Filmes por gênero

PARIS ESTÁ EM CHAMAS ? (1966)

Paris brûle-t-il?
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Is Paris Burning? (Estados Unidos)
Paris já está a arder? (Portugal)
Parigi brucia? (Itália)
¿Arde París? (Espanha)
Brennt Paris? (Alemanha)
Brinner Paris? (Suécia)
Czy Paryz plonie? (Polônia)
Brandt Parijs? (Holanda)
Pais: França, Estados Unidos
Gênero: Drama, 2ª Guerra Mundial
Direção: René Clément
Roteiro: Francis Ford Coppola, Gore Vidal
Produção: Paul Graetz
Design Produção: Willy Holt
Música Original: Maurice Jarre
Direção Musical: Maurice Jarre
Fotografia: Marcel Grignon
Edição: Robert Lawrence
Direção de Arte: Marc Frédérix, Pierre Guffroy
Figurino: Pierre Nourry, Jean Zay
Guarda-Roupa: Joan Joseff
Maquiagem: Michel Deruelle, Aïda Carange
Efeitos Sonoros: William R. Sivel, Jacques Carrère, Denise Charvein e outros
Efeitos Especiais: Robert MacDonald, A. Paul Pollard
Nota: 8.1
Filme Assistido em: 1967

Elenco

Jean-Paul Belmondo Yvon Morandat
Charles Boyer Dr. Monod
Leslie Caron Françoise Labé
Jean-Pierre Cassel Tenente Henri Karcher
George Chakiris Soldado em um Tanque
Claude Dauphin Coronel Lébel
Alain Delon General Jacques Chaban-Delmas
Kirk Douglas General George S. Patton Jr.
Pierre Dux Cerat - Alexandre Parodi
Glenn Ford Tenente General Omar N. Bradley
Gert Fröbe General Dietrich von Choltitz
Daniel Gélin Yves Bayet
Georges Géret O padeiro
Hannes Messemer General Jodl
Harry Meyen Tenente von Arnim
Yves Montand Sgt. Marcel Bizien
Anthony Perkins Sgt. Warren
Michel Piccoli Edgard Pisani
Wolfgang Preiss Capitão Ebernach
Claude Rich General Leclerc
Simone Signoret Proprietária do Café
Robert Stack Brigadeiro General L. Sibert
Jean-Louis Trintignant Capitão Serge
Pierre Vaneck Major Roger Gallois
Marie Versini Claire Morandat
Orson Welles Cônsul Raoul Nordling
Billy Frick Adolf Hitler
E. G. Marshall Oficial de Inteligência Powell
Georges Poujouly Landrieux
Ernst Fritz Fürbringer General von Voineburg
Paloma Matta Lilane Charvet
Paul Crauchet Padre
Peter Jacob General Burgdorf
Georges Staquet Capitão Dronne
Catherine Kamenka Diane
Georges Montant Médico
Serge Rousseau Coronel Fabien
Jean-Pierre Zola Cabo Mayer
Dominique Zardi .

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Fotografia em Preto e Branco (Marcel Grignon)

Oscar de Melhor Direção de Arte - Decoração de Cenários (Willy Holt, Marc Frédérix, Pierre Guffroy)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Trilha Sonora Original (Maurice Jarre )

Prêmios Bambi, Alemanha

Prêmio Bambi de Melhor Ator Nacional (Gert Fröbe)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Em agosto de 1944, enquanto as tropas aliadas aguardam ordens para marchar contra a Paris ocupada pelos nazistas, Hitler atribui o comando da cidade ao general Dietrich von Choltitz e suas ordens são simples e diretas: se a cidade não puder ser mantida sob o jugo alemão, a mesma deverá ser totalmente queimada antes da retirada de suas tropas. Ao mesmo tempo, o movimento da Resistência Francesa, que conseguiu tomar posse de dois terços da cidade, é dividido por conta de um novo plano estratégico.

O general Jacques Chaban-Delmas, um seguidor da França Livre de Charles de Gaulle, se opõe fortemente aos comunistas que são a favor de uma insurreição imediata, por temer que Paris seja transformada em uma outra Varsóvia. Com a ajuda do Cônsul sueco, Raoul Nordling, ele tenta encontrar um meio de conseguir a libertação de um importante prisioneiro político, Bernard Labe, que pode ter sucesso na prevenção de uma rebelião, mas o plano acaba falhando e Labe é baleado.

Notícias chegam informando que os Aliados decidiram ignorar a cidade, num primeiro instante, a fim de empurrarem os nazistas diretamente para o Reno, o que faz com que os Franceses Livres enviem o Major Roger Gallois para convencer o Alto Comando Aliado de que, pelo menos, uma unidade militar deve ser enviada para libertar Paris, permitindo, deste modo, que a Alemanha tenha a possibilidade de se render de forma honrosa.

Por tudo isso, o general Dietrich von Choltitz procrastina e ignora exigências histéricas de Hitler como, por exemplo, a de que a cidade deva ser queimada antes de uma eventual rendição. Em grande parte responsável pela hesitação do general, Nordling apela tanto para a razão como para a vaidade de von Choltitz, salientando que, recusando-se a destruir séculos de história meramente para satisfazer o desejo de um louco, ele se tornaria conhecido como o homem que salvou Paris. Assim, a ordem para queimar a cidade nunca foi dada e, em 25 de agosto, soldados americanos e franceses retomam a capital francesa do jugo nazista.

Enquanto o general Dietrich von Choltitz é feito prisioneiro, parisienses exultantes surgem de todas as ruas para saudarem o retorno do General Charles de Gaulle.

imagem imagem imagem

Comentários

Baseado num livro de Dominique La Pierre e Larry Collins e escrito para o cinema pelo roteirista Francis Ford Coppola, “Paris Está Em Chamas?” é um bom filme sobre a liberdade humana, o que é mostrado com brilho e entusiasmo pelas mãos do grande cineasta francês, René Clément. Sua trama procura mostrar as vibrantes últimas horas da ocupação nazista de Paris, durante a 2ª Guerra Mundial, centrando-se principalmente nos esforços de uma resistência despertada pela incompetência voluntária do general alemão encarregado de defender ou, eventualmente, destruir completamente a Cidade Luz.

A direção de Clément é muito boa em cada tomada. As cenas da resistência nas ruas, ao som da trilha sonora de Maurice Jarre, são memoráveis. O filme é longo, com basicamente três horas de duração, sendo sua segunda metade a mais interessante.

O elenco é repleto de grandes nomes dos cinemas francês (Alain Delon, Jean-Paul Belmondo, Charles Boyer, Leslie Caron, Yves Montand, Simone Signoret, Michel Piccoli, etc.) e americano (Kirk Douglas, Orson Welles, Glenn Ford, Anthony Perkins, etc.), além do alemão Gert Fröbe, perfeito como o general Dietrich von Choltitz.

CAA