Filmes por gênero

ALFRED HITCHCOCK

bio bio bio bio

Informações

Nome Batismo: Alfred Joseph Hitchcock
Apelido: Hitch, The Master of Suspense
Nascimento: 13 Ago 1899
Local Nascimento: Leytonstone, London, England, UK
Falecimento: 29 Abr 1980
Local Falecimento: Los Angeles, California, USA
Causa Falecimento: Insuficiência renal
Altura: 1.70 m

Minibiografia

Filho de Emma e William Hitchcock, recebeu uma rígida educação católica, tendo estudado em uma escola de padres jesuítas.  Em 1915, começou a trabalhar em uma companhia telegráfica.  Paralelamente, estudava pintura e história da arte na Universidade de Londres.  Em pouco tempo, foi transferido para o Departamento de Publicidade da empresa.

Em 1919, foi contratado como desenhista de créditos pelos Estúdios Players-Lasky, da Paramount Pictures.  Logo, aprendeu a criar roteiros e, em 1922, tornou-se cenógrafo e assistente de direção.  Nesse mesmo ano, teve sua primeira grande chance.  O diretor de "Always Tell Your Wife" ficou doente e Hitchcock foi indicado para terminar o filme.  Sua criatividade surpreendeu os dirigentes dos Estúdios, que decidiram promovê-lo a diretor.

Sua estréia ocorreu em "O Jardim do Prazer", uma produção anglo-germânica de 1925.  Seu primeiro sucesso, entretanto, viria com o filme "O Locatário", de 1927, baseado nos assassinatos de Jack, o Estripador.  A partir daí, Hitchcock faria pelo menos uma aparição em cada uma de suas produções, o que se tornaria uma de suas marcas.  Foi, também, seu primeiro filme de suspense, gênero que o consagraria em todo o mundo.  Nessa fase inglesa, destacam-se "Os 39 Degráus", de 1935 e "A Dama Oculta", de 1938.  Foram eles que chamaram a atenção de Hollywood para o diretor.

Em 1939, Hitchcock mudou-se para os Estados Unidos, onde viria a se tornar cidadão americano em 1955.  Seu primeiro filme em Hollywood foi "Rebecca, a Mulher Inesquecível", de 1940, o qual recebeu 11 indicações ao Oscar, inclusive o de Melhor Diretor, sendo agraciado com as estatuetas de Melhor Filme e de Melhor Fotografia em preto-e-branco.  Hitchcock foi ainda indicado ao Oscar quatro outras vezes, por seu trabalho em "Um Barco e Nove Destinos", de 1944, "Quando Fala o Coração", de 1945, "Janela Indiscreta", de 1954, e "Psicose", de 1960, mas nunca chegou a receber o prêmio.

Hitchcock casou-se com a roteirista Alma Reville em 02/12/1926, com quem viveu até o dia de sua morte.  A filha do casal, Patricia 'Pat' Hitchcock, tornou-se atriz, tendo atuado em três de seus filmes: "Pavor nos Bastidores", "Pacto Sinistro" e "Psicose".

Premiações (Filmes que assisti)

A DAMA OCULTA (1938) Círculo dos Críticos de Cinema de Nova York, EUA Prêmio de Melhor Direção
SUSPEITA (1941) Prêmio Kinema Junpo, Tóquio, Japão Prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira
UM CORPO QUE CAI (1958) Festival Internacional de San Sebastián, Espanha Prêmio Concha de Prata de Melhor Direção
INTRIGA INTERNACIONAL (1959) Festival Internacional de San Sebastián, Espanha Prêmio Concha de Prata de Melhor Direção

Indicações (Filmes que assisti)

DISQUE M PARA MATAR (1954) Grêmio dos Diretores da América Prêmio por Direção Excepcional
UM CORPO QUE CAI (1958) Grêmio dos Diretores da América Prêmio por Direção Excepcional
JANELA INDISCRETA (1954) Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA Oscar de Melhor Direção
JANELA INDISCRETA (1954) Círculo dos Críticos de Cinema de Nova York, EUA Prêmio de Melhor Direção
JANELA INDISCRETA (1954) Festival Internacional de Veneza, Itália Prêmio Leão de Ouro
JANELA INDISCRETA (1954) Grêmio dos Diretores da América Prêmio por Direção Excepcional
LADRÃO DE CASACA (1955) Festival Internacional de Veneza, Itália Prêmio Leão de Ouro
PSICOSE (1960) Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA Oscar de Melhor Direção
PSICOSE (1960) Grêmio dos Diretores da América Prêmio por Direção Excepcional
QUANDO FALA O CORAÇÃO (1945) Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA Oscar de Melhor Direção
QUANDO FALA O CORAÇÃO (1945) Festival Internacional de Veneza, Itália Grande Prêmio Internacional
FRENESI (1972) Prêmios Globo de Ouro, EUA Prêmio de Melhor Direção
INTERLÚDIO (1946) Festival Internacional de Cannes, França Grand Prix do Festival
O HOMEM QUE SABIA DEMAIS (1956) Festival Internacional de Cannes, França Prêmio Palma de Ouro
O HOMEM QUE SABIA DEMAIS (1956) Grêmio dos Diretores da América Prêmio por Direção Excepcional
OS 39 DEGRÁUS (1935) Círculo dos Críticos de Cinema de Nova York, EUA Prêmio de Melhor Direção
O TERCEIRO TIRO (1955) Grêmio dos Diretores da América Prêmio por Direção Excepcional
A TORTURA DO SILÊNCIO (1953) Festival Internacional de Cannes, França Grand Prix do Festival
INTRIGA INTERNACIONAL (1959) Grêmio dos Diretores da América Prêmio por Direção Excepcional
PACTO SINISTRO (1951) Grêmio dos Diretores da América Prêmio por Direção Excepcional
REBECCA, A MULHER INESQUECÍVEL (1940) Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA Oscar de Melhor Direção
UM BARCO E NOVE DESTINOS (1944) Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA Oscar de Melhor Direção