Filmes por gênero

A FÚRIA DO DESEJO (1952)

Ruby Gentry
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: La furie du désir (França, Bélgica)
Ruby fiore selvaggio (Itália)
Pasión bajo la niebla (Espanha)
La furia del deseo (Chile)
Wildes Blut (Alemanha, Austria)
En kvinnas lidelse (Suécia)
Syntinen Ruby (Finlândia)
Ruby, pigen fra sumpen (Dinamarca)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama
Direção: King Vidor
Roteiro: Silvia Richards
Produção: King Vidor, Joseph Bernhard
Música Original: Heinz Roemheld
Fotografia: Russell Harlan
Direção de Arte: Daniel Hall
Guarda-Roupa: Valentina, Bill Edwards, Marie Hermann
Maquiagem: Del Armstrong
Efeitos Sonoros: John Speak, Jean L. Speak
Nota: 8.3
Filme Assistido em: 1954

Elenco

Jennifer Jones Ruby Gentry
Charlton Heston Boake Tackman
Karl Malden Jim Gentry
Tom Tully Jud Corey
Barney Phillips Dr. Saul Manfred / Narrador
James Anderson Jewel Corey
Josephine Hutchinson Letitia Gentry
Phyllis Avery Tracy McAuliffe
Herbert Heyes Juiz Tackman
Myra Marsh Ma Corey
Charles Cane Cullen McAuliffe
Sam Flint Neil Fallgren
Frank Wilcox Clyde Pratt
Dayton Lummis Advogado de Ruby
Edgar Dearing Engenheiro
Thomas Browne Henry Proprietário do Cotton Warehouse
Peter Adams Joage
George Fields Músico
Bill Walker Barman

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

O Dr. Saul Manfred chega à pequena cidade de Braddock, Carolina do Norte, onde logo se mostra curioso para conhecer Ruby Corey, uma bela jovem que não é bem aceita pela sociedade local, fato que o deixa intrigado. Certo dia, Jim Gentry, o homem mais rico da cidade, o leva ao pavilhão de caça administrado por Jud Corey, pai de Ruby, ocasião em que Saul tem oportunidade de conhecer pessoas influentes da cidade, como o Juiz Tackman, Clyde Pratt, Neil Fallgren e Cullen McAuliffe.

Saul, que tem admirado Ruby de longe, mostra-se tímido ao seu lado e, no entanto, com ciúmes por sua óbvia atração por Boak Tackman, uma paixão da época em que faziam juntos o curso ginasial e que acaba de chegar de uma longa estadia na América do Sul. A mãe de Ruby e seu irmão a advertem sobre o rapaz que é de uma pobre, mas aristocrática família, e que no passado tentou se aproveitar dela, mas a jovem acha-se determinada a conquistá-lo. Durante o jantar, Boake explica seu plano para aproveitar uma área pantanosa da fazenda da família, através de um sistema de drenagem, ocasião em que Jim se oferece para ajudá-lo financeiramente.

Horas mais tarde, Jim comenta com Saul que, no passado, Boake tentou abusar de Ruby, ocasião em que a jovem se defendeu ferindo-o com uma faca. Na época, ele e sua esposa inválida, Letitia, acolheram a jovem em sua casa, para protegê-la, período em que lhe ensinaram boas maneiras e regras básicas para administração de uma casa. Algum tempo depois, Ruby voltou para a casa do pai quando este precisou de sua ajuda.

No dia seguinte, a relação conflituosa e obsessiva entre os dois jovens se intensifica quando Ruby descobre que Boake está pretendendo casar-se com Tracy, filha de McAuliffe. Desesperada, ela inicia um tempestuoso relacionamento com ele numa tentativa de impedir o seu casamento com a jovem Tracy. No entanto, quando Boake lhe confessa que vai realmente se casar com a filha de McAuliffe, Ruby irritadamente rejeita a sugestão dele de continuarem a sair juntos depois do casamento. Logo depois, Saul avisa Ruby que Letitia está morrendo. A jovem corre para a casa de Jim, onde fica ao lado de sua mulher, confortando-a em seus últimos dias de vida.

Com a morte de Letitia, sua mulher, Jim propõe casamento à Ruby. Esta, no entanto, se mostra hesitante como se perguntasse se algum dia ele iria acreditar que ela não teria se casado apenas pelo seu dinheiro. Depois que o milionário a convence de seu amor, o casal viaja para se casar em Nova York.

Apesar de Jim ser uma figura proeminente na comunidade, Ruby é desprezada pelas famílias mais antigas de Braddock, o que o irrita. Certo dia, durante uma festa no Country Club, ao observar Ruby dançando com Boak, Jim parte para uma briga corporal com o jovem e, em seguida, chama a mulher de uma vagabunda que parece ser uma mulher refinada, mas que não age como tal. Ruby deixa o recinto em lágrimas e, mais tarde naquela noite, ele lhe pede desculpas.

Na manhã seguinte, o casal decide velejar, ocasião em que ela admite que o ama verdadeiramente. De repente, o forte vento e uma corda frouxa fazem com que ele seja arremessado desacordado para fora do barco, morrendo em seguida. Apesar da genuína tristeza que a jovem sente pela morte do marido, quase todos em Braddock pressupõem que ela o matou.

Saul fica do lado de Ruby, mas se surpreende ao vê-la, por vingança, executar as diversas empresas para as quais Jim havia emprestado dinheiro. Pouco tempo depois, a maioria dos negócios da cidade acha-se fechada ou em dívida para com Ruby. Seu irmão Jewel a recrimina fortemente, ao que ela responde que está apenas devolvendo ao povo toda a crueldade de que sempre foi alvo.

No entanto, quando Boake a procura, ela se mostra disposta a perdoar sua dívida, bem como a retomar seu antigo relacionamento, mas o jovem friamente recusa ambas as ofertas. Furiosa, além de assumir a propriedade dele, ela suspende o plano de aproveitamento da área pantanosa da fazenda. Esmagado pela perda, Boake termina por concordar em voltar para ela.

No dia seguinte, enquanto os dois caçam patos no pântano, Jewel, inconformado com a decisão da irmã, tenta matar o casal. Logo depois que Boake é mortalmente ferido, Ruby atira e mata o irmão.

Anos mais tarde, uma amargurada Ruby pilota um barco de pesca e vive uma vida reclusa para expiar seu passado voluntarioso.

imagem

Comentários

Realizado pelo grande cineasta americano King Vidor, a partir de um romance de Arthur Fitz-Richard, “A Fúria do Desejo” é um ótimo filme do início dos anos 1950. Filmado em preto e branco, sua trama gira em torno de Ruby, uma bela jovem de uma pequena cidade da Carolina do Norte, que não é bem aceita pela sociedade local, mas que é objeto de todas as atenções, principalmente por sua presença erótica selvagem. A história lembra um pouco a de “Duelo ao Sol”, de 1946, igualmente realizado por Vidor e estrelado por Jennifer Jones.

Na direção, Vidor nos brinda mais uma vez com um ótimo trabalho, mantendo um bom ritmo do início à última cena. A trilha sonora, a cargo de Heinz Roemheld, é igualmente um dos pontos altos do filme.

No elenco, embora não tenha sido indicada ao Oscar, como ocorreu em “Duelo ao Sol”, Jennifer Jones é o maior destaque, seguida pela ótima atuação de Charlton Heston, no papel de Boake Tackman.

CAA