa a crescer entre os dois.

Certa noite, quando Brummell volta da festa de aniversário do príncipe, Mortimer adverte que seus numerosos credores estão cada vez mais impacientes e sugere que eles se mudem para o exterior. Ele, que se tornou amigo e confidente de George, se recusa, insistindo que o príncipe precisa dele. Dias depois, Patricia o visita e, depois que ele lhe mostra sua casa requintadamente decorada, eles admitem seus sentimentos fortes um para o outro. Ela, no entanto, o considera uma pessoa muito instável para ser um bom candidato a seu marido. Por outro lado, Brummell toma conhecimento de que o noivado dela com Mercer será oficializado durante a próxima festa de caça.

Na ocasião, o príncipe o elogia publicamente por sua devoção, prometendo fazer Brummell um conde quando ele se tornar rei. Quando os outros convidados saem para a caça às raposas, Brummell e Patricia encontram-se sozinhos na floresta e se abraçam apaixonadamente. Terminada a caçada, Mercer diz bruscamente à Patricia que eles deveriam cancelar seu noivado, mas ela lhe promete nunca mais ver Brummel.

Na manhã seguinte, o príncipe, perturbado, diz a Brummell que a Sra. Fitzherbert planeja partir para a Itália. Na ocasião, ele lembra que o primeiro ministro havia escondido o fato de que o rei ficara louco, e o exorta a ter seu pai certificado como insano e a declarar-se regente, o que o capacitará a se casar com quem quiser. Com Brummell e vários médicos ao seu lado, o Príncipe vai ao tribunal, onde o pai é declarado louco depois que não reconhece seu filho e tenta estrangulá-lo.

O Parlamento limita o poder do príncipe como regente de ação, embora lhe conceda autoridade para mudar o ato matrimonial, que proíbe o casamento com uma católica, e permite que George se case com a Sra. Fitzherbert. Em seguida, ele aconselha o príncipe a rejeitar as condições do Parlamento, sob pena de perder o poder para Pitt. Emocionalmente sobrecarregado, o príncipe acusa Brummell de agir por interesse próprio. Sem pensar duas vezes, Brummell insulta o príncipe e a amizade deles termina. Quando sua ruptura com o príncipe se torna pública, seus credores o pressionam e, juntamente com Mortimer, Brummell foge para Calais, na França.

O tempo passa e o príncipe chega ao trono após a morte do pai. Certo dia, ele diz a Mercer, que agora está casado com Patricia, que ouviu dizer que Brummell se acha doente e empobrecido, e lhe solicita que ofereça assistência discreta a seu antigo amigo. Enquanto isso, em Calais, Brummell declina uma oferta lucrativa para publicar suas memórias por entender que elas seriam constrangedoras para o rei. A saúde de Brummell declina, e ele é visitado em seu leito de morte pelo rei, que se acha em Calais em viagem oficial. Brummell fica muito emocionado com sua visita e, depois que o rei sai, ele morre.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Curtis Bernhardt, a partir de um roteiro escrito por Karl Tunberg, “O Belo Brummell” é um filme produzido pela Metro-Goldwyn-Mayer (MGM) em 1954. Sua trama, baseada numa peça de Clyde Fitch, conta a história da ascensão e queda de Beau Brummell, um hábil espadachim que se tornou um grande amigo do Príncipe de Gales, filho do Rei George III da Inglaterra.

A direção de Bernhardt se mostra apenas razoável, pecando principalmente pelo ritmo por ele imposto à narrativa, principalmente na primeira hora. Por outro lado, merecem elogios a bela fotografia, a cargo de Oswald Morris, e o figurino assinado por Elizabeth Haffenden.

No elenco, destacam-se as atuações de Stewart Granger e Peter Ustinov. Por outro lado, aos 22 anos, Elizabeth Taylor não se sai bem no papel da bela Lady Patricia Belham.

CAA