Filmes por gênero

RICA, JOVEM E BONITA (1951)

Rich, young and pretty
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Riche, jeune et jolie (França, Bélgica)
Ricca giovane e bella (Itália)
Rica, joven y bonita (Espanha)
Reich, jung und hübsch (Alemanha, Austria)
Två ska man vara (Suécia)
Rig, ung og yndig (Dinamarca)
Rikas ja rakas (Finlândia)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Comédia Musical
Direção: Norman Taurog
Roteiro: Sidney Sheldon
Produção: Joe Pasternak
Música Original: Nicholas Brodszky, Jack Meskill, Pete Wendling
Direção Musical: David Rose
Fotografia: Robert H. Planck
Edição: Gene Ruggiero
Direção de Arte: Cedric Gibbons, Arthur Lonergan
Figurino: Helen Rose
Maquiagem: William Tuttle
Efeitos Sonoros: Douglas Shearer
Efeitos Especiais: Warren Newcombe
Nota: 7.2
Filme Assistido em: 1952

Elenco

Jane Powell Elizabeth Rogers
Danielle Darrieux Marie Devarone
Wendell Corey Jim Stauton Rogers
Vic Damone André Milan
Fernando Lamas Paul Sarnac
Marcel Dalio Claude Duval
Una Merkel Glynnie
Richard Anderson Bob Lennart
Jean Murat Henri Milan
Duci de Kerekjarto Líder dos ciganos
Hans Conried Maître do Restaurante
George Tatar Dançarino húngaro
Monique Chantal Empregada
George Davis Pierre
Katrin Tatar Dançarina húngara
Bess Flowers Dançarina no 'Le Parisien'
Jean Del Val Chefe dos garções
Don Haggerty Legionário
Frank Sully Legionário

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Canção Original (Nicholas Brodszky, Sammy Cahn)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

O diplomata texano Jim Stauton Rogers separou-se de sua mulher, a francesa Marie Devarone, quando a filha do casal, Elizabeth, ainda era um bebê.  Marie voltou para a França, de modo que, Liz foi basicamente criada pela governanta da família, Glynnie.

Vinte anos depois, Jim, Liz e Glynnie vão à Paris, onde ele proferirá algumas conferências.  De lá, Jim viaja até Londres, em companhia de um diplomata francês, Henri Milan.  Liz e Glynnie ficam na capital francesa, aguardando sua volta.  Liz conhece André, filho de Henri, que passa a lhe fazer companhia.

Sabendo que a filha se encontra na cidade, Marie, contando com a ajuda de seu amigo Claude Duval, um pintor, faz com que Liz e André vão até o clube "Le Parisien", onde ela canta todas as noites.  Lá, após terminar sua apresentação, Marie vai até a mesa onde o jovem casal se encontra e, para se aproximar da filha, pergunta a André se ele é filho de seu amigo, Henri Milan.  Ao se despedir deles, ela os convida para um chá na tarde seguinte.  Ao retornar ao hotel em que se acha hospedada, Liz fala para o pai, por telefone, que estivera no "Le Parisien", onde conhecera uma bela e simpática cantora, Marie Devarone.  O pai se apavora com a notícia e se apressa em voltar à Paris.

Na hora combinada, Liz e André chegam ao apartamento de Marie, onde encontram Claude.  Este pede à jovem que o deixe pintá-la.  À Marie, que lhe pergunta sobre sua vida no Texas, ela diz que sua mãe morreu quando ainda era criança, que estudou canto e que a Srta. Glynnie sempre cuidou dela.

Ao retornar à Paris, Jim encontra André no hotel.  Este diz que ama sua filha, com quem pretende se casar.  Furioso, Jim o coloca pra fora e proíbe a filha de voltar a se encontrar com ele e com Marie.  Mais tarde, no "Le Parisien", ele diz à Marie que não quer que ela volte a se encontrar com a filha, oportunidade em que toma conhecimento que, desobedecendo suas ordens, ela e André se acham na platéia.  Marie diz a Jim que ambos querem a felicidade da filha e que, talvez, possa ajudá-la.  Em seguida, procura o casal e o convida para um almoço no dia seguinte.

Durante o almoço, André e Liz se desentendem quando, ficando claro que ele não ganha o suficiente para assumir um casamento, ela sugere que ele vá para o Texas trabalhar com seu pai.  Assim, ao voltar para o hotel, Liz pede ao pai para retornarem o mais breve possível aos EUA.

No mesmo dia, à noite, já a caminho do aeroporto, Liz pede para passarem no "Le Parisien", a fim de se despedir de Marie.  Depois de uma breve conversa, esta pede à Liz que a aguarde um pouco, pois precisa ir até o palco.  Ao sair de seu camarim, encontra André, a quem pede que também a aguarde por uns minutos.  André e Liz se encontram e fazem as pazes.

Em seu caminho para o palco, encontra Jim.  Os dois conversam sobre a filha e, ao falarem de seu passado, Liz os ouve e descobre que Marie é sua mãe.  O encontro entre as duas é emocionante, principalmente quando Liz a chama de mãe.

Na platéia, todos se encontram quando Marie e seu par, Paul Sarnac, vão cantar na mesa onde se acham Jim, Liz, André, Claude e Glynnie.  Na oportunidade, Claude entrega à Liz o retrato por ele pintado, o qual é repassado por ela à mãe, como um presente.

imagem

Comentários

"Rica, Jovem e Bonita" é uma deliciosa comédia/musical produzida pelos estúdios da MGM.  Realizado pelo cineasta Norman Taurog, o filme apresenta uma trama bastante interessante, tendo como pano de fundo belos números musicais e uma melódica trilha sonora.

Danielle Darrieux e Jane Powell encantam com suas deliciosas vozes.  Darrieux, em seu primeiro filme americano, esbanja charme e elegância.  Merecem, ainda, destaques, as atuações de Fernando Lamas, com sua potente voz de barítono, e de Wendell Corey.

CAA