Filmes por gênero

SANGUE E AREIA (1941)

Blood and sand
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Sangue e Arena (Portugal, Itália)
Arènes sanglantes (França, Bélgica)
Sangre y arena (Espanha)
König der toreros (Alemanha)
Blut und sand (Austria)
Blod og sand (Dinamarca)
Blod och sand (Suécia)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama
Direção: Rouben Mamoulian
Roteiro: Jo Swerling
Produção: Darryl F. Zanuck
Música Original: Alfred Newman
Fotografia: Ernest Palmer, Ray Rennahan
Edição: Robert Bischoff
Direção de Arte: Richard Day, Joseph Wright
Figurino: Travis Banton
Efeitos Sonoros: W.D. Flick, Roger Heman Sr.
Nota: 8.1
Filme Assistido em: 1949

Elenco

Tyrone Power Juan Gallardo
Linda Darnell Carmen Espinosa
Rita Hayworth Doña Sol de Miúra
Alla Nazimova Señora Augustias Gallardo
Anthony Quinn Manolo de Palma
J. Carrol Naish Garabato
Lynn Bari Encarnación
John Carradine Nacional
Ann Todd Carmen, quando criança
Laird Cregar Natalio Curro
Monty Banks Antonio López
Vicente Gómez Guitarrista
Charles Stevens Pablo Gómez
George Reeves Capt. Pierre Lauren
Fortunio Bonanova Pedro Espinosa
Pedro de Cordoba Dom José Álvarez
Victor Kilian Padre
Cora Sue Collins Encarnacíon, quando criança
Adrian Morris La Pulga
Russell Hicks Marquês
Rex Downing Juan, quando criança
Cullen Johnson Manolo, quando criança
Larry Harris Pablo, quando criança

Prêmios

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Fotografia a Cores (Ernest Palmer, Ray Rennahan)

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Direção de Arte - Decoração de Interiores (Richard Day, Joseph C. Wright, Thomas Little)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Ao chegar de Madrid à Sevilla, sua terra natal, Gallardo é recepcionado por um grupo de amigos em uma taberna, onde distribui presentes e anuncia o casamento de sua irmã, Encarnación, com Antonio López.  Na rua, encontra um velho toureiro que lhe pede esmola, e termina colocando-o como um seu auxiliar.

A seguir, contrata uns músicos e faz uma serenata para a jovem que ama, Carmen Espinosa.  Sem saber ler, pede à Carmen que leia para ele um artigo de um jornal madrileno.  Para sua surpresa, o artigo o coloca como um toureiro de 5ª categoria, sem futuro.  Na oportunidade, jura que ainda será o maior matador da Espanha.  Os dois se casam e, em relativo pouco tempo, Gallardo cumpre sua promessa, tornando-se o mais reverenciado toureiro do País.

Numa de suas touradas, ao jogar seu boné para a platéia, o mesmo é apanhado pela bela Dona Sol de Miúra.  Já em casa, recebe um bilhete dela que é lido por Carmen.  O bilhete diz que, se quiser a boina de volta, terá que apanhá-la em sua casa.  Pelo endereço, ela comenta que deve se tratar da sobrinha do Marquês de Miúra.  Na mansão dos Miúra, lhe é oferecido um banquete.

Em pouco tempo, Gallardo é completamente seduzido por ela. As pessoas comentam e Carmen sofre com tudo isso.  A conselho de uma amiga, vai até a casa de Sol e a pega aos beijos com seu marido.  Ela o abandona e vai morar com o pai num rancho deles.

A paixão por Sol faz com que ele se desligue dos negócios, passe a beber, inclusive em dias de touradas e se encha de dívidas.  Seu empresário o abandona e a imprensa começa a criticá-lo.

Acompanhando de perto os acontecimentos, Carmen o procura antes de uma tourada e lhe diz que nunca deixou de amá-lo e que ele sempre poderá contar com ela.  Ele responde, dizendo-lhe que aquela será a última vez que pisará numa arena.

A tourada começa e os espectadores sentem que o grande Gallardo está de volta.  Ao final, quando se volta para a platéia, que o aplaude delirantemente, é atacado por trás pelo touro ferido.

Levado para fora da arena, é consolado por Carmen, oportunidade em que lhe diz que aquilo não foi nada, que estará de pé antes do que ela imagina e que, agora, ela vai poder ensiná-lo a ler e a escrever.  A seguir, morre de uma hemorragia interna.

imagem

Comentários

Baseado no livro de Vicente Blasco Ibáñez, "Sangue e Areia" é um bom melodrama que explora o violento e glamoroso mundo das touradas.  Realizado pelo cineasta Rouben Mamoulian, o filme narra a história de um grande matador, que representa o orgulho do macho espanhol, ser ironicamente manipulado por uma bela mulher.

A direção de Mamoulian é consistentemente boa e sensível.  A fotografia de Ernest Palmer e Ray Rennahan é simplesmente deslumbrante.

O elenco é um dos pontos altos de "Sangue e Areia", com atores de primeira linha como, por exemplo, Anthony Quinn, J. Carrol Naish, John Carradine e Alla Nazimova, nos papéis coadjuvantes.  O trio principal, representado por Tyrone Power, Linda Darnell e Rita Hayworth, também se sai muito bem.  A seqüência em que Sol e Manolo dançam o flamenco é simplesmente eletrizante.  Rita Hayworth está sensacional em seu vestido vermelho.  Aliás, esse filme a lança como um dos grandes símbolos sexuais do cinema, fato que veio a ser consolidado com sua atuação em "Gilda", cinco anos depois.

CAA