Filmes por gênero

O BEIJO AMARGO (1964)

The naked kiss
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Uma luz no submundo (Portugal)
Police spéciale (França)
Il bacio nudo (Itália)
Una luz en el hampa (Espanha)
Der nackte kuß (Alemanha)
A meztelen csók (Hungria)
Det nøgne kys (Dinamarca)
Обнаженный поцелуй (Rússia)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Filme Noir, Drama, Crime
Direção: Samuel Fuller
Roteiro: Samuel Fuller
Produção: Samuel Fuller
Música Original: Paul Dunlap
Fotografia: Stanley Cortez
Edição: Jerome Thoms
Direção de Arte: Eugène Lourié
Figurino: Einar Bourman
Maquiagem: Harry Thomas
Efeitos Sonoros: Al Overton, Leonard Corso
Nota: 8.1
Filme Assistido em: 1966

Elenco

Constance Towers Kelly
Anthony Eisley Capt. Griff
Michael Dante J. L. Grant
Virginia Grey Candy
Patsy Kelly Mac, enfermeira-chefe
Marie Devereux Buff
Karen Conrad Dusty
Linda Francis Rembrandt
Bill Sampson Jerry
Sheila Mintz Recepcionista
Patricia Gayle Enfermeira
Jean-Michel Michenaud Kip
George Spell Tim
Betty Robinson Bunny
Betty Bronson Miss Josephine
Edy Williams Hatrack
Barbara Perry Edna
Walter Mathews Mike
Gerald Milton Zookie
Fletcher Fist Barney
Michael Barrere Adolescente
Tammy Locke Garota na cadeira de rodas

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

 Kelly é uma bela mulher que, depois de passar algum tempo trabalhando como garota de programa e prostituta, decide mudar completamente de vida.  Culta, apreciadora das obras de Baudelaire, Goethe e Lord Byron, assim como, da música de Beethoven, decide mudar-se para a pequena cidade de Grantville, a fim de começar uma vida nova.

Ao descer do ônibus, na nova cidade, é imediatamente reconhecida pelo chefe de polícia, Capt. Griff, que a segue até um banco de jardim, onde lhe faz algumas perguntas.  Sentindo-se atraído por ela, ele consegue que os dois passem a noite juntos.  Na manhã seguinte, ele lhe indica a casa "Candy à la Carte", localizada do outro lado do rio que banha a cidade, no distrito de Delmar Falls, prometendo visitá-la de vez em quando.

Quando os dois se separam, Kelly consegue alugar um quarto, na casa de uma senhora agradável, através de quem obtém informações sobre o local e, principalmente, sobre J. L. Grant, um nome que vê espalhado por onde passa.  Assim, toma conhecimento que ele é um playboy internacional, com castelo na Normandia, mansão na Riviera, iate em Monte Carlo e, acima de tudo, o solteirão mais cobiçado da cidade, onde construiu um hospital e um centro médico ortopédico, aberto a todas as crianças deficientes.

Kelly consegue emprego no centro ortopédico, passando a trabalhar com crianças deficientes, onde desenvolve um trabalho excepcional, usando basicamente amor e compreensão ao lidar com os pequenos pacientes.  Mesmo querida por médicos e enfermeiras, ao descobri-la lá, Griff faz de tudo para que ela vá embora.

J. L. Grant chega de mais uma viagem ao exterior, trazendo presentes para todos os seus próximos, Josephine, Bunny, Buff e até para o amigo Griff.  Mac, a enfermeira-chefe, chega na ocasião em companhia de Kelly.  Ao falar com Grant, pede-lhe que conheça a moça que está fazendo história no serviço de ortopedia para crianças deficientes.  A ela, ele dá uma lembrança de Veneza.  Pouco depois, os dois têm a oportunidade de ficarem sós numa sala de música, onde descobrem ter os mesmos interesses em relação à literatura e à música.

De volta ao hospital, descobre que Buff, uma das enfermeiras, foi convencida por Griff a trabalhar para Candy, de quem já havia recebido US$ 25 e a promessa de ganhar US$ 300 por semana.  Sem pensar duas vezes, vai até a "Candy à la Carte", onde dá uma surra na proprietária e lhe enfia os US$ 25 goela abaixo.

De volta à cidade, procura Grant e lhe fala de todo seu passado como prostituta.  Grant fica feliz por sua sinceridade e por ela apaixonado, propõe que os dois se casem.  Embora diga-lhe que precisa pensar antes de tomar tal decisão, ela termina aceitando a proposta.

Quando Grant convida Griff para ser seu padrinho de casamento, este procura Kelly, a quem dá 1/2 hora para deixar a cidade.  Kelly lhe responde que Grant está a par de toda a sua vida, como garota de programa e prostituta, bem como, que ela lhe falou sobre os U$ 20 dele recebidos em sua primeira noite na cidade.  Desarmado, o policial lhe dá os parabéns e diz que aceita ser padrinho de seu casamento com Grant.

Quando tudo se acha definido sobre o casamento e a lua-de-mel em Veneza, Kelly surpreende seu futuro marido molestando uma garotinha de menos de 10 anos.  Enquanto a menor foge, ela e Grant discutem terminando com a morte deste, após levar uma pancada na cabeça.

Presa e colocada numa cela, Kelly vê sua situação piorar quando Griff chama para depor pessoas declaradamente suas inimigas, como o seu antigo cafetão e Candy, a proprietária do "Candy à la Carte".  A sorte, entretanto, volta-lhe a sorrir quando, finalmente, ela consegue identificar Bunny como sendo a garotinha que vinha sofrendo abusos por parte de Grant.  O depoimento desta é definitivo para que Kelly reconquiste sua liberdade.

A cidade toda a admira pelo que ela fez pelas crianças.  Depois de se despedir de Griff e de suas amigas e colegas do centro ortopédico, Kelly deixa a cidade.

imagem imagem imagem

Comentários

"O Beijo Amargo" é mais um interessante filme-noir dos anos 60.  Escrito, dirigido e produzido pelo cineasta  Samuel Fuller, sua trama gira em torno de uma ex-garota de programa que, mesmo sendo culta e mudando de cidade, tem dificuldades para recomeçar sua vida de forma digna.

Muito bem fotografado em preto-e-branco, o filme trata, entre outros, de temas como prostituição, pedofilia, aborto e corrupção policial.

O roteiro apresenta alguns pequenos problemas sem, no entanto, comprometer o desenvolvimento da trama.  Em contrapartida, a direção de Fuller é consistentemente boa, no que é ajudada pelos bons desempenhos de seus principais atores.  Entre estes, o grande destaque é a magnífica atuação de Constance Towers, que domina a tela do início ao fim.

Algumas reviravoltas tornam o filme ainda mais atraente.

CAA