Filmes por gênero

JEAN ARTHUR

bio bio bio bio

Informações

Nome Batismo: Gladys Georgianna Greene
Nascimento: 17 Out 1900
Local Nascimento: Plattsburgh, New York, USA
Falecimento: 19 Jun 1991
Local Falecimento: Carmel, California, USA
Causa Falecimento: Problemas cardíacos
Altura: 1.60 m

Minibiografia

Tendo-se tornado modelo muito jovem, Jean Arthur chegou rapidamente ao cinema ao atuar como atriz coadjuvante no filme de John Ford, "Cameo Kirby", de 1923. Embora tivesse um alto grau de auto-confiança, frustrou-se ao ser retirada do elenco principal de "O Templo de Vênus", de Henry Otto, onde participou como uma simples figurante. Mesmo assim, continuou sua perseverante luta no sentido conseguir o reconhecimento do público para o seu trabalho, o que veio a ocorrer doze anos mais tarde, após ter participado de cerca de 60 filmes, ao atuar ao lado de Edward G. Robinson em "O Homem Que Nunca Pecou", de John Ford.

A partir daí, seguiram-se vários sucessos em filmes do próprio Ford e de outros grandes diretores como Frank Capra, que a tinha como uma de suas atrizes favoritas, e Howard Hawks, com quem fez "Original Pecado", filme que lhe valeu uma indicação ao Oscar de Melhor Atriz de 1943. Quando seu contrato com a Columbia Pictures Corporation terminou em 1944, Jean Arthur tentou ser produtora de seus próprios filmes, mas não teve sucesso.

Em 1946, assinou contrato para estrelar "Born Yesterday", na Broadway, mas ao ser acometida de uma síndrome de pânico, foi na última hora substituída por Judy Holliday.
Ao cinema, ela retornou em 1948 com o filme de Billy Wilder, "A Mundana" e, em 1953, com o de George Stevens, "Os Brutos Também Amam".

Após algum tempo fora do "show business", Jean retornou no início dos anos 60 em algumas peças e, em 1966, esteve na TV com o "The Jean Arthur Show", programa que veio a ser cancelado após onze episódios.

A peça da Broadway "First Monday in October", sobre a 1ª juíza da Suprema Corte, foi excrita especialmente para ela mas, afetada pelo pânico dos bastidores, Jean não teve condições de nela atuar, sendo a mesma cancelada. Surpreendentemente, a ultra-introvertida atriz assumiu o cargo de professora de arte dramática, inicialmente no Vassar College e, em seguida, na North Caroline School of the Arts.

Em 1972, retirou-se definitivamente do cenário artístico, refugiando-se em sua bela mansão à beira-mar, em Carmel, California.

Jean Arthur casou-se duas vezes: a primeira em 1928, com Julian Ancker, cerimônia anulada no dia seguinte; e a 2ª em junho de 1932, com o cineasta Frank Ross, de quem se divorciou em março de 1949.



Filmografia Atriz (Filmes que assisti)

A MULHER FAZ O HOMEM (1939) Mr. Smith goes to Washington
DO MUNDO NADA SE LEVA (1938) You Can't Take It with You
E A VIDA CONTINUA (1942) The talk of the town
O GALANTE MR. DEEDS (1936) Mr. Deeds goes to town
OS BRUTOS TAMBÉM AMAM (1953) Shane
PARAISO INFERNAL (1939) Only angels have wings